DSA

Nicolás Kohler: Venezuelanos e adventistas sofrem com a falta de liberdade de expressão e opinião

Basta assistir ao vídeo acima para concluir, com facilidade, que a realidade vivida pelos adventistas do sétimo dia no território da Divisão Sul-Americana é parecida demais com a dos cidadãos pensantes da Venezuela. Só faltava o bigode!

Pessoas que são obrigadas a viver separadas de sua comunidade original. Todos que discordam são obrigados a se retirar. Não há liberdade de pensamento, nem liberdade de expressão. Se você pensa diferente, é perseguido como inimigo. Apoiam e exploram até narcotraficantes e outros prisioneiros. Quem denuncia, sofre ameaças de processo e até corre risco de morte. Em grupos menores, dissidentes preferem passar necessidade a voltar para a cômoda posição da conformidade com tudo. Regras impostas proíbem que se fale mal dos líderes, tidos como “ungidos do Senhor”. Direitos negados, repressão… A saída é abandonar, ficar de fora. Ainda que digam querer nossa felicidade…

Erton Kohler se arroga o título de “líder da Igreja Adventista na América do Sul”

Como deveria ser

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *