Evangelismo em casas de Swing: Casal cria site para troca de parceiros cristãos e versículos da Bíblia

Com que objetivo pastores adventistas publicam uma notícia sobre o assunto acima, inclusive entre as “notícias adventistas” do portal oficial da IASD? O casal é adventista? Existiu alguma proposta nesse sentido? Apoiar a romaria de idólatras em Aparecida do Norte não segue o mesmo princípio? Não seria essa também uma “oportunidade evangelística contextualizada”, como defende Michelson Borges?

Afinal, o Presidente do Campo onde eles congregam, poderia seguir o exemplo do Pastor Ronaldo na defesa ao apoio à romaria de Nossa Senhora Aparecida. Diria, por exemplo, que eles estão se fazendo de fracos com os fracos; que não estaria havendo traição, porque a troca de casais ocorre com consentimento mútuo e é apenas temporária; que de fato não há contato carnal íntimo, porque usam preservativo; e se for tão ousado quanto o pastor Ronaldo poderia até dizer que se há dois ou três reunidos no nome sagrado, a bênção estã garantida, etc.

Faz três anos que essa iniciativa foi noticiada, mas o texto permanece no ar até hoje (1º de novembro de 2017) e, se apagarem, já fizemos cópia.

Links para a notícia:

http://noticias.adventistas.org/pt/coluna/rafael-rossi/evangelismo-em-casas-de-swing/

http://www.manoelbsilva.com.br/2014/09/religioso-casal-cria-site-de-swing-para.html

11 ideias sobre “Evangelismo em casas de Swing: Casal cria site para troca de parceiros cristãos e versículos da Bíblia

  1. sobre os romeiros, de ajudar dando água e comida, poderiam também aproveitar e terem dado panfletos ou alguns livros abordando assuntos referente a idolatria.

  2. Hermano de Jesus deu um grande tiro no próprio pé, mas infelizmente está cego pelo rancor para enxergar.

    No dia 16 de outubro de 2017 foi postado o seguinte: “Depois de apoiar romeiros na quebra do 2º Mandamento, adventistas podem distribuir Viagra próximo de motéis…”. Com o intuito de criticar a assistência prestada por adventistas aos romeiros de Aparecida, Hermano resolveu ser sarcástico, e SUGERIU que os adventistas também distribuísse viagra nos motéis como uma “oportunidade evangelística”.

    Agora, 01 de novembro de 2017, publica esta notícia (tirada de site de notícias adventista) sobre um casal (não adventista) que promove troca de casais (swing) com evangelismo no meio. Se fazendo de sonso, Hermano escreve:

    “Com que objetivo pastores adventistas publicam uma notícia sobre o assunto acima, inclusive entre as “notícias adventistas” do portal oficial da IASD? O casal é adventista? Existiu alguma proposta nesse sentido?”

    Como toda pessoa intelectualmente desonesta, Hermano não quis se dar conta que a notícia, publicada no site adventista em 12 de outubro de 2014, foi usada não para incentivar formas exóticas de evangelismo, mas para CRITICAR a iniciativa do tal casal americano. Isso está claro logo no começo da notícia: “NEM TUDO VALE NA HORA DE LEVAR A MENSAGEM DE DEUS”.

    E o Hermano ainda pergunta: “Existiu alguma proposta [adventista] nesse sentido [nos moldes do casal americano]?”

    Que CARA-DE-PAU!

    • Quem nos parece cheio de rancor contra o Adventistas.Com é o irmão Marcelo, que não faz diferença entre dois textos escritos sob prismas diferentes. O primeiro texto foi evidentemente irônico, sarcástico, com o objetivo de demonstrar que o incentivo à quebra do segundo mandamento PODERIA absurdamente justificar o apoio à quebra do sétimo e outros, uma vez que, aparentemente, a liderança da IASD concluiu já ter sido vomitada da boca de Deus, depois de ser achada em falta na balança celeste e aliou-se definitivamente aos filhos das trevas, catolicismo romano e protestantismo apóstata.

      O segundo texto, em estilo um pouco diferente, questiona o fato de um pastor adventista haver publicado a reportagem sem comentário algum em sua página pessoal e o portal oficial também tê-lo feito, ainda que se posicionando contra. Ora, se vale o apoio à prática da idolatria católica, por que não apoiarem o “swing missionário” do casal? Se eles não são adventistas, por que criticá-los? Vai ver, como os romeiros católicos, eles não sabem o que fazem…

      Argumentos absurdos, como os dos pastores que apoiam as romarias a Aparecida do Norte, foram até jocosamente apresentados em defesa de mais essa oportunidade contextualizada! A verdade é que a IASD já chama de irmãos até os adeptos do Espiritismo, uma vez que, segundo o pastor Ivan Saraiva da Novo Tempo, eles também crêem em Jesus para a Salvação… Um representande da IASD foi enviado a Roma para saudar e subordinar-se ao Papa! Nada mais deveria nos surpreender!

      • Quem tem site para atacar membros e opiniões da igreja adventista, muitas vezes distorcendo as coisas, e faz disso o seu MINISTÉRIO, é o senhor Hermano. Não eu. Logo, o rancoroso aqui não sou eu.

        Se fosse no mínimo cuidadoso, teria lido todo o texto do pastor Rafael Rossi sobre o casal americano que usa “relacionamentos sexuais extraconjugais para compartilhar o Evangelho” antes de trazer o assunto para cá. Ou melhor, nem teria trazido, porque teria visto, logo de cara, o texto “NEM TUDO VALE NA HORA DE LEVAR A MENSAGEM DE DEUS”.

        Mas Hermano quis trazer a notícia de 2014 para cá. Trouxe para dar “respaldo” a sua “cruzada santa” contra a IASD. Trouxe para que os leitores desatentos façam a mesma associação que ele faz:

        – Se adventistas dão água e comida para romeiros (idólatras), então eles PODEM também distribuir viagra nas portas de móteis, com desculpa de estarem evangelizando.
        – Se adventistas fazem oração com romeiros, então eles PODEM também fazer oração depois de terem mantido relações sexuais extraconjugais, com desculpa de evangelizar.

        E Hermano é ardiloso. Apresenta uma série de questionamentos para fazer os “leitores de títulos e subtítulos” acreditarem que a Igreja Adventista foi nesse caminho:

        “Com que objetivo pastores adventistas publicam uma notícia sobre o assunto acima, inclusive entre as “notícias adventistas” do portal oficial da IASD? O casal é adventista? Existiu alguma proposta nesse sentido? Apoiar a romaria de idólatras em Aparecida do Norte não segue o mesmo princípio? Não seria essa também uma ‘oportunidade evangelística contextualizada’, como defende Michelson Borges?”

        Se tivesse um pouquinho de sensatez, teria percebido que o assunto foi publicado no site adventista para dar a posição da igreja e orientar os membros: “NEM TUDO VALE NA HORA DE LEVAR A MENSAGEM DE DEUS”. Teria visto que o mesmo pastor também já escreveu sobre outros assuntos polêmicos (está lá no site) que não envolvem diretamente pessoas adventistas.

        O grande problema é que no mundo encantado de Hermano, apenas ele é o SANTO, enquanto todos os outros adventistas fingem ser, porque o que querem na verdade é viver como o mundo vive. Ainda bem que não será Hermano o juiz dos adventistas. Para infelicidade dele.

          • Antigamente este site dispunha de bons artigos, bons argumentos, bons debates… Hoje virou apenas um picadeiro… e eu me divirto muito aqui com o “ministério” do Hermano, o Rancoroso.

  3. Entendi, os editores estavam em aparecida investigando as atitudes dos adventistas para ver se eles estavam pregando ou incentivando a adoração a imagens, agora ficou tudo explicado

    • A própria reportagem feita por um jornalista adventista para a TV adventista Novo Tempo afirma que os participantes “colcaram as diferenças nas crenças de lado” e se refere à romaria como uma “verdadeira peregrinação da fé”. O serviço oferecido era de “assistência aos romeiros católicos”m como explicou o organizador do evento: “Nosso objetivo é ajudar essas pessoas a chegar ao destino delas…” Quem recebeu a ajuda entendeu-a como apoio para continuar. “Não imaginava que iria ter todo esse apoio,” diz um dos entrevistados. E uma das participantes disse que ficou feliz com sorrisos e aperto de mãos e a imagem final dos romeiros “indo revigorados para continuar sua jornada”.

  4. Caros editores desse site. Desta vez vocês não foram felizes nesse comentário acima e confundiram as coisas. Primeiro, a assistência aos romeiros foi de necessidades básicas: (Água, comida, saúde, etc), itens recomendados por nosso Senhor Jesus (Mateus 25:42), e a matéria escrita pelo pastor Rafael Rossi foi uma critica a pratica desse casal e dos outros casais que se dizem cristãos. Segundo, Jesus andava com Prostitutas, e nem por isso distribuía métodos contraceptivos, ou dava dicas do tipo, mas ele perdoava, acolhia e ensinava o caminho correto. Terceiro, usando o raciocínio do autor desse comentário, seria errado então visitar ou ajudar presos, dependentes químicos, etc.
    Os senhores são pessoas inteligentes. Não deixem o rancor que vocês tem pela igreja escurecer os seus argumentos. por fim, O ser humano consegue ficar sem sexo a vida toda, mas as necessidades básicas (água, comida, saúde) é uma questão de educação e ética, que é oferecida a todos, independente do que estejam fazendo ou vão fazer. (assassinos baleados que sobrevivem tem direito a terem essas necessidades atendidas por exemplo)

    • Nada aqui é feito por rancor, irmão. O problema é que quem cala, consente. E nós não consentimos, não transigimos com o erro. É absurdo demais apoiar a prática do pecado de idolatria. O pior é que são os nossos pastores que incentivam os membros a fazê-lo. E eles aceitam. Cegos guiando cegos!

      Como o irmão disse, Jesus recebia prostitutas em Seu círculo de ouvintes, mas ouvintes interessados em Suas mensagens. Ele não as incentivava a continuar se prostituindo. Pelo contrário, aconselhava: “Vai e não peque mais…”

      No caso dos romeiros, não haveria problema se dessem água, massagem, lanche, etc, mas recomendassem a eles que voltassem para casa, ou ficassem por ali para aprender mais sobre a desnecessidade desse tipo de sacrifício, a proibição bíblica à idolatria e a salvação unicamente através de Jesus Cristo.

      Quanto aos criminosos e dependentes de droga, que menciona, ajudá-loa a prosseguir em seu caminho seria cumplicidade.

      • Bando de Fariseus, vocês são uma vergonha para Cristo, eu teria vergonha de usar o nome adventista. Então me ensina como fazer para alcançar esta pessoas, ou alias como você santarão Hermano de Jesus faz para alcançar seus amigos e parentes que são católicos e até mesmo de outras denominações, na moral eu acho que você e um frustado, sabe aquelas pessoas que não teve importunidade nenhuma, que nem para ser faxineiro da igreja te escolheram, ou ate mesmo tentou fazer teologia mas não foi aprovado porque é um inútil, por fim acredito que é solteiro pois nenhuma mulher quer casar com um fariseu, segundo deve andar igual um louco falando sozinho, deixo uma sugestão ao invés de ficar criticando oque as pessoas estão fazendo, vai lá e faça a diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *