Por que Deus permitiu que dois pastores/redatores da Review and Herald fossem mortos por raio em 1915?

Antes de emitir nossa opinião sobre essa notícia da morte de dois pastores/redatores da Review and Herald em 20 de julho de 1915, quatro dias após a morte de Ellen G. White, gostaríamos de saber o que os irmão trinitarianos e antitrinitarianos pensam a respeito.

Lembrem-se que a Casa Publicadora (Review and Herald) havia sido destruída anteriormente por um incêndio devastador em dezembro de 1902, atribuído a Deus como punição pela publicação do livro O Templo Vivo, em que o Dr. Kellogg defendia a Trindade, com o panteísmo do Espírito Santo. Portanto, segundo a crença adventista, Deus intervém de forma direta e especial na história denominacional.

Neste caso, logo após a morte de EGW, três pessoas foram atingidas pelo raio, duas morreram, restando apenas uma viva… Isso diz algo a você? Ou teria Deus de ilustrar mais especificamente a questão da manipulação de textos de EGW e da Bíblia em defesa da heresia da Trindade em nossas publicações?

Clique neste link ou nas fotos acima para baixar o arquivo do jornal em pdf.

Endereços da publicação original:

Arquivo fonte — https://chroniclingamerica.loc.gov/lccn/sn83045462/1915-07-20/ed-1/seq-5/

Arquivo de texto — https://chroniclingamerica.loc.gov/lccn/sn83045462/1915-07-20/ed-1/seq-5/ocr/

Arquivo em pdf — https://chroniclingamerica.loc.gov/lccn/sn83045462/1915-07-20/ed-1/seq-5.pdf

Arquivo de imagem — https://chroniclingamerica.loc.gov/lccn/sn83045462/1915-07-20/ed-1/seq-5.jp2

3 thoughts on “Por que Deus permitiu que dois pastores/redatores da Review and Herald fossem mortos por raio em 1915?

  1. Por quê Deus permitiu que João Batista fosse morto degolado ???!!!
    Por quê Deus permitiu que Estêvão fosse morto apedrejado ???!!!
    Por quê Deus permitiu que apóstolos fossem mortos de forma violenta ???!!!
    Por quê Deus permitiu que fiéis, durante a idade média, fossem mortos em fogueiras, coliseu, etc. etc. ???!!!
    Por quê… por quê… por quê…???!!!
    Entre o céu e a terra, existe muito mais mistérios, do que a nossa vã filosofia é capaz de explicar !

    1. Uma resposta baseada em um romance de Shakespeare, se não estou enganado… Perfeito para quem se diz seguidos da Bíblia.

      “Há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe a sua vã filosofia.” …Essa frase acontece quando Hamlet, após ter com o fantasma do pai, tenta esconder de Horácio e Marcelo o que efetivamente se passou. Depois de muito insistirem, Horácio e Marcelo conseguem que Hamlet diga o que aconteceu. Mas ele impõe uma condição: nunca revelarem a ninguém o que ali se passou.

      Enquanto Hamlet propõe o juramento, o fantasma do pai os rodeia e assombra, urrando: “Swear!” (Jurem!)

      Aturdido, Horácio exclama:

      “O day and night, but this is wondrous strange!” (Ó dia e noite, mas isso é formidavelmente estranho!)

      Ao que Hamlet replica:

      “And therefore as a stranger give it welcome.” (E, portanto, sendo estranho, dê-lhe as boas-vindas)

      E conclui:

      “There are more things in heaven and earth, Horatio,
      Than are dreamt of in your philosophy.” (Há mais coisas no céu e terra, Horácio, do que foram sonhadas na sua filosofia).

      Horácio é um estudante. Representa a racionalidade. Hamlet representa algo mais passional. Mais especificamente, o conflito entre cumprir ou não a promessa de vingar seu pai matando seu tio.

      Fonte: https://blogdomaximus.com/2011/02/01/hamlet-e-as-vas-citacoes-de-quem-nao-leu-shakespeare/

      1. Permanecem as perguntas !
        Quaisquer insinuações de respostas só seriam o massagear do ego !
        A proposta do inimigo que conduziu a mamãe Eva ao erro, foi querer saber tudo (onisciência).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *