Nova denúncia contra a IASD: Hospitais Adventistas lideraram a legalização do Aborto nos EUA

Depois das gravíssimas comprovações da negociação de centenas de jovens adventistas como cobaias para a fabricação de armas químicas nos Estados Unidos, apoio oficial da Igreja Adventista a Hitler e da participação de líderes da IASD em crime de genocídio contra a humanidade, uma tese de doutorado surgiu há seis anos como prova da prática e incentivo de abortos por escolha da própria mãe em hospitais adventistas dos Estados Unidos.

A tese, que já virou livro e está disponível para compra pela internet, intitula-se: “Da Pró-vida à Pró-escolha: A dramática mudança nas atitudes dos adventistas do sétimo dia em relação ao aborto.” O autor documentou o fato de que nós, adventistas, lideramos o caminho para a legalização do aborto nos Estados Unidos da América. E não estamos falando apenas sobre o que é erroneamente rotulado como o aborto terapêutico, mas sim abortos eletivos, também conhecidos como o aborto sob demanda, feitos por decisão da própria mãe.

Só como exemplo, estes são números citados na tese de Nic Samojluck, e se referem a apenas um nossos hospitais, o Hospital Adventista de Washington:

  • De 1975-1982: 1492 abortos, o que equivale a 213 por ano.
  • Em 1992: 547 abortos
  • No primeiro semestre de 1993: 287 abortos, 574 ao ano, por estimativa.
  • Em 2006: 47 abortos
  • Em 2007: 48 abortos
  • Em 2008: 36 abortos
  • Em 2009: 27 abortos
  • Em 2010: 29 abortos

As informações completas estão disponibilizadas num site — http://adventlife.wordpress.com/ — que trata especificamente sobre o tema, em vários de seus principais links. Além disso, o livro em inglês já está disponível para compra.

Para quem domina o inglês, estão são links úteis:

Para quem precisa de tradução para o português, recomendamos:

3 comentários em “Nova denúncia contra a IASD: Hospitais Adventistas lideraram a legalização do Aborto nos EUA”

  1. li tudo o que escreveu sobre a white, e sobre a IASD , digo que tudo e apenas loucura do irmão, você deveria apenas parar com isso! amigo não preciso de Ellen white, e nem da IASD para acreditar na trindade, no dizimo e nem no sábado, só da bíblia, como já disse o próprio senhor me ensinou a verdade sobre isso, eu pergunto a você amigo já escoltou a voz de deus, como um amigo conversa com você, eu já amigo. se retrate ok

  2. No maior jornal da capital dos Estados Unidos, “WASHIGTON POST”
    http://onfaith.washingtonpost.com/onfaith/undergod/2011/01/adventists_and_abortion.html
    Diz o seguinte:
    “But the denomination may be the only theologically conservative Protestant group that allows elective abortions.” — Mas a denominação [Adventista] pode ser a única Protestante, grupo teologicamente conservador, que permite o aborto eletivo. (simples vontade da mulher, até os 6 meses de gestação na maioria dos Estados Americanos)

    Mais adiante, o artigo fala dos Adventistas terem sido preteridos em White Oak para uma organização Católica, no pedido para construir um hospital nesse bairro próximo à Conferência Geral, por permitirem o aborto em seus hospitais. (cabe esclarecer que o aborto é legal por decisão da Suprema Corte Americana, mas nenhum Estado está obrigado a favorecer hospitais que praticam o aborto)

    Esse artigo do jornal nunca foi contestado pela organização Adventista, facilmente constatado pelo serviço de busca do próprio jornal.

  3. A MINISTRY (agosto de 1991) revista oficial para pastores Adventistas, diz na capa “A Visão cristã da Vida Humana” e em destaque na página 11 apresenta o conselho do Presidente da Conferência Geral NEAL WILSON, que havia terminado o seu mandato.

    A “visão cristã” aconselha os pastores Adventistas a aceitar o aborto como PLANIFICAÇÃO FAMILIAR, dando destaque ao conselho do ex-presidente:

    “Embora nós andamos encima do muro, os adventistas inclinam-se para o aborto e não contra ele. Porque percebemos que estamos diante de grandes problemas da fome e da superpopulação, não nos opomos ao planejamento familiar e esforços apropriados para controlar a população.” — NEAL WILSON

    Clique para copiar diretamente a revista:
    https://www.ministrymagazine.org/archives/1991/MIN1991-08.pdf (pode copiar a revista inteira)

Deixe uma resposta para Ennis Meier Cancelar resposta