Browse By

Esta Hora Explosiva: Livro adventista brasileiro da década de 60 discutiu OVNIs e alienígenas

3 thoughts on “Esta Hora Explosiva: Livro adventista brasileiro da década de 60 discutiu OVNIs e alienígenas”

  1. sol says:

    Li o livro “Mentira branca”e pude perceber que o escritor, apesar do que apresentou, ele sabe da veracidade da IASD. Talvez ele tenha sido muito radical em sua postura enquanto pastor, e todo radicalismo leva a esse tipo de ação. Quem sabe ele não tenha desfrutado da graça de Cristo durante os anos do seu ministério e sua vida tenha sido um fardo e, consequentemente, tenha feito da vida daqueles a quem ele pastoreou um verdadeiro “inferno”… Pobre pastor… a sua crise de identidade deve ser muito grande…

  2. Jeremias says:

    Meu prezado irmão, leio constantemente seus artigos e até hoje não entendo porque ainda conservas em seu coração tanta magoa, ao ponto de centralizar sua vida na busca incessante de materias que posso denegrir a imagem da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Se não está satisfeito com a mensagem adventista porque tanta preucupação com a mesma. Espero em Deus, que o mesmo possa ainda fazer uma obra em sua vida, para que possas usar todos talentos que possui não para focar sua vida em criticas ou algo similar, mas no desenvolvimento dos frutos do Espirito, que Deus te abençoe ricamente

  3. Adilson de Souza says:

    É amigos, parece que as coisas já estão acontecendo.

    Andorra/Espanha: Alienígenas curam 4 crianças de câncer *

    Esse é o incrível relatório de 14 doutores altamente respeitados e membros do Pyrenees Hospital de Los Niños em Andorra, Espanha. ‘Os alienígenas estavam ao lado da cama. Parecia existir um laço místico entre eles e o menino. Um dos seres tocou a testa de Juan, com suavidade, com seu dedo longo e ele foi cercado imediatamente por uma luminosa aura. Quando os alienígenas deixaram o hospital, os doutores radiografaram e examinaram Juan. Ele estava completamente livre do câncer’

    MÉDICOS EXTRATERRESTRES – Eles viram extraterrestres de 1,5m de altura usar seu poder de cura em quatro crianças doentes terminais, no período de um mês. “Eu não pude acreditar em meus olhos, disse a enfermeira noturna Lupe Montoya que estava trabalhando no setor de oncologia do hospital das crianças, durante a primeira visita alienígena. “Eu estava preenchendo relatórios, quando vi que eles não eram humanos. Tinham uma cor castanha, com cabeça e olhos amendoados grandes. Eles não pareciam como nada encontrado neste planeta. Eu tive medo porque eles pareciam muito misteriosos. Mas ao mesmo tempo eu sentia um tipo de inteligência amorosa nesses estranhos olhos”.

    Segundo a enfermeira Montoya, as criaturas entraram no quarto de Juan Lopez, um menino de 7 ano, que esperava-se que morresse de leucemia dentro de uma semana. Ela alertou o guarda de segurança e chamou o Dr. Tomaz Ruiz que estava cuidando de outro paciente. “Quando caminhamos em direção ao pequeno Juan, seu quarto estava banhado de uma luz dourada brilhante”, disse o Dr. Ruiz. Os alienígenas estavam ao lado da cama. Parecia existir um laço místico entre eles e o menino. Um dos seres tocou a testa de Juan, com suavidade, com seu dedo longo e ele foi cercado imediatamente por uma luminosa aura. Quando os alienígenas deixaram o hospital, os doutores radiografaram e examinaram Juan. Ele estava completamente livre do câncer.

    Desde aquela noite, Maria Muñoz, 9 anos; Anita Pena, 8 anos e Hector Gomez, 9 anos, todos diagnosticados como doentes terminais, também foram curados pelas criaturas desconhecidas. Os 14 membros do staff do hospital viram seres executar os milagres. “Há um padrão para essas visitas”, diz Dr. Ruiz. “Elas sempre acontecem ao redor de 1h da manhã, os alienígenas sempre entram em pares e sempre curam com um toque na testa”, finaliza.

    * Texto editado na íntegra do jornal “Filhos do Sol’, de Belo Horizonte/MG.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *