Texto de Erton Kohler não confirma cancelamento de chamado de Ivan Saraiva

Atitude Correta: Três opções seguras para lidar com os escândalos

I Was Wrong (Eu Estava Errado) é o título da autobiografia de Jim Bakker, publicada em 1996. Nela o ex-evangelista e fundador do ministério pentecostal Louvai ao Senhor conta como sua desonestidade, imoralidade e desequilíbrio o levaram a perder a honra e ser condenado a 45 anos de prisão.

Como um dos mais famosos evangelistas da televisão e conselheiro de presidentes norte-americanos, ele chegou ao fundo do poço. Passou a ser conhecido apenas como o preso número 07407-058 e parecia não mais haver misericórdia para ele.

No entanto, em seu pior momento, aconteceu um verdadeiro milagre. Um dos guardas da prisão o chamou e anunciou: “Billy Graham está aqui e quer vê-lo.” Era difícil acreditar que Billy Graham houvesse ido a um lugar como aquele somente para encontrá-lo! Mas, quando Bakker entrou na sala, lá estava Billy Graham com os braços abertos.

“Nunca me esquecerei da atitude daquele homem, que havia acabado de ser escolhido como um dos mais influentes do mundo e que havia ministrado a milhões de pessoas, mas que tomou tempo em sua agenda atarefada para ministrar a um prisioneiro”, relata Bakker. Aquele ato de bondade resgatou sua esperança.

Infelizmente, você e eu também conhecemos gente especial, cheia de talentos, usada por Deus e admirada pelas pessoas, mas que acabou caindo em alguma área da vida. Talvez alguém da própria família, um amigo ou sua referência espiritual. Quem sabe um líder, pastor ou pregador… A reação normal é de tristeza, dor e até decepção. É sempre difícil saber como agir nessas horas, mas quero deixar três opções seguras que podem ajudar a encontrar a atitude correta.

Primeiro, é importante conhecer a maneira com que a Bíblia trata esses casos. Ela apresenta inúmeras situações envolvendo pecado, traição, escândalo e falsidade. Com certeza você se lembra da história de líderes, patriarcas, profetas, reis e apóstolos que caíram. A biografia de cada um deles está na Bíblia, acompanhada das consequências de seus atos e da profundidade de seu arrependimento, ao lado da grandeza do perdão de Deus. Foram vasos de barro que se quebraram (2Co 4:7), ajudando-nos a tirar os olhos do mensageiro para nos concentrar na mensagem. A Bíblia também lembra que o grande conflito entre Cristo e Satanás está por trás das crises espirituais que conhecemos. Há um inimigo irado (Ap 12:12) procurando destruir primeiro aqueles que têm maior influência. Isso não é desculpa para o pecado, para a disciplina eclesiástica redentora ou para as correções necessárias, mas um convite de amor e restauração aos caídos.

Em segundo lugar, siga a atitude que Jesus teve em casos semelhantes. Leia os evangelhos e veja qual foi Sua atitude com pessoas humilhadas e escandalizadas, mas arrependidas, que chegavam até Sua presença. Ele não desistiu de gente simples ou famosa, dos rejeitados, corruptos, hipócritas e todo o tipo de pecadores, sem importar sua condição social ou espiritual. “Cada pessoa que cede à tentação torna-se ferida e magoada pelo adversário. Mas onde quer que haja pecado, há um Salvador”, assegura Ellen G. White, (Educação, p. 113). O pecado é a característica do homem, mas o perdão é a marca de Jesus.

Em terceiro lugar, faça o que gostaria que os outros fizessem caso você cometesse o mesmo erro. Temos a tendência de julgar aos outros com justiça e a nós mesmos com misericórdia. Porém, quando nos colocamos no lugar do caído, podemos exercer mais profundamente o perdão.

“Devemos lembrar que os seres humanos são falíveis e falhos, e que Aquele que tem todo o poder é nossa forte torre de defesa”, escreve Ellen G. White (Profetas e Reis, p. 202). Em momentos de crise, escândalo ou decepção, lembre-se de que já existe muito sofrimento e duras consequências a ser enfrentadas pelo caído. Por isso, não aumente o tamanho dos problemas divulgando e compartilhando comentários e conjecturas, mas cumpra as recomendações de Mateus 18:15-23, ore intensamente e siga o exemplo de Jesus.

ERTON KÖHLER é presidente da Igreja Adventista para a América do Sul

Fonte: http://www.revistaadventista.com.br/blog/2018/11/20/atitude-correta/

7 thoughts on “Texto de Erton Kohler não confirma cancelamento de chamado de Ivan Saraiva

  1. Caros irmãos, certamente nosso presidente está correto em suas abordagem dos casos e suas palavras devem ser colocadas em prática, pois é nessa hora que Cristo prova quais são aqueles que lhe imitam o exemplo e o que não o fazem. Certamente concordo que o caso deveria ter sido conduzido de uma outra maneira desde 2016 afim de poupar o corpo de Cristo, mas como há falhas de gestão em nossas sedes administrativas o que podemos esperar? Devemos sempre esperar pouco de nós mesmos nada dos outros e tudo de Deus, esse é o meu lema e espero que seja o de vocês também. Deus conceda ao seu povo líderes que possam saber como agir quando o avião de instituição passar por turbulências novamente, por que esta não foi a primeira investida de satanás nesta área e nem vai ser a última, acredito que a partir de agora o inimigo atuará com muito mais vigor visto que suas três investidas contra a igreja geraram um bom resultado para ele. É nesse momento que convoco a todos e todas a orarem de fato e não só de palavra por nossos pastores.

  2. Caro irmãos e irmãs – É triste saber o que aconteceu com o Irmão Ivan – Mas… a igreja deverá agir de acordo com a Palavra de Deus orienta em casos de disciplina. Como o caso se tornou público pelo falatório de centenas ou milhares de pessoa, da igreja e pelas redes sociais, a liderança da IASD, Novo Tempo e Igreja Local, deverá tomas as medidas disciplinares como recomenda a Palavra de Deus. Pois fazendo diferente vai trazer mais opróbrio e desonra para o bom nome da Igreja Adventista. O Pior é que já fez com o Nome de Deus. Destituí-lo do cardo, excluí-lo da igreja, e aguardar o seu arrependimento frequentando a igreja local. Após meses, dando provas de seu sincero arrependimento, deverá recebê-lo novamente como membro rebatizando-o de forma pública testificando de sua conversão. Depois, uma comissão da Associação a que ele pertencia, se reúnem e e votem a sua reintegração no cargo de pastor. Por acaso, Davi depois de seu pecado deixou de ser rei de Israel? Pedro depois de negá-lo, Cristo rejeitou como apóstolo? E outros exemplos. Perdão significa restituição? Tratem este caso como os demais casos quando um irmão ou irmã comum da igreja comete adultério sendo membro do corpo de Cristo.

    1. Minha irmã o artigo não fala de nomes A ou B apenas recomenda o que devemos fazer em caso de escandalo, não piore a situação 4 famílias estão destroçadas, ore apenas.

  3. Lindo… Agirá de misericórdia só de um dos lados? E a Eloá? Ela não carece de misericórdia não? Jesus veio para todo o ser humano (Jo 3:16), não somente para pastores. O que está faltando para a igreja de Deus é temor ao Senhor (Sl 111:10). Se estes homens conhecesse o Verdadeiro Deus, saberiam agir corretamente, porque se escondem para não serem descobertos por homens, mas se esquecem dAquele que TUDO vê. Cadê o pastor Ivan? Não vai ser homem para se pronunciar sobre o assunto não? Seus fiéis, os que ficavam todos os dias replicando suas mensagens estão aguardando receber o vídeo de sua satisfação. Ou vai deixar do jeito que está, suas ovelhinha todas desorientadas sabendo do caso por fuxico gospel?

    1. Me desculpe a franqueza, mais ele não tem que se pronunciar a ninguem, o assunto é familiar, e seus pecados só devem ser confessados a Cristo, ou nos tornamos farizeus, a ponto de apedrejar e vez de perdoar? Nosso papel é orar pelas duas familias que estão arrasadas.

      Deus te abençoe

  4. Maravilhosa as palavras deste servo do Senhor pastor Erton.
    Obrigado. Eu estava muito triste e tbm já cai e necessitei do perdão de Deus.
    Se eu pudesse encontrar ao pastor Ivan diria que ele é um homem de Deus. Eu escuto suas palavras diariamente e ele não deve se calar. Nunca deverá deixar de pregar a palavra de Deus.
    Um abraço carinhoso em nome do nosso Salvador Jesus.

    1. ele escreve bonito sim…mas eu to sabendo de outro caso onde o Senhor pastor que voce menciona, simplesmente se dedicou a falar mal, e ainda pelas costas, a pessoa era um funcionario da divisão e o Senhor Pastor jamais falou com ele, mesmo trabalhando a 1 metro dele, o Senhor Pastor preferiu falar mal a outras pessoas, do que com o funcionario dele….escrever é facil, agir e ser cristão de verdade é dificil. precisamos orar muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *