Por onde anda o pastor da UCB que protegeu departamental acusado de assédio e estupro?

Presidente da UCB que participou do lançamento da lei “Quebrando o Silêncio” teria sido o mesmo que “abafou o caso” e jubilou departamental acusado de estupro e assédio  e, agora estaria atuando como assessor da deputada adventista Damaris Moura, segundo denúncia do youtuber adventista “Leandro Muito Love”.

Governador paulista aprova lei que institui Dia Estadual do “Quebrando o Silêncio”

A sanção ocorreu durante reunião no Palácio dos Bandeirantes, na capital, com o governador do Estado, João Doria.

Por Jhenifer Costa

23 de outubro de 2019

Na ocasião, líderes regionais da Igreja Adventista estiveram presentes, além dos líderes estaduais, pastor Domingos Sousa e pastor Edson Erthal (Foto: Divulgação).

Na segunda-feira, dia 21 de outubro, foi sancionado em São Paulo o projeto de lei nº 565, da deputada estadual Damaris Moura, que determina o último sábado de agosto como o Dia Estadual da campanha Quebrando o Silêncio. A sanção da Lei Nº 17.186 ocorreu durante reunião no Palácio dos Bandeirantes com o governador paulista, João Doria.

Contra a violência

Adventista desde a infância, Damaris dá ênfase aos projetos sociais da Igreja Adventista, em especial ao Quebrando o Silêncio, há muitos anos. Desde o começo de sua atuação na política, trabalha para validar seu primeiro projeto de lei, que tem o objetivo principal de coibir a violência física, sexual e moral contra crianças, mulheres e idosos.

Na ocasião da outorga, ela celebrou, na presença dos líderes adventistas e do governador, a garantia de que milhões de pessoas serão impactadas pelo projeto. “Essa campanha é caríssima à dignidade das pessoas e ao meu coração. Era um sonho que esse projeto crescesse e tivesse a visibilidade que merece por sua qualidade e importância”, comemora.

Veja fotos da reunião:

Da esquerda à direita: líder dos adventistas paulistas, pastor Domingos Sousa, governador João Doria, deputada estadual Damaris Moura e diretor financeiro da Igreja Adventista no estado paulista, pastor Edson Erthal.Momentos que sucederam a sanção da lei na presença dos líderes regionais da Igreja Adventista.Doria apresenta documento de sanção da Lei Estadual da Campanha Quebrando o Silêncio.

O governador sancionou a lei na presença dos administradores regionais e do líder estadual da Igreja Adventista, pastor Domingos Sousa. Segundo Doria, o ato é um reconhecimento ao trabalho que os adventistas desenvolvem no Estado. A autoridade ainda pede que os fiéis continuem a atuar “como sempre fizeram ao longo de todas essas décadas: com união, amor, dedicação e oração”. Ele ainda complementou: “Eu sou um admirador da Igreja Adventista e, agora, na condição de governador, tenho privilégio de sancionar essa lei”.

Sobre a lei

O projeto da lei Nº 565 já havia sido aprovado pela Assembleia Legislativa e aguardava sanção do governador. Agora, a Lei Nº 17.186, de 21 de outubro de 2019, institui o Dia da Campanha Quebrando o Silêncio no Estado de São Paulo sempre no último sábado de agosto. A lei entrou em vigor na data da publicação, portanto, no dia 29 de agosto de 2020, o projeto terá abrangência estadual potencializada. Confira detalhes no Diário Oficial do Estado de São Paulo

A expectativa é que aumente significativamente o engajamento de voluntários e interessados no projeto Quebrando o Silêncio. “A campanha vai compor o Calendário Oficial de São Paulo, assim terá muito mais visibilidade e as ações realizadas pela Igreja Adventista terão muito mais amplitude, além de serem muito mais facilitadas”, assegura Damaris.

Doria expressou sua gratidão pela atuação e pelos valores da deputada cristã. “Eu só tenho agradecimentos pelo trabalho que a deputada Damaris está fazendo. São Paulo tem uma dívida com essa Igreja”, afirmou. Sousa também demonstrou seu reconhecimento à deputada e ao governador. “Estamos aqui para servir”, acrescentou.

Fonte: https://noticias.adventistas.org/pt/noticia/datas-especiais/governador-paulista-aprova-lei-que-institui-dia-estadual-do-quebrando-o-silencio/

Deixe uma resposta