“Dissidentes” de Israel protegeram e preservaram livros que confirmam e completam a Bíblia


https://www.youtube.com/watch?v=JSoX-xFagH8

Sectários essênios, ex-sacerdotes que se opunham à elite dominadora do Templo e até mesmo zelotas foram os grupos usados por Deus para proteger escritos que asseguram a confiabilidade do texto bíblico, complementando-os com informações preservadas em antigos pergaminhos. É o que mostra este primeiro vídeo sobre os pergaminhos de Qumran.

Veja também: Mistérios da Bíblia, os Evangelhos Perdidos:
Constantino não mudou apenas a guarda do sábado para o domingo. Ele censurou e baniu livros inteiros da Bíblia! Mesmo assim, há quem o aplauda por manter a suposta pureza da fé evangélica…

1 comentário sobre ““Dissidentes” de Israel protegeram e preservaram livros que confirmam e completam a Bíblia”

  1. Willy disse:

    Entre os minutos 35 e 40 do segundo vídeo, o narrador resume bem o porquê de apenas quatro evangelhos terem sido escolhidos dentre outros. Eles (os quatro evangelhos de nossas Bíblias) eram os mais lidos, respeitados e amados entre os primeiros cristãos. Ademais, como disse o narrador do vídeo, os gnósticos em vez de se unirem e de se solidificarem foram se separando por causa de política.

    Concordo plenamente que não precisamos de estruturas hierárquicas para nos aproximarmos de Deus. Precisamos apenas de Jesus Cristo.

    Resumindo, o segundo vídeo é interessante, mas traz muito especulação sobre os evangelhos apócrifos, o que é de se esperar mesmo. Já li textos espíritas que se apoiam nos ditos apócrifos para poderem ensinar a reencarnação. E por aí vai…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *