Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos parabeniza Joe Biden pela vitória e afirma que é hora de se unir pelo “bem comum” e promover a “fraternidade”

Joe Biden elogia o Papa, Laudato Si e a Doutrina Social Católica durante entrevista com os Jesuítas

9 de novembro de 2020 por Andy Roman

A escrita está na parede. Joe Biden abraçou as políticas defendidas pelo Papa Francisco. Em uma entrevista com o padre jesuíta Matt Malone, presidente e editor-chefe da American Magazine, Joe Biden chama o Papa Francisco de “a figura mais popular do mundo”. Ele diz que o Papa é a “personificação” do ensino social católico, os mesmos princípios que Joe Biden diz ter sido criado. Joe Biden também defende Laudato Si ‘e está chamando a crise climática de “o problema mais importante que nosso mundo enfrenta agora”.

Os Estados Unidos estão em uma posição de poder para fazer não apenas esta nação, mas o mundo inteiro honrar a primeira besta, o papado, aplicando seus decretos (Apocalipse 13: 2). Isso é o que vemos acontecendo. Todos – políticos, líderes religiosos e líderes empresariais estão se juntando a Roma e isso certamente está curando sua ferida mortal. (Apocalipse 13: 3). A única peça do quebra-cabeça que ainda precisa tomar forma é um presidente dos Estados Unidos em exercício estabelecer uma relação de trabalho próxima com Roma para implementar sua lei dominical (Apocalipse 13:12).

A equipe de transição Biden-Harris postou no tweet acima que, no “primeiro dia” de sua nova administração, eles enfrentarão os desafios “mais urgentes” que nossa nação enfrenta. Um desses desafios é “combater a crise climática”. Roma não poderia estar mais feliz. Aqui, vemos os Estados Unidos enfrentando o novo desafio de Roma. Aqui vemos Joe Biden dizendo que liderará a nação a adotar as políticas de mudança climática de Roma. [1]

A chamada crise climática está sendo criada para ajudar a trazer a lei dominical verde. O domingo, o sábado falsificado, a marca da apostasia, está sendo disfarçado como a solução para salvar nossa sociedade da destruição. Toda essa agitação contínua por Laudato Si ‘é o plano mestre de Roma para ocultar sua verdadeira intenção e estabelecer sua supremacia eclesiástica em todo o mundo.

O Papa Francisco dedicou seu pontificado a promover Laudato Si ‘e Joe Biden prometeu desde o “primeiro dia” fazer o mesmo. Eles estão se unindo para salvar o mundo. Roma, a primeira besta de Apocalipse 13, trabalhará junto com os Estados Unidos, a segunda besta, para promover a lei dominical verde do Papa. Estamos vendo o fim da Constituição dos Estados Unidos e a liquidação final de todas as nossas liberdades civis e religiosas?

Uma coisa é certa: a mudança está chegando, estratégias estão sendo implementadas e planos estão sendo feitos para minar nossos valores de longa data de liberdade e liberdade. Está chegando. Não há dúvidas sobre isso. O que precisamos agora é que o povo de Deus se levante e termine a obra que nos foi confiada. É a igreja que precisa cumprir seu papel dado por Deus enquanto ainda há tempo.

Estamos vivendo em uma hora solene da história da Terra. De que mais evidências precisamos do que esta? Se isso não chamar nossa atenção, o que o fará? Que Deus tenha misericórdia de todos nós e nos ajude a despertar e nos preparar para o que acontecerá em breve.

Refrerência:

[1] http://adventmessenger.org/the-joe-bidens-2020-presidential-campaign-is-promoting-pope-francis-climate-encyclical-laudato-si/

Fonte: http://adventmessenger.org/joe-biden-praises-the-holy-father-laudato-si-and-catholic-social-teaching-during-an-interview-with-the-jesuits/

A poderosa agência administrada pelo Vaticano, chamada Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), está estrategicamente localizada em Washington DC para transmitir a mensagem de Roma aos Estados Unidos sobre políticas públicas e vida política. É composto por aproximadamente 300 bispos católicos romanos ativos de todo o país. Eles não representam os 60 milhões de católicos que vivem nos Estados Unidos; em vez disso, eles representam a voz do Vaticano. O USCCB existe apenas, além de seu trabalho de caridade, para entregar a agenda legislativa de Roma ao governo dos Estados Unidos.

O Presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos, Dom José Horacio Gómez, emitiu uma declaração em nome da hierarquia católica felicitando Joe Biden e Kamala Harris por terem vencido as Eleições Presidenciais de 2020. O Arcebispo José Horacio Gómez também afirmou que é hora de nossa nação avançar e se comprometer com o “bem comum” e promover a “fraternidade”. A declaração lida em parte:

Agradecemos a Deus pelas bênçãos da liberdade. O povo americano falou nesta eleição . Agora é a hora de nossos líderes se reunirem em um espírito de unidade nacional e se comprometerem a dialogar e se comprometer pelo bem comum . Como católicos e americanos, nossas prioridades e missão são claras. Estamos aqui para seguir Jesus Cristo, para dar testemunho de Seu amor em nossas vidas e para construir Seu Reino na terra. Acredito que, neste momento da história americana, os católicos têm o dever especial de ser pacificadores, de promover a fraternidade e a confiança mútua e de rezar por um espírito renovado de verdadeiro patriotismo em nosso país. [1]

Reconhecemos que Joseph R. Biden, Jr., recebeu votos suficientes para ser eleito o 46º Presidente dos Estados Unidos. Parabenizamos o Sr. Biden e reconhecemos que ele se juntou ao falecido presidente John F. Kennedy como o segundo presidente dos Estados Unidos a professar a fé católica . Também parabenizamos a senadora Kamala D. Harris, da Califórnia, que se tornou a primeira mulher eleita vice-presidente. Pedimos à Bem – Aventurada Virgem Maria, padroeira desta grande nação , que interceda por nós. Que ela nos ajude a trabalhar juntos para cumprir a bela visão dos missionários e fundadores da América – uma nação sob Deus, onde a santidade de cada vida humana é defendida e a liberdade de consciência e religião é garantida. [1]

Aí está. Os bispos católicos falaram. A eleição acabou e é hora de passar para a promoção das políticas de Roma. E Joe Biden e a Virgem Maria nos ajudarão a chegar lá. A USCCB usou as palavras “bem comum” e “fraternidade”. São referências que vêm das encíclicas do Papa Francisco sobre as mudanças climáticas, Laudato Si ‘, e sobre a fraternidade universal, Fratelli Tutti. Roma está trabalhando por meio de seus bispos para moldar o futuro da América em uma imagem que seja consistente com os ensinamentos sociais católicos. Quem vai falar contra isso? Quem vai desafiar isso? Joe Biden?

Como adventistas do sétimo dia protestantes, devemos continuar dando a advertência da Mensagem do Terceiro Anjo – que adverte contra o poder civil que sustenta os ensinamentos da igreja. Este é o cerne de toda a questão, o que prova mais uma vez que a mensagem ordenada por Deus para ser dada nestes últimos dias é uma advertência relevante, aplicável e necessária ao mundo neste momento, independentemente do que digam os céticos da igreja. .

“Ela (Roma) está empregando todos os artifícios para estender sua influência e aumentar seu poder em preparação para um conflito feroz e determinado para recuperar o controle do mundo, para restabelecer a perseguição e para desfazer tudo o que o protestantismo fez” (Grande Conflito , p. 565).

Referência:

[1] https://www.usccb.org/news/2020/president-us-bishops-conference-issues-statement-2020-presidential-election

Fonte: http://adventmessenger.org/the-us-conference-of-catholic-bishops-congratulates-joe-biden-for-winning-and-says-its-time-to-unite-on-the-common-good-and-promote-the-fraternity/

Deixe uma resposta