DSA

Câmera oculta: Adélio usava nomes falsos, coisa típica de organização criminosa (Veja o Vídeo)

A câmera oculta de Adélio
Brasil 26.09.18 20:44
Por Claudio Dantas

No dia 29 de agosto, Adélio Bispo de Oliveira gravou com o celular o momento em que foi recolher sua carteira de trabalho numa empresa em Juiz de Fora.

“Tudo bom? Vim pegar a papelada, né”, diz.

O funcionário, que aparentemente chama Adélio de “Matias”, entrega a carteira e pede a ele que assine um recibo. “Chegou a registrar?”, pergunta. “Não, não”, responde o funcionário.

Não é possível identificar o local.

À noite, Adélio postou o vídeo no Facebook com a mensagem: “Como outras empresas, esta só queria cópia dos meus documentos pessoais e de cartão bancário. Depois de conseguir, não agenda data de início no trabalho. Nem assinam a carteira.”

Como O Antagonista revelou na segunda-feira, Adélio também procurou emprego no grupo Bahamas Supermercados, mas foi reprovado na entrevista.

Fonte: https://www.oantagonista.com/brasil/camera-oculta-de-adelio/

O criminoso Adelio Bispo de Oliveira, ora cercado por um exército de caríssimos advogados, precisa ser investigado com mais ousadia e precisão. Na verdade, nada se sabe ainda sobre a vida pregressa desse rapaz, seus contatos, suas relações, qual o gabinete que frequentava na Câmara Federal. Um absurdo a lentidão com relação a um crime que atentou contra a Segurança Nacional, tentando de forma torpe e traiçoeira, matar um candidato à presidência da República.

Um vídeo obtido pelo Jornal da Cidade Online, demonstra claramente que Adelio fazia uso de nomes falsos. Ora, a utilização de nomes falsos é coisa de organização criminosa, prática mafiosa. O vídeo demonstra claramente o criminoso sendo tratado por “Matias”. Na sequência um documento lhe é entregue. Provavelmente um documento FALSO, possivelmente em nome desse “Matias”.

A pessoa que faz a entrega do documento está bem visível no vídeo. Não deve ser difícil de ser localizada e identificada. A PF precisa dar respostas para a sociedade.

Fonte: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/11560/adelio-usava-nomes-falsos-coisa-tipica-de-organizacao-criminosa-veja-o-video

Exclusivo: Adélio foi reprovado em entrevista de emprego 9 dias antes do atentado
Brasil 24.09.18 12:17
Por Claudio Dantas

O Antagonista descobriu que Adélio Bispo de Oliveira tentou arrumar emprego ao chegar em Juiz de Fora, na segunda quinzena de agosto.

Ele distribuiu seu currículo em várias empresas. No dia 28, foi chamado pelo RH do grupo Bahamas Supermercados. Na entrevista, porém, acabou reprovado.

O avaliador considerou seu discurso “muito linear, sugerindo omitir informações”.

Adélio disse ter se mudado para Juiz de Fora 12 dias antes, depois de ter morado no Sul. No formulário, obtido com exclusividade por O Antagonista, ele indicou como endereço a pensão de Aparecida Maria da Costa.

O homem que tentou matar Jair Bolsonaro contou também ter trabalhado num navio, mas não apresentou registros.

“Apresenta muita instabilidade em CTPS, chegando a trabalhar no máximo 9 meses. Não passou segurança para sua contratação. Não sugere compromisso com o ambiente de trabalho”, escreveu o avaliador.

Fonte: https://www.oantagonista.com/brasil/exclusivo-adelio-foi-reprovado-em-entrevista-de-emprego-9-dias-antes-atentado/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *