DSA

Vídeo mostra agressão de pastor contra membro da IASD que discorda do uso de bateria em louvor

Confira abaixo, a opinião do líder da IASD na Divisão Sul-Americana, Pr Erton Kohler. Assista e comente.

10 thoughts on “Vídeo mostra agressão de pastor contra membro da IASD que discorda do uso de bateria em louvor

  1. Me pergunto ele dizem se evangélicos, no evangelho um dos maiores ensinamento né amar o próximo. O que estão aprendendo? Para eu são todos filhos do satanás, agressão não vem de Deus. Todos devem ser processado e punidos.

  2. Não concordo em hipótese nenhuma nada justifica agressão principalmente se for causado por líderes religiosos afinal Jesus não pregou a paz,qual deveria ser o comportamento desses religiosos deixar que ele filmasse e falasse o que quiser pois é um ambiente público,sou adventista a 40 anos não aceito uma coisa desta fico pensando será que esses líderes não fariam o mesmo se fosse Jesus que estivesse protestado por algum motivo.E claro que o indivíduo estava falando besteira nítido que estava querendo causar polêmicas deixasse ele filmar ignorasse e ele resistiria.comportamento vergonhoso de pastores e religiosos que não tem nenhum compromisso com Jesus e sua igrejas
    Noé costa

  3. Basta o cara ser militante contra a bateria (louvai a Deus com TODOS os instrumentos, inclusive os de percussão), que já mostra o quanto é doente da cabeça. Na igreja que frequento, todos os doentes que se posicionaram contra a bateria são pessoas problemáticas, agressivas e com um histórico de libertinagem em suas vidas pessoais. Vândalos e hipócritas, é isso o que os combatentes da bateria são.

    1. O cara pode ser louco, e até um pilantra. Não justifica!!! Jesus não trataria ele assim!! Responderia, Ou se afastaria, Ou ainda fugiria….Deixa ele gravar e falar o que quiser!! Falaram de Jesus coisas que ele não era e que não fazia, mataram Ele!!! E ele agiu desta forma??? Simplesmente pra mim, isso é uma vergonha!! Essas pessoas não são cristãs….

  4. Cara que absurdo! Como vcs podem dizer isso? O cidadão chega dentro de uma ambiente comercial, não se identifica, filma sem permissão, chama os atendentes de covardes, é convidado a se retirar, insiste em não se identificar e quando expulso fala que foi agredido! Ridículo, tendencioso, hipócrita!

    1. Pablo é um irmão conhecido e estava dentro da loja do SELS, na Associação. Filmar um ambiente público não é crime.

      1. Mas ofender sim, pois chamar de covarde não foi correto da parte dele! Não concordo com agressões, empurrões, etc… mas não dá para colocar o Pablo na situação de um mero coitadinho indefeso que não fez nada! Ele agiu errado!

        1. Em nenhum momento o líder dessa seita deu seu parecer quanto à atitude dos pastores hipócritas. Vejam só, então estaria ele de acordo com a agressão? Jesus em nenhum momento ensinou isso. Quando Pedro feriu o soldado com a espada, Jesus o repreendeu. Então, cadê Jesus na vida desses hipócritas? Poderiam muito bem colocar o jovem pra fora dali, mas sem agressão. Isso nunca foi e nunca será igreja de Cristo, isso é uma seita!

Deixe uma resposta para Joseval Santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *