Projeto Whitecoat: Cobaias Humanas Pedem Indenização ao Governo Norueguês

OSLO, Noruega (AP) – Os sobreviventes de um grupo de crianças e doentes mentais utilizados como cobaias humanas na Noruega para veriricar os efeitos de drogas como o LSD estão pedindo indenização ao Estado, acusado de ter agido sob instruções da CIA, a agência americana de Inteligência.

O caso, semelhante ao denunciado na Suécia há cerca de um ano, foi revelado nesta segunda-feira (4) pelo jornal “Dagavisen”, com base nas denúcias apresentadas ao tribunal de Oslo por mais de 50 vítimas do experimentos, através do advogado Randi Hagen Spydevold, que pede uma reconstrução do caso através de levantamento dos arquivos.

Segundo o Dagavisen, nos anos 50 e 60 o Instituto de Farmácia da Universidade de Oslo – sob a supervisão técnica do Exército e da CIA – realizou experimentos com LSD (ácido lisérgico) utilizando como cobaias crianças nascidas de mães norueguesas e pais alemães durante a ocupação alemã na Segunda Guerra.

Destas crianças, que compartilharam seu papel de cobaias com doentes mentais e outros tipos de deficientes, pelo menos três ou quatro não sobreviveram, diz a acusação.

Não se sabe a quantidade total de cobaias humanas utilizadas em tais experimentos; o que se sabe é que eles se destinavam a estudar o efeito das drogas sobre o controle do cérebro.

O advogado Spydevold disse não ver razões para o Estado norueguês manter o caso em segredo, uma vez que os americanos já publicaram seus documentos sobre experimentos semelhantes.

16h27 – 04/09/2000

Fonte: http://www.zip.net/zipnoticias/mundo/ultimas/48162758.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *