Hospital americano suspende vacinação da Covid 19 após reação adversa em 4 funcionários

O Advocate Condell Medical Center interrompeu a vacinação COVID-19 após 4 pessoas reagirem negativamente

Os quatro funcionários que reagiram negativamente à vacina representam menos de 0,15% dos cerca de 3.000 funcionários que receberam as vacinas até agora, disse o centro de saúde.

Condell Medical Center em Libertyville

Condell Medical Center em Libertyville

 Google Maps

Advocate Condell Medical Center em Libertyville pausou temporariamente a vacinação contra o coronavírus depois que quatro de seus funcionários relataram sentir reações adversas.

Os quatro funcionários sentiram “formigamento e aumento da frequência cardíaca” após receberem as vacinas, disse o Advocate Aurora Health em um comunicado. Três deles estão bem em casa, enquanto o outro está recebendo tratamento adicional.

Os quatro funcionários que reagiram negativamente à vacina da Pfizer representam menos de 0,15% dos cerca de 3.000 funcionários que receberam as vacinas até agora, disse o centro de saúde. O Advocate disse que está suspendendo as vacinações no centro médico de Libertyville “por precaução”.

Fonte: https://chicago.suntimes.com/coronavirus/2020/12/18/22190138/covid-vaccine-negative-reaction-condell-libertyville-illinois-coronavirus

Quatro voluntários imunizados com a vacina da Pfizer desenvolveram paralisia de Bell

Quatro voluntários que receberam a vacina contra o coronavírus da Pfizer em testes clínicos desenvolveram paralisia facial . A  Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos informou que os quatro participantes sofreram de paralisia de Bell, uma condição rara em que um lado do rosto fica temporariamente paralisado. Embora o FDA não tenha declarado que a vacina causou diretamente a paralisia, ele alertou que os médicos deveriam estar atentos ao efeito colateral e prometeu observar os casos de perto.

O FDA revelou esse efeito colateral em um relatório sobre a vacina da Pfizer, feito em parceria com a empresa alemã BioNTech. O relatório foi divulgado dias antes de o regulador americano revisar a autorização de uso emergencial da empresa farmacêutica.

De acordo com o FDA, menos de 0,5 por cento dos participantes do ensaio – incluindo os quatro casos de paralisia de Bell – experimentaram efeitos colaterais graves. Um deles apresentou fraqueza facial três dias após a imunização, mas voltou ao normal após alguns dias. Outro participante desenvolveu paralisia de Bell nove dias após receber a vacina, enquanto outros dois tiveram paralisia facial 37 e 48 dias após a vacinação. Esses três voluntários finalmente se recuperaram da paralisia de Bell após 10 a 21 dias.

Fonte: https://www.naturalnews.com/2020-12-18-volunteers-immunized-pfizer-vaccine-developed-bells-palsy.html

Veja também:

Curiosidade: “Luciferina 66,6” na vacina da Moderna

A vacina de mRNA da Moderna contém *Luciferina* dissolvida com *66,6* ml de solução tampão de *fosfato* destilada.

https://twitter.com/disclosetv/status/1337458115407736832

Luciferin

A luciferina sofre uma reação de descarboxilação oxidativa em pH 7,75 na presença de ATP, oxigênio e uma luciferase de vagalume (EC 1.13.12.7), produzindo oxiluciferina, CO2, AMP, pirofosfato e emissão de luz.

De: Encyclopedia of Analytical Science (segunda edição) 2005

Fontes:

https://www.sciencedirect.com/topics/medicine-and-dentistry/luciferin

https://patents.google.com/patent/US20120251618A1/en

https://patentimages.storage.googleapis.com/4d/8c/43/877e36f6c4d2a0/US20120251618A1.pdf

Deixe uma resposta