Apelo de Ted Wilson não comoveu governador americano. Será que um apelo de Erton Kohler libertaria Jarvis Pavão?

Dan Johnson esteve preso por 33 anos. Ele foi condenado nos anos 80 por assassinar sua esposa. Na prisão ele recebeu a mensagem de salvação por meio de alguns presos Adventistas.

Então ele estudou a Bíblia com o Ministério de Prisão da Igreja Adventista de Riverside. Ele foi batizado. Ele se tornou um membro da Igreja de Riverside em Nashville. Então ele se tornou um evangelista na prisão. Ele pregou para os presos e deu estudos bíblicos. Ele até começou um programa de rádio onde transmitia sermões que ele colecionava. A Igreja de Riverside o ungiu como ancião de igreja para que ele tivesse acesso mais fácil na prisão para pregar o evangelho aos internos. Ele pregou para os presos no corredor da morte como ele. Muitos aceitaram a mensagem nos 33 anos que ele esteve lá.

O Pastor Ted Wilson, presidente da Conferência Geral e o Pastor JOHNSON, presidente da Divisão Norte-Americana, enviaram 2 petições ao governador do Tennessee, para dar clemência a Dan Johnson e deixá-lo cumprir prisão perpétua em vez da pena de morte. Milhares de cartas foram enviadas ao governador por cristãos de diferentes denominações pedindo clemência. Sua filha adotiva, que inicialmente queria sua morte, perdoou-o e ela iniciou o movimento de pedido de clemência. Na terça, o governador Lee negou o pedido de clemência.

Ontem, Quarta à noite, o Channel Hope (TV Novo Tempo Americana- Que tem alcance nacional e internacional) apresentou um histórico de Dan Johnson no programa Let’s Pray. O pastor da Igreja Riverside explicou na TV tudo sobre Dan. Ele pediu que continuássemos a orar. Ele disse que o profeta Daniel foi condenado e não recebeu clemência, mas Deus o salvou. Assim, mesmo que o governador Lee negasse a clemência, Deus poderia reverter isso porque está no trono do universo…

Contudo, ele foi mesmo executado. O apelo de Ted Wilson não comoveu governador americano. Será que um apelo de Erton Kohler libertaria Jarvis Pavão? Ou seria preciso Ted Wilson intervir? O corrupto ditador panamenho Manuel Antonio Noriega também se converteu à IASD na prisão.

Erton Kohler pregando na igreja construída pelo narcotraficante Jarvis Pavão, no presídio de Tacumbu, no Paraguai, em troca de regalias ilícitas.

Carta de Ted Wilson

O presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia, Ted N. C. Wilson, escreveu uma carta de apelo ao governador do estado norte-americano do Tennessee, Bil Lee, pedindo pela suspensão da execução de Donnie Johnson. Johnson foi condenado por matar a esposa e sua execução está marcada para esta semana. A Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Norte também pediu por misericórdia e orações por Johnson. Na prisão, Johnson se tornou cristão e foi batizado como membro da Igreja Adventista do Sétimo dia. Abaixo está a carta de Wilson para o Governador Lee.

“Prezado governador Lee,

“Escrevo-lhe em relação ao Donnie (“Don”) Edward Johnson, o qual tem sua sentença de execução pelo Estado do Tennessee marcada para quinta-feira, 16 de maio de 2019. Como Governador do Tennessee, o mais elevado poder e talvez a mais difícil responsabilidade que Deus lhe deu é decidir se uma pessoa deve viver ou morrer. Em que pese o sistema legal [judiciário] já tenha se pronunciado, reconhecendo a culpa do Sr. Johnson e condenando-o à pena de morte, eu apelo a você para que considere a vida.

“Durante muitos anos desde 1984, o Sr. Johnson teve uma miraculosa transformação de mente, de coração e de caráter que somente Deus pode conquistar. Ele passou de um criminoso de coração duro para um homem que cuida do próximo e procura espalhar a esperança que ele encontrou no seu Salvador, Jesus Cristo, com aqueles que ainda não o conhecem. No curso da jornada espiritual do Sr. Johnson, ele se tornou membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia, uma denominação protestante com mais de 21 milhões de membros e presença em mais de 200 países. Como adventistas do sétimo dia, nós reputamos a Bíblia como a Palavra de Deus e aceitamos Jesus Cristo como nosso único Salvador. Nós ensinamos que devemos ser bons cidadãos, obedientes às leis do país, e a honrar e orar pelos nossos líderes governantes. Cremos que somos chamados a seguir os passos de Cristo, alcançando as necessidades físicas, sociais e espirituais das pessoas.

“Segundo entendemos, a transformação do Sr. Johnson abrangeu o acolhimento desses valores cristãos e ele atualmente está servindo a outras pessoas com a capacidade de liderança espiritual desenvolvida. Fui informado de que ele conduziu outros prisioneiros a Cristo, levando-os a fazer uma entrega completa a Deus, e que isso está sendo uma influência positiva na prisão e além-muros.

“Senhor, nós requeremos que em espírito de oração considere assegurar graça [graça com comutação de pena, que é o instituto jurídico parcialmente equivalente no Brasil já que não temos pena de morte, mas apenas de competência do presidente da República] ao Sr. Johnson poupando sua vida para que ele continue desempenhando esse importante ministério espiritual que somente ele e sua singular capacidade podem realizar. Sua morte não teria qualquer valor redentor ou dissuasivo [aqui o pastor Ted Wilson evidencia conhecer a função de prevenção geral e especial da pena] e nós acreditamos que ele estaria melhor servindo à comunidade ao conduzir a Deus seus companheiros prisioneiros.

“Obrigado por considerar este pedido. Esteja certo de que eu estarei orando por você enquanto pesa essa incrivelmente importante decisão. Como a Bíblia diz, “Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?” (Miqueias 6:8).

“Respeitosamente,

“Ted N. C. Wilson, presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia.”

(Tradução livre por Wilson Knoner Campos, advogado, diretor do Fórum Regional de Liberdade Religiosa e Assuntos Públicos de Santa Catarina e membro da IASD Central Florianópolis)

Fonte: https://michelsonborges.wordpress.com/2019/05/14/presidente-mundial-da-iasd-faz-apelo-por-condenado-a-morte-nos-eua/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *