Adivinhe em quem o seu líder de “liberdade religiosa” irá votar…

Conforme já noticiamos aqui, através de congressos e outros eventos dedicados à promoção da chamada “liberdade Religiosa”, a Igreja Adventista do Sétimo Dia aproximou-se e se misturou com outras ramificações e agremiações religiosas a ponto de não censurá-las, nem adverti-las e até mesmo apoiá-las em suas crenças, ainda que contrárias aos ensinos bíblicos. É o caso do suporte logístico aos romeiros católicos, devotos de Nossa Senhora.

Na foto acima por exemplo, vemos o pastor adventista Eleazar Domini abraçado a uma sacerdotisa do candomblé, durante simpósio contra a intolerância religiosa realizado pela seccional baiana da OAB na cidade de Vitória da Conquista, BA. A imagem dos comentários postados logo abaixo da foto pelo próprio pastor registra a avaliação positiva que ele fez acerca de sua participação no referido encontro.

No vídeo postado acima, vemos a opção política daqueles que apoiam os cultos afro neste segundo turno da eleição para presidente do Brasil. O vídeo abaixo confirma a aproximação ecumênica e o idêntico e outrora inaceitável apoio e consentimento adventista com as práticas religiosas de matriz africana:

O mais assombroso e revoltante é que homens como o pastor Eleazar Domini, Michelson Borges, Rodrigo Silva e outros obreiros da IASD, sejam tão tolerantes com adoradores de ídolos, demônios e falsos deuses e não sejam capazes de suportar e tolerar que irmãos adventistas sejam, por exemplo, unitarianos e terraplanistas, fundamentados no estudo e compreensão das verdades bíblicas.

Texto do Facebook completo:

27 de abril de 2018 · Vitória da Conquista ·

OAB Conquista promove simpósio sobre combate à intolerância religiosa

Representantes e praticantes de várias religiões como adventistas, católicos, de matrizes africanas, espíritas, mórmons, dentre outras, estiveram no auditório da OAB entoando em uma só voz o combate à intolerância religiosa.

Com as excelentes palestras dos advogados e professores Maira Vida e Paulo Cézar Martins, a OAB manifestou defesa ao Estado Laico estabelecido pelo inciso VI do art. 5º da Constituição Federal .

A advogada Lilian se identificou como mórmon e disse estar maravilhada e emocionada com o evento, parabenizando a OAB de Vitória da Conquista pela iniciativa.

Já o pastor Eleazar Domini da igreja adventista disse que é louvável a iniciativa da OAB em defender a livre escolha e manifestação religiosa. “Como diretor do núcleo de liberdade religiosa da igreja adventista na região devo ressaltar a importância de um debate mais aprofundado sobre esses temas, ao passo que defendemos a todo custo o direito dessa livre manifestação”, ressaltou.

Mãe Graça, representando as religiões de matrizes africanas, destacou a importância da OAB como Casa das Liberdades, visando também assegurar a defesa das manifestações religiosas na prática.

O evento foi realizado por intermédio da Comissão de Promoção da Igualdade e da Escola Superior de Advocacia, sendo que cada debatedor expôs seu ponto de vista e permitiu que os participantes pudessem fazer perguntas sobre os assuntos.

Entre os temas, foram tratados o “Ódio religioso e legislação de proteção e defesa à liberdade religiosa no Brasil”; “A Lei nº 7716/89 e os crimes de ódio no Brasil: teoria e prática jurídica”; “Violência de gênero e contra a mulher motivada por intolerância religiosa: reflexos jurídicos”; e “Racismo religioso, colonialismo, colonialidade e o ordenamento jurídico brasileiro”.

Para a sessão de palestras e debates os convidados foram: Maíra Santana Vida, que é Conselheira Seccional da OAB-BA e Presidente da Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, juntamente com o professor e Doutor em Sociologia, Paulo César Borges Martins. Também compuseram a mesa o Presidente da OAB Subseção Vitória da Conquista, Ubirajara Ávila; os integrantes da Comissão de Direitos Humanos da Subseção, Alexandre Garcia Araújo e Samuel Sousa Silva; e a Advogada Barbara Tigre Rocha.

Comentário:

Eleazar Domini Muito interessante o encontro. Me senti honrado em ter participado. Que mais eventos assim ocorram. A igreja Adventista está sempre ativa nesta causa da Liberdade Religiosa.

Fonte: https://www.facebook.com/search/top/?q=oab%20vit%C3%B3ria%20da%20conquista%20eleazar%20domini

Eleazar-macumbeiro

Link direto: http://www.adventistas.com/wp-content/uploads/2018/10/Eleazar-macumbeiro.pdf

2 comentários em “Adivinhe em quem o seu líder de “liberdade religiosa” irá votar…”

  1. Será que Jeová, o Deus do Antigo e do Novo Testamento, o Pai de Jesus Cristo, permitiria que os sacerdotes de Israel e os apóstolos e discípulos do Seu Filho, participassem de reuniões com cultos que promovem adorações a ídolos?

  2. Como pode a liderança adventista com o conhecimento que possuem sobre o Espiritismo e suas mentiras estarem de mãos dadas em causa de “liberdade religiosa”? Se quisessem apoiar a liberdade religiosa bastaria não atacar as pessoas no cotidiano, deixando cada um seguir a sua vida da maneira como quisesse. Mas, ir em eventos juntamente com cultos que promovem adoração a ídolos (demônios) já é o fim da picada! Engraçado que os dissidentes adventistas não recebem o mesmo tratamento, sendo chamados de “filhos do diabo”, “hereges”, “vão queimar mais no lago de fogo”, entre mais atribuições caridosas. Será que tal tratamento com a dissidência procede da ameaça que ela representa de que os demais membros abram os olhos e deixem de sustentar a liderança com os seus dízimos e ofertas?

Deixe uma resposta para Carlos Cancelar resposta