PROTESTANTES ATÉ HOJE! 95 Teses do Adventistas.Com nos últimos 18 anos — Parte 3

PROTESTANTES ATÉ HOJE! 95 Teses do Adventistas.Com nos últimos 18 anos — Parte 1
PROTESTANTES ATÉ HOJE! 95 Teses do Adventistas.Com nos últimos 18 anos — Parte 2

Continuação

66. Certas idéias adventistas não passam de tradição, lendas e não têm base bíblica. Por exemplo, comparar o ministério levítico com o ministério da IASD é comparar laranja com banana. Os pastores da IASD não são os levitas de hoje! A ordem araônica foi abolida e hoje todos somos sacerdotes. Portanto não há nada na Bíblia que ordene que os dízimos devam ir necessariamente para a Associação. Isso é lenda que nos foi ensinada deste pequenos.

67. Outra lenda adventista é dizer que a corporação adventista é a última igreja da história. Igreja é uma coisa, corporação (empresa) é outra coisa. Igreja é um povo que anda segundo os princípios de Deus, corporação é uma pessoa jurídica com CGC, prédios, conta corrente, funcionários, estrutura administrativa, etc… São coisas totalmente diferentes. Deus sempre teve uma igreja em cada época e podemos afirmar que essa igreja é um povo e que NÃO é necessariamente composto exclusivamente por TODAS as pessoas cadastradas nesta denominação. Outra lenda, pior ainda, é achar que na sacudidura quem ficar vinculado à corporação é o trigo e quem for desvinculado da corporação é o joio. Foi exatamente o contrário na época de Cristo e na época de Lutero.

68. Ninguém funda ou monta igreja nova. A única igreja verdadeira foi fundada por Cristo. Ou você se adequa aos princípios dela e faz parte da mesma, ou você está fora! Não há isso de se estou vinculado à igreja Adventista, então estou na igreja verdadeira. Faz parte da Igreja verdadeira quem vive os princípios de Cristo. Quem está na condição laodiceana está na eminência da perdição eterna pois o Senhor não está em Laodicéia! Deus está fora de Laodicéia! (Mas em Sua infinita misericórdia está batendo incansavelmente para ver se alguém lhe abre a porta para que entre.)

69. A maior de todas as lendas é a de que os pastores da IASD são “Ungidos do Senhor”. Não existe unção na Igreja de Cristo (exceção – para os doentes). Unção é coisa do velho testamento. O que há no novo testamento é a ordenação com imposição de mãos. Na verdade o termo “ungido do Senhor” foi introduzido na IASD para propiciar um tipo de “imunidade ministerial”, ou seja, o pastor pode fazer o que quiser, por pior que seja deve continuar recebendo o dízimo e ai de quem tocar no “ungido do Senhor”!

70. Os que continuam a pedir aos membros revoltosos que, por favor, não saiam da igreja e que busquem um meio de reformar a mesma dentro dela, estão na realidade pedindo aos mesmos que continuem alimentado os abusos que ali existem. Quando sinceros irmãos, com a melhor intenção do mundo de propagar uma mensagem de salvação, levantam-se e indagam sobre o uso do dinheiro sagrado, a grande instituição se sente insegura, pois sabe ter feito uso proibido dos fundos por muitos anos. Então, ao ver a instituição que muitos não têm intenção alguma de “deixar o barco correr” e também ao verem que a falta desses fundos poderia afetá-los em grande forma, esses líderes secretamente decidem desfazer-se dessas pessoas, antes que outros sejam influenciados pelos mesmos. É fácil ver que a falta de espiritualidade existente nessa liderança. Com tudo o que tem acontecido, não seria errado julgar estarem os mesmos sob o controle do inimigo da humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *