Direita ou esquerda: De que lado a Igreja Adventista estava quando Jânio Quadros condecorou Che Guevara?

Bastou uma rápida pesquisa no acervo digitalizado online da Revista Adventista brasileira, órgão oficial da denominação no país, para encontrarmos evidências (na forma de artigos e reportagens publicados) de que a Igreja Adventista do Sétimo Dia apoiou o presidente da república Jânio Quadros, antes e durante seu governo e também depois de sua renúncia ao cargo.

ANTES

Na edição de maio de 1957, numa reportagem que parcialmente três páginas, a Revista Adventista noticiou a realização pela Associação Paulista da primeira formatura conjunta das Escolas Primárias Adventistas da Capital paulista no salão nobre do Centro do Professorado Paulista, capaz de comportar 2.000 pessoas. Na ocasião, esteve presente como convidado especial “a mais alta autoridade paulista — Dr; Jânio Quadros, Governador do Estado, que paraninfaria a turma de diplomandos”.

DURANTE

Em fevereiro de 1961, a Revista Adventista publicou uma sequência de respostas do agora presidente da república Jânio Quadros a perguntas formuladas por representantes de comunidades evangélicas, entre elas a Igreja Advrentista, no tempo em que este ainda era candidato. Essas respostas integravam a base do acordo entre essas lideranças e o novo presidente eleito, também pelo apoio delas.

DEPOIS

Por fim, na edição de setembro de 1962, a Revista Adventista registrou uma visita do ex-Presidente da República, doutor Jânio da Silva Quadros, ao IAE, Acompanhado de uma comitiva de amigos. Segundo a publicação, Jânio foi almoçar na instituição e “demorou-se por algumas horas,demonstrando especial interesse pela vida do nosso estabelecimento de ensino, nossos métodos e princípios.

“Desde o momento em que pisou o chão da ‘colina’, esteve sempre cercado por uma verdadeira multidão de pessoas, curiosas em conhecê-lo e solícitas na cata de um autógrafo. Durante o almoço o ilustre político brasileiro palestrou longamente com os diretores da casa, demonstrando possuir um grande conhecimento da filosofia e a obra adventista, referindo-se a fatos significativos da atuação da nossa Igreja em prol do bem-estar social e econômico do povo brasileiro.”

Além disso, é possível perceber que a versão da História brasileira adotada, por exemplo, por professores e alunos da Faculdade de Enfermagem Adventista é a contada pelo ponto de vista da esquerda, que denomina o governo militar como “golpe”, “de exceção”, “ditadura”, etc:

Excerto da tese de Doutorado de Tania Denise Kuntze

Clique aqui para fazer o download deste excerto da tese de doutorado de Tania Denise Kuntze.

Você poder também, baixa a trese completa nestre link: Faculdade Adventista de Enfermagem: Memória Histórica (1968-1998).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *