Nova Bíblia Adventista de Estudo inclui comentários de Ellen G. White. Peça logo a sua!

Bíblia White — Versão online disponível (Clique!)
https://www.youtube.com/watch?v=ojeLcdByaRw

Embora a versão online esteja disponível para consultas, membros da IASD estão lançando uma nova edição da Bíblia Almeida Antiga com comentários da profetisa Ellen G. White. O valor promocional é de R$ 130 com frete para o território brasileiro incluso. Posteriormente, subirá para R$170. 

Para reservar o seu exemplar, envie mensagem pelo Whats App: 5537999642699. O depósito deve ser feito nesta conta:

Banco do Brasil – Ag 0968-7 CC 38.666-9 CNPJ 26.471.729/0001-30

Os editores fazem questão de informar que: “Somos adventistas do sétimo dia e defendemos todas as 28 crenças fundamentais da mesma. “

A nova Bíblia de Estudo White é um lançamento de:
IBC Instituto Bíblico de Capitólio MG
IAGE Instituto de Agricultura e Evangelismo, Capitólio MG
Congresso Missionários Voluntários – Membros pela Igreja

“Os valdenses… tinham a verdade incontaminada, e isto os tornava objeto especial do ódio e perseguição” (GC 65.2).

Daniel Silveira, agricultor em Capitólio MG, começou seus trabalhos na Bíblia White em 2016 partindo da versão Almeida Recebida, de domínio público. Esta, por sua vez se baseia na Almeida de 1848 e segue os manuscritos gregos do Textus Receptus, isto é, os manuscritos utilizados pelos Reformadores Protestantes, bem como pelos Valdenses, e também quase todas as Bíblias antigas (incluindo a tradução original de João Ferreira de Almeida). Uma equipe de voluntários fez o trabalho de atualização de palavras, por exemplo oiro por ouro, guardão por guardam, etc. Exemplos da Almeida 1848.

Apocalipse 22:14 “Bemaventurados aquelles que guardão seus mandamentos, para que tenhão poder na arvore da vida, e na cidade possão entrar pelas portas.”

Mateus 5:44 “Porem eu vos digo: amai a vossos inimigos, bemdizei aos que vos maldizem, fazei bem aos que vos aborrecem, e rogai pelos que vos maltratão e vos perseguem.”

A Bíblia de Almeida 1848 pode ser baixada aqui.

Em seguida foi feito um trabalho de comparação e igualação à versão em inglês King James (KJV) de 1611 em grandes extensões do texto bíblico, especialmente nos profetas do Antigo Testamento, por Daniel Silveira. Onde EGW lança luz sobre um texto onde mesmo na King James de 1611 está errado, também foi efetuada a correção.

Em alguns versos do Novo Testamento, onde as almeidas modernas desviam significativamente do textus receptus, o verso está marcado com o símbolo #. Onde o erro tem consideráveis implicações teológicas, ##. Sobre as traduções bíblicas, recomendamos o vídeo abaixo.

https://www.youtube.com/watch?v=OLzM2CbOCKk

Bíblia White – Almeida Antiga com Comentários da Profetisa Adventista Ellen G. White. Veja abaixo alguns capítulos como exemplo:

Faça o download de uma amostra: http://www.adventistas.com/wp-content/uploads/2018/12/Amostra-da-Bíblia-White.pdf Amostra da Bíblia White

6 comentários em “Nova Bíblia Adventista de Estudo inclui comentários de Ellen G. White. Peça logo a sua!”

  1. Essa versão usada, não é a melhor versão.
    Um outro exemplo é o texto de 2Tim. 3:16, que na maioria das versões também não tem a melhor versão, e aqui temos a melhor versão para esse texto:
    2 Timóteo 3:16 Almeida Revista e Corrigida 2009 (ARC)
    16 Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça,
    https://www.biblegateway.com/passage/?search=2+Tim%C3%B3teo+3%3A16&version=ARC

  2. Pingback: Igreja do UNASP EC exclui Daniel Silveira, líder do Congresso MV

  3. Essa versão é problemática e contém acréscimo indevido, veja:
    – ## Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. 1João 5:7
    Em muitas versão, já não constam o acréscimo; em outras o acréscimo está entre colchetes.
    Também tem omissão imprópria, não obstante no comentário de rodapé há uma observação da forma correta, veja:
    – E olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o Monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, tendo escrito, em suas frontes, o nome de seu Pai. Apocalípse 14:1
    1-4 Um sinal do caráter. Esta passagem bíblica apresenta o caráter do Ovo de Deus nestes últimos dias (Ms 139, 1903).
    O sinete do Céu. João viu um Cordeiro em pé sobre o monte Sião e, com Ele, os 144 mil, tendo na fronte escrito o Seu nome e o nome de Seu Pai.

    1. Há um texto nessa versão que não é dos piores, que já aparecem em muitas outras, veja:
      ATOS 20:28
      Há um grande erro que envolve esse texto; é identificação para a “igreja”, que conforme Bart D. Ehrman, em seu livro “O que Jesus disse? O que Jesus não disse?, na página 124, em uma citação rápida sobre esse texto, ele declara que nos “manuscritos” mais antigos aparece assim: “igreja do Senhor”.
      Então, para não se usar o nome de Deus, muitas versões usam a palavra “Senhor” para se referir ao Pai, palavra essa que também é usada para o Filho, o Senhor Jesus.
      Agora, esse é um detalhe que não tem a maior importância, inclusive pode ser suprimido da frase, deixando para melhor compreensão, apenas “igreja”.
      Assim, se pode fazer uma melhor análise do texto.
      A primeira pergunta para se entender, é: Quem é o “agente” do qual se está tratando?
      Resposta: O Espírito Santo !
      Então vamos reescrever o texto:
      Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastorear a Igreja, que ele adquiriu com o seu próprio sangue. Atos 20:28 V.C.- https://www.bibliaonline.com.br/vc/atos/20
      Para o conceito trinitário, há aqui um grande problema, mas entendendo que “Espírito Santo” não é identificativo de uma pessoa específica, mas é um distintivo dentre os seres espirituais – Deus (o Pai) é Espírito (João 4:24), Jesus (o Filho) é Espírito vivificante (1Coríntios 15:45), Anjos (seres criados que não se rebelaram) são Espíritos ministradores (Hebreus 1:14); estes são Espíritos santos.
      Em contrapartida, existem anjos que se rebelaram contra o Criador, e deixaram de ser Espíritos santos e se tornaram Espíritos malignos.
      Para corroborar com o entendimento da identificação do Filho como “Espírito Santo”, temos o texto de Pedro:
      – …indagando qual o tempo ou qual a ocasião que o Espírito de Cristo que estava neles indicava, ao predizer os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir.
      Aos quais foi revelado que não para si mesmos, mas para vós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos bem desejam atentar.
      1 Pedro 1:11,12
      Assim, como não se tem o escrito “original”, muitas “versões” surgiram, de acordo com o “entendimento” pré concebido dos que foram os copistas (antes da existência da imprensa).
      Agora o grande problema é que os atuais analistas do texto, não levam em conta de quem se está tratando no texto, ou seja: “O Espírito Santo”, e se apegam ao designativo de uma comunidade, chamada de “igreja”, e, se há de dizer que igreja seria essa, teria que se dizer “a igreja do Espírito Santo”, que é de quem se está tratando.
      Mas aí surge um problema: O Espírito Santo resgatou a sua igreja com seu próprio sangue?
      Para quem entende que o Espírito Santo seja uma terceira pessoa, fica inviável!
      E, para quem entende que o Espírito Santo é o Pai? Veja Mateus 1:18.
      Quem gerou o Filho, foi o Pai. Logo o Espírito Santo é o Pai, conforme Mat. 1:18, 20.
      Mas, também não foi o Pai (Deus) quem resgatou com seu próprio sangue.
      Mas, entendendo que Espírito Santo não seja a identificação de uma “terceira” pessoa, mas um título para os seres espirituais, que são santos; e conforme 1Pedro 1:11,12; O Espírito Santo que resgatou a igreja com seu próprio sangue, foi o Divino Filho, Unigênito (de uma única gênese, ou da mesma gênese do Pai).
      Então, Deus, não é uma “trindade”?
      Veja quem é Deus em 2João 1:9.
      Os apóstolos nunca ouviram falar em um terceiro, veja 1João 1:3.
      Jesus, não era desafeto de nenhuma pessoa, e os únicos terceiros existentes na “glória”, são os “santos anjos” (Espíritos Santos), conforme palavras de Jesus:
      – Porque, quem se envergonhar de mim e das minhas palavras, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos. Lucas 9:26.
      Jesus não foi relapso, não se esqueceu de ninguém, nem incluiu nenhum terceiro, para quem acredita em um “terceiro”, um específico Espírito Santo, mas mencionou todos os Espíritos Santos existentes na glória, e que irão se manifestar quando Ele vier na sua glória e na do Pai e dos santos anjos.
      Amém!

Deixe uma resposta