“Os Céus Abertos” ou “Os Céus que se Abrem”, livro do pioneiro José Bates

Joseph Bates (8 de julho de 1792 – 19 de março de 1872) foi um marinheiro americano e ministro avivalista. Ele foi um co-fundador e desenvolvedor do Adventismo Sabatista, uma linhagem de pensamento religioso que evoluiu para a Igreja Adventista do Sétimo Dia. Bates também é creditado por convencer Tiago White e Ellen G. White da validade do sábado do sétimo dia. 

Fonte: https://m.egwwritings.org/en/book/972.106/toc
(Tradução automática via Google Translate)

[“OS CÉUS QUE SE ABREM” OU]
“OS CÉUS ABERTOS”

Ou uma visão conectada do

Testemunho dos Profetas e Apóstolos,

A respeito dos

CÉUS ABERTOS,

Comparado com

OBSERVAÇÕES ASTRONÔMICAS

E da

LOCALIZAÇÃO PRESENTE E FUTURA DA
NOVA JERUSALÉM, O PARAÍSO DE DEUS

 
Por Joseph Bates
 
New Bedford:
Imprensa de Benjamin Lindsey.
1846.

 

PREFÁCIO

Ao apresentar o seguinte assunto à consideração de quem possa interessar, gostaria aqui de declarar que os dois motivos principais que atuaram e me guiaram através deste assunto absorvente foram – primeiro, a verdade de Deus para encorajar e fortalecer o verdadeiro crente . Em segundo lugar, para corrigir ou “repreender” as visões espirituais (não posso dizer de quase toda a cristandade) com respeito ao aparecimento e reino de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. 

Vinte e um anos de observação e experiência, mas mais especialmente os últimos sete, na busca desse objetivo, me ensinaram que a verdade é a única coisa que pode salvar a alma. Mas a grande massa do professo mundo cristão parece não prestar mais atenção a ele do que seu grande Predecessor, que disse ao Salvador “o que é a verdade?” quando ele tinha acabado de dizer-lhe que ele “veio ao mundo para dar testemunho da verdade, e todo aquele que é da verdade ouve a minha voz”. 

Jesus, em sua última oração pelos discípulos, pede ao Pai que os santifique na verdade. “Tua palavra é a verdade.” São João. Novamente, ele diz. “O Espírito é a verdade.” O precursor de Cristo disse: “A lei foi dada por Moisés, mas a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.” Jesus diz: “Não vim destruir a lei ou os profetas; mas para cumprir, porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei até que tudo seja cumprido. ” Mateus. Então, é claro que o homem deve acreditar “e viver de toda palavra que sai da boca de Deus”. 

Terceiro, milhares que têm procurado a aparição pessoal do Senhor Jesus do céu nestes últimos dias, em sua decepção com sua vinda, desistiram da única visão bíblica e agora estão ensinando que ele veio em espírito e isso é tudo o que veremos dele aqui. Uma única passagem das últimas palavras do Salvador, quando estava para deixar o mundo na carne, deveria ter corrigido qualquer erro: “E eis que estou sempre convosco, até o fim do mundo”, ou seja, é claro, seu espírito. Mas eu submeto o assunto.

Fairhaven, 8 de maio de 1846.

Joseph Bates.

[O direito de cópia é assegurado com Aquele que está assentado no Trono no vindouro Santuário Celestial. A concessão de uso é ilimitada. Só são punidos os que abusam do direito.]

 

OS CÉUS ABERTOS, OU CÉUS QUE SE ABREM

Em verdade, em verdade vos digo que, daqui em diante vereis o Céu aberto , e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem .” – João 1: 51.

Apesar de minha incompetência para fazer justiça a este assunto importante, sinto-me constrangido a lançar minhas opiniões desta maneira pública, para o benefício de todos os que sentem interesse na segunda vinda de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, para estabelecer, e estabelecer seu “reino eterno” nesta terra renovada.

Eu creio, de acordo com o testemunho dos “dois homens vistos em vestes brancas”, que “este mesmo Jesus que foi levado para o céu voltará da mesma maneira “(Atos 1:11) do mesmo lugar, e fique no mesmo lugar que ele saiu. (Veja Zacarias 14: 4). Eu acredito que ele está no terceiro céu, no paraíso, com Deus, o Pai; (ver 2 Coríntios 12: 2, 4; Apocalipse 3:21; Heb. 1: 3, 9 e 24) que ele está agora prestes a vir com a Santa CIDADE, A CAPITAL de seu eterno reino, e a posicionará “no meio” da terra prometida onde ele foi crucificado. De acordo com esta visão, então, há apenas um lugar nos céus de onde esta CIDADE virá.

Uma exposição espiritual dessas coisas gloriosas, agora prestes a ser realizado, obscurece o todo e não deixa nenhum terreno tangível para o povo de Deus se firmar. Quem tentar isso voluntariamente correrá o risco de perder sua alma, pois Jesus diz “se algum homem acrescentar ou tirar das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte (da árvore da vida – margem) e fora da Santa CIDADE “. Apocalipse 22: 19. Prova positiva, que os Santos têm uma parte na cidade, e não em si próprios.

Vamos agora ouvir sua descrição desta visão gloriosa que ele vê diante de si, enquanto ele se senta, caneta na mão, pronto para escrever o que acontece ao comando de seu guia.

“Eu, João, vi a santa CIDADE NOVA JERUSALÉM descendo de Deus, do Céu , preparada como uma noiva adornada para seu marido.” No 5º v. João o viu que “estava morto e vivo para sempre”, sentado em “seu trono”; e ele disse-me “escreve, porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.” “E veio a mim um dos sete anjos, dizendo:” Suba aqui, eu te mostrarei a noiva, a esposa do Cordeiro; e ele me levou em espírito a uma grande e alta montanha, e mostrou- me aquela grande CIDADE, a santa de Jerusalém, que descia do céu da parte de Deus, tendo a glória de Deus; e a sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como a pedra de jaspe, como o cristal e ouvi uma grande voz do Céu dizendo, eis que o TABERNÁCULO de Deus está com os homens.

“Que bela descrição aqui — por favor, leia todo o capítulo. Nos dois primeiros versículos do capítulo 22, aprendemos que as paredes desta CIDADE envolvem “a árvore da vida”, “que está no meio do Paraíso de Deus .”

Moisés testifica que” o Senhor Deus plantou um jardim a leste no Éden , e ali colocou o homem que ele havia formado. E a árvore da vida também no meio do jardim , e um rio saía do Éden para regar o jardim, e se tornou em quatro cabeças. “Gen. 2: 8, 10; 3:3, 17, 22, 24.

Compare isso com a profecia de Ezequiel, 47: 3, 5, 12; também 48: 30, 35 . Lá ele fala de águas primeiro rasas e depois profundas; águas para nadar nelas que não poderiam ser passadas, nas “margens das quais haverá frutos todos os meses, e as folhas para remédio.” Ele também mostra os quatro lados ou “direções” para o rio. O profeta Isaías diz “Olhe para Sião, a cidadeJerusalém. Tabernáculo , um lugar de rios e riachos largos; onde não passará galera com remos, nem galante navio passará por ela “, – 33: 20, 21.

Certamente este é o mesmo que Moisés e Ezequiel descreveram; e João diz:” Ao que vencer darei de comer a árvore da Vida,Paraíso de Deus. E quem quiser, tome de graça da água da vida. “Ap. Xxii: 17, 2, 7. Então esta” Cidade Santa , nova Jerusalém , a Sião de Deus , o Tabernáculo de Deus , a Noiva , a Esposa do Cordeiro , a Mãe de todos nós , “é uma cidade , cercada por um muro de cento e quarenta e quatro côvados de altura, que abraça o” jardim do Éden, o Paraíso de Deus . “E Deus o chama de” SANTUÁRIO “. Suponho que será concedido por todos, que o Jardim do Éden na época da queda, era um lugar literal e foi plantado ao leste. Sim, diz um, e está localizado na “Etiópia ou Assíria”. Como então o viajante e o historiador silenciam totalmente sobre isso? Certamente, é um lugar notável. Ouça a descrição de Moisés sobre isso: – “Portanto o Senhor Deus o enviou (Adão) do jardim do Éden para cultivar a terra de onde foi tirado. Então ele expulsou o homem: e colocado no Oriente do jardim do Éden, querubins e uma espada flamejante que girava em todos os sentidos, para guardar a árvore da vida. “Gênesis 3:23, 24. Agora, não temos nenhum relato de que estes querubins e uma espada flamejante já foram vistos dentro da órbita deste planeta (que é permitido ter 162 milhões de milhas de diâmetro) desde a queda do homem, mas foi removido para longe de suas vistas. O profeta diz: “Eis que chegará o tempo em que esses símbolos que eu te disse , acontecerá, e a Noiva aparecerá, e o surgimento será visto que agora foi retirado da terra, “- xi. Esdras: 7, 26. Isso mostra que o Paraíso não está localizado neste planeta. Mas talvez você não acredite que Esdras seja um verdadeiro profeta; bem, então, você acreditará em São Paulo? Ele diz:” Eu Conheci um homem em Cristo há mais de quatorze anos (se no corpo não posso dizer, Deus sabe) tal pessoa arrebatada ao terceiro Céu – Deus sabe que foi arrebatado ao Paraíso e ouviu palavras indizíveis que não é ( possível: margem) para um homem pronunciar. “2 Coríntios xii: 4. O testemunho de São João concorda com Paulo, pois ele diz que” viu a esposa do Cordeiro , descendo de Deus, do céu, “sem dúvida, o mesmo lugar onde ele tinha estado. Mas diz o objetor, se John viu isso descendo 1750 anos atrás, deveria ter estado aqui nesta época. Muito verdadeiro; mas John” viu coisas que devem acontecer em breve para passar “. Rev. 1. Vamos apenas olhar para algumas das coisas que ele viu e, ao mesmo tempo, lembrar como ele foi instruído a anotá-las, para que todos os pontos importantes fossem registrados. Ele viu a” abominação ( Papado) que torna desolado estabelecido, “quatrocentos e quarenta e cinco anos no futuro. Novamente, ele viu os sete anjos saindo com suas trombetas para soar – ele descreve particularmente os três últimos. Veja Rev. viii: 13; IX: 17, 19. Aqui ele nos mostra quais eram as partes componentes da pólvora, e de uma maneira muito peculiar e clara descreve o mosquete com a bala, (cabeça) como eles mataram homens 1350 anos antes de os mosquetes serem usados ​​a cavalo -back-17 v. Além disso, como ele poderia ter descrito a história do segundo advento tão minuciosamente como ele o fez no xiv. capítulo, se ele não tivesse visto o que era para ser, e foi cumprido; e como é possível que ele pudesse ter dado uma imagem tão lamentável do “Mistério da Babilônia”, se ele não tivesse visto nestes últimos diasde “tempos perigosos”, os professos filhos de Deus bebendo do cálice de veneno da velha mãe, enquanto “ela estava embriagada com o sangue dos mártires de Jesus”. Rev. xvii. e xviii. Mais uma vez, como Davi viu aquela turba sedenta de sangue estourar os lábios e rir ao desprezar seu Salvador; e os quatro soldados romanos sob sua cruz dividindo suas vestes e lançando sortes sobre suas vestes, mil e duzentos anos antes que acontecesse. João xix: 23, 24. Por quê! assim como São João viu a Cidade Santa descendo no segundo advento de Jesus – assim como eu acredito, será visto: “Tendo a glória de Deus: e sua luz era como uma pedra preciosa, mesmo como um jaspe pedra, clara como cristal. ” Apocalipse xxi: 11. O mais precioso é o verde, manchado de vermelho e roxo. Vamos agora olhar para o

VISTA ASTRONÔMICA.

De que parte do céu aparecerá esta cidade gloriosa ? Nós respondemos, de onde a espada flamejante está “guardando o caminho da árvore da vida” e os Querubins estão estacionados. João 1: 51. Furgerson, o célebre astrônomo do século passado, ao descrever algumas das muitas maravilhas nos céus, diz “que as duas nuvens brilhantes nos céus no pólo sul, chamadas pelos marinheiros de nuvens de Magelen, são por astrônomos chamados de estrelas nubladas, mas a mais notável de todas as estrelas nubladas é aquela no meio da Espada de Orion, onde sete estrelas (das quais três estão muito próximas) parecem brilhar através de uma nuvem, muito lúcidas no meio, mas tênue e mal definido nas bordas. Parece um GAPno céu, através do qual se pode ver (por assim dizer) parte de uma região muito mais brilhante. Embora a maioria dos espaços sejam apenas um poucos minutos de um grau de largura, mas, uma vez que estão entre as estrelas fixas, devem ser espaços maiores do que o que é ocupado por nosso Sistema Solar – (o Sistema Solar inclui o Planeta Urano, que tem mil e oitocentos milhões de milhas do Sol, a circunferência de sua órbita em que ela gira em torno do Sol é calculada em trezentos e quatorze milhões de milhas) – e na qual parece haver um dia perpétuo ininterrupto entre mundos incontáveis, que nenhuma arte humana pode jamais descobrirá. “- Tratado de Astronomia de Furgerson, edição de 1770 DC.

De noventa e três, Orion é a constelação mais impressionante e esplêndida nos céus; seu centro está a meio caminho entre os pólos do céu e diretamente sobre o equador da Terra, e é visível de todas as partes habitáveis ​​do globo. Em seu quadrante sudeste está a bela estrela Sirius, (uma das mais magníficas nos Céus) e no noroeste estão posicionadas as Plêiades ou sete Estrelas. “Ela se levanta ao meio-dia por volta de 9 de março” “e se põe ao meio-dia por volta de 21 de junho”, e chega ao meridiano de 23 de janeiro, às 21h. Ela agora deve ser vista por um tempo, no crepúsculo da noite, cerca de uma hora de altura, com os planetas Júpiter e Marte em seu norte e noroeste. Quando o Senhor respondeu a Jó no meio do redemoinho, ou soltar as bandas de Órion . “Quando Amós, o Profeta exortou seu Israel ao arrependimento, ele se esforçou para impressionar suas mentes com o poder de Deus, alertando para os fenômenos maravilhosos nos Céus, dizendo:” Buscai aquele que faz os Sete Stars and Orion, “& c. & C.

Huggens , seu primeiro descobridor, dá a seguinte descrição dele: “Os astrônomos colocam três estrelas juntas na Espada de Orion; e quando eu vi a mais do meio com um telescópio, no ano de 1656, apareceu no lugar daquela uma, doze outras estrelas; entre estas três que quase se tocam, e mais quatro, além disso, pareciam cintilantes como através de uma nuvem, de modo que o espaço ao redor delas parecia muito mais brilhante do que o resto do céu, que parecia totalmente enegrecido, por causa de o bom tempo, foi visto através de uma abertura de cortina, através da qual se tinha uma visão livre para outra região que era mais esclarecido. Tenho observado freqüentemente a mesma aparência no mesmo lugar, sem qualquer alteração; de modo que é provável que esta maravilha, seja o que for em si mesma, está lá desde todos os tempos; mas nunca notei nada parecido entre o resto das estrelas fixas. “

Sir William Herschel diz: “Se estrelas de oitava magnitude devem ser consideradas em média oito vezes mais distantes do que as da primeira, então esta nebulosa não pode ser considerada inferior a 320.000.000.000.000, trezentos e vinte mil bilhões de milhas da Terra. Se seu diâmetro a esta distância subtender um ângulo de dez minutos, o que quase acontece, sua magnitude deve ser totalmente inconcebível. Calculou-se que deve exceder 2.000.000.000.000.000.000, ou dois trilhões de vezes as dimensões do Sol, vastas e incompreensíveis como essas dimensões são. “- Veja Dick’s Siderial Heavens, vol. VIII. pp. 181, 184.

Diz este autor – “Basta dizer que tal enorme massa de matéria luminosa não foi criada em vão, mas serve a um propósito nos arranjos divinos correspondentes à sua magnitude e à natureza de sua luminosidade, e à sabedoria e inteligência dele cujo poder o trouxe à existência. Sem dúvida, serve a algum propósito importante, mesmo no momento presente, para mundos e seres dentro do alcance de sua influência. Mas o último em todos os seus rumos e relações, talvez permaneça para ser desenvolvido durante o futuro idades de uma existência interminável. ” Página 184.

Mais uma vez, diz o Illustrated London News de 19 de abril de 1845: “Rumores maravilhosos estão circulando a respeito das descobertas astronômicas feitas pelo telescópio monstro de Lord Rosse. (Diz-se que tem sessenta pés de comprimento e seu grande espéculo ou vidro refletivo mede seis pés em diâmetro e pesa três e três quartos de toneladas, e é calculado para descobrir objetos gloriosos nos céus, para o homem até então desconhecido.) Afirma-se que Regulus, em vez de ser uma esfera, é considerado um Disco; e ainda mais estranho, que a nebulosa no cinturão de Orion (significando o lugar brilhante antes mencionado) é um sistema universal, um sol com planetas se movendo ao redor dele, enquanto a Terra e seus semelhantes se movem ao redor de nossa gloriosa luminária. “

Assim, vemos por todos os testemunhos apresentados, (e poderíamos dar muito mais se fosse necessário) que aqui está um fenômenos mais maravilhosos e inexplicáveis ​​nos céus: uma lacuna no céu, mais de 11.314.000.000 milhas de circunferência. Diz o célebre Huggens : “Nunca vi nada parecido entre o resto das estrelas fixas – uma visão livre de outra região mais iluminada.” Tive o prazer (com outras pessoas) durante o mês passado, de ver esta maravilha nos Céus várias noites, através de J. Delano, Jr’s. excelente telescópio.

Tem sido suposto por alguns, que este fenômeno maravilhoso visto através da espada de Orion, passou por alguma mudança material desde que foi descoberto por Huggens, cento e noventa anos atrás. Sobre este ponto, Sir John Herschel diz: “Quando se considera o quão difícil é representar tal objeto devidamente, e quão inteiramente sua aparência será diferente até mesmo no mesmo telescópio, de acordo com a clareza do ar, ou outras causas temporárias, devemos admitir prontamente que não temos nenhuma evidência de mudança em que possamos confiar. “

Como já havia examinado parcialmente a visão bíblica dos céus iniciais , acho que nunca esquecerei a emoção que permeou todo o meu ser, a primeira vez que vi essa maravilha celestial descendo os céus ocidentais! Desde então, quando o vi pelo telescópio, minha mente voltaria instintivamente à descrição de Moisés dos filhos libertados de Abraão, passando pelo Mar Vermelho, com aquele maravilhoso milagre “a coluna de fogo, entre eles e a hoste egípcia. ” Meus pensamentos ainda avançam, do tipo ao antítipo, “Deus olhando através da nuvem de fogo na vigília da manhã”; imediatamente derrotou os inimigos de seu povo escolhido. Exo. xiv: 24, 27.

Portanto, nesta manhã, Deus observará não apenas através deste espaço poderoso (preto de um lado com a nuvem tempestuosa), mas, como o Profeta Joel disse, ele ” rugirá de Sião e pronunciará sua voz de Jerusalém; e os céus e a terra estremecerão; mas o Senhor será a esperança de seu povo. – Assim sabereis que eu sou o Senhor vosso Deus, que habito em Sião, meu santo monte: então Jerusalém será santa. “(” PURIFICADA ” . ) iii: 16, 17.

Uma vista oeste, com uma ocular invertida, dá a aparência de uma nuvem escura tempestuosa, com uma lua cheia logo fechada atrás dela e três estrelas brilhantes olhando através da nuvem. Essa nuvem de aparência escura é chamada de lacuna no céu. Esta constelação mede cerca de um mil milhas de norte a sul e quinhentas de leste a oeste, e é visível a todos os habitantes da terra.

Aqui está, então, uma poderosa Imagem (conforme representada no mapa dos Céus) esticada através do meio do céu, com suas dragonas de ouro e prata (quatrocentos e oitenta milhas de distância) e duas estrelas ardentes denotando suas extremidades norte e sul: a dourada no pé esquerdo levantado, a outra de prata no joelho direito, correspondendo à do ombro esquerdo; cingido com seu cinto cravejado de brilhantes e espada flamejante; “sem dúvida, para servir a algum propósito importante mesmo no momento presente.” Que fique bem entendido, com o que já foi afirmado pelos Astrônomos, que esta “constelação é uma das mais brilhantes e notáveis ​​nos Céus”, que sua nebulosa, (de acordo com o célebre Sir William Herschel) excede em muito qualquer outro objeto, e sua magnitude totalmente inconcebível, dois trilhões de vezes maior do que o Sol; enquanto o Sol pode ser 1.300.000 vezes maior do que o nosso globo. Que “nunca foi resolvido em estrelas pelo maior poder do telescópio”, e não há evidência de qualquer mudança, mesmo se fosse descoberto que pode ser resolvido, (como afirma um escritor um pouco familiarizado com o monstro de Lord Rosse (telescópio). Se assim for, ele reforça o argumento de seu primeiro descobridor, que diz “através do qual se tinha uma visão livre de outra região que era mais iluminada.”

Se, então, não há nada para ser visto na Terra ou nos Céus, exceto o que Josué e Davi viram, v: 13, 14; 1 Chro. xxi: 15, 16, que se parece com esta constelação, seria considerado estranho para um cristão acreditar que o Profeta Moisés registrou para nossa instrução a própria resposta a ser dada, viz. “para guardar o caminho da árvore da vida.”

Já dei uma descrição geral desta maravilha celestial, mas alguns ainda podem duvidar se algo pode ser verificado com respeito aos objetos até agora removidos. Se os cálculos mais precisos já não tivessem sido feitos em relação a muitos dos corpos celestes, como poderia a tempestade ter jogado o marinheiro, depois de ser conduzida por dias, e às vezes semanas, navegando em todos os pontos da bússola e, talvez, não ter conhecido sua posição desde o momento em que ele partiu de seu porto, apenas por acerto de contas, nada à vista, exceto mar e céu, determinar sua verdadeira posição? Veja só, – lá está o capitão, em alguma parte conveniente do convés de seu navio, segurando na mão um instrumento de três pontas, chamado Sextante, medindo a distância entre o sol e a lua, ou se for à noite, entre a lua e alguma estrela lunar, (que está milhões em milhões de milhas removida do Sistema Solar), observando o momento pelo seu relógio quando ele traz as bordas externas ou internas desses dois objetos celestes para se tocarem; em seguida, medindo sua distância do horizonte. Com a ajuda de um Almanaque Náutico, (que havia sido publicado anos antes), no curso de vinte minutos, ele verifica sua posição com tanta confiança (por mais estranho que possa parecer aos homens da terra) que o faria, depois de correr dez ou cem milhas mais ou menos, conforme o caso, instrua um de seus tripulantes a ir até o topo do mastro e diga-lhe ao mesmo tempo em que direção procurar terra. Logo o grito descia, emocionando todas as almas do navio: “Land ho!” “Para onde?” “Na proa de estibordo, senhor, onde o senhor me disse para olhar.” Esses casos não são raros, mas de ocorrência diária. “Como poderia ser?” diz alguém, “parece um milagre!” Assim seria, se o grande Deus não tivesse dirigido esses objetos celestes para se moverem em perfeita harmonia. Um lugar para cada um e cada um em seu lugar.

Alguém a certa altura disse: “Você pode, por meio de busca, encontrar a Deus? Você pode descobrir o Todo-Poderoso com perfeição?” O sábio responde: “Ninguém pode descobrir a obra que Deus fez do princípio ao fim.” Ecl. iii: 2; Jó xi: 7. Esses textos por si só nos ensinam que ainda sabemos muito pouco sobre o poder e a sabedoria do Soberano do universo, cujo espírito preenche o espaço ilimitado; cujo espaço é indubitavelmente contemporâneo e coextensivo à eternidade; cravejado de milhões em milhões de mundos, cada um se movendo em sua esfera apropriada, como nosso próprio planeta. Mas uma maravilha ainda maior são os milhares e milhões de cometas em chamas, mesmo no Sistema Solar, (Dick, vol. Viii: p. 339), aparentemente navegando com uma comissão itinerante, varrendo suas trilhas ardentes por todo o universo perceptível de Deus , cada um se movendo em sua órbita adequada! alguns disparando, às vezes, quase com a velocidade de um raio! E ainda, com que precisão o Astrônomo calcula seu aparecimento novamente após centenas e milhares de anos, sem interferir em qualquer do cenário celestial. Basta abrir a segunda página do seu Almanaque e aprender com que precisão admirável o Astrônomo calculou, até mesmo para um momento, quando a lua de ontem estará passando sob o sol, e fará com que a escuridão seja vista e sentida.

Algumas mentes podem estar preocupadas com a espada flamejante sendo colocada no leste do Jardim, ou que poderíamos ver o lado leste. Isso será melhor compreendido observando o movimento do nosso planeta. Os astrônomos dizem que esta Terra, em seu movimento anual, está girando em torno do Sol a uma taxa de dezenove milhas por segundo; ao mesmo tempo, seu movimento diurno de leste a oeste é a uma taxa de dez milhas por minuto: conseqüentemente, todos os objetos que vemos nos céus vêm do leste, e entre o resto esta gloriosa constelação de Orion, tudo tão natural quanto é para nós ver o Sol nascer no Leste; e na mesma direção o mundo logo verá o que o crente do Segundo Advento há muito e ansiosamente espera: viz. a “gloriosa aparição do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo”. Tito 2:13. Agora, vamos ter outra visão; não por meio de Lord Rosse, mas do grande telescópio de Deus, que “declara o fim desde o princípio”. É um. 46: 10.

VISÃO DA BÍBLIA.

O patriarca Jacó disse a seus filhos que “Deus Todo-Poderoso apareceu a ele na Luz, que é Betel.” Gn 48: 3; 25:26. Aqui, enquanto peregrino e estrangeiro, ele se deitou para passar a noite, ele “sonhou, e eis uma escada colocada na terra, e o topo dela alcançava o céu; e eis os anjos de Deus subindo e descendo sobre ele. ” Gen. xxviii: 12. Dezessete cento e noventa anos depois disso, o Senhor diz a Natanael, “depois vereis o CÉU ABERTO , e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o filho do homem.” Isso, então, está no futuro. Em seguida, Ezequiel tem uma visão, no trigésimo “ano do cativeiro babilônico junto ao rio Quebar”. Ele diz: “os céus foram ABERTOS, e eu tive visões de Deus. “Ele passa a descrever sua visão; por favor, leia o Capítulo 1: 5, 10; 24, 28. Ele vê como a aparência de um homem – descreve também a nuvem tempestuosa com o brilho ao redor ; ele também ouve uma voz do firmamento, e diz que o Senhor Deus falou com ele. Agora veja o cap. x: 4, 5; 19, 20. Aqui ele diz que “os querubins estavam na porta do portão leste (onde Moisés diz que eles foram colocados) da Casa do Senhor, e a glória do Deus de Israel estava sobre eles”. “Este é o ser vivente que vi sob o Deus de Israel, junto ao rio Quebar, e soube que eram querubins .” Não está claro que Ezequiel mostrou o mesmo lugar e estação dos Querubins que Moisés mostrou, no lado leste, mantendo o caminho da árvore da vida. Jacó os chama de anjos e grita de terror: “Quão terrível é este lugar, não é outro senão a Casa de Deus e este é o portão(ou abertura) do Céu. “17 v. Isaías em uma visão vê” o trono alto e elevado, e ouve a voz de Deus “, como fizeram os outros. Vamos examinar aqui alguns momentos para ver o que são Querubins, e seu uso. Um escritor diz: “eles parecem ser servos de Deus enviados para fazer a sua vontade.” Ouvi a Deus a respeito deles “, e lá me encontrarei contigo e comunicarei contigo entre os dois querubins que estão sobre a Arca do testemunho, de todas as coisas que eu te darei em mandamento aos filhos de Israel. “Êxodo. xxv: 16, 22. Prova -” E Ezequias (em sua angústia) orou perante o Senhor, e disse: Ó Senhor Deus de Israel que habita entre os querubins, “2 Reis, xix: 15”.E Deus enviou os profetas para dizer-lhe que sua oração foi ouvida. “V. 20.

“O Senhor reina e faz tremer o povo; ele se põe entre os querubins, que se mova a terra.” Psl. xcix: 1. Então aqui é onde devemos procurar o Paraíso de Deus, a Cidade Santa, e onde em breve ouviremos a voz de Deus, pois ele “está sentado entre os Querubins”, como está representado no antigo Tabernáculo e Temple. “Pois vê, diz ele, que tu faças todas as coisas conforme o modelo que te foi mostrado no monte.” Heb. viii: 5; IX: 5. São João também os descreve, e conta quais eram suas ocupações no céu. Rev. v: 11, 12.

Agora continuaremos com o testemunho sobre os céus que se abrem. João Batista testifica que quando ele estava saindo da água do batismo do Salvador, ele “viu os céus ABERTOS (ou fendidos ou rasgados) e o espírito como uma pomba descendo sobre ele, e veio uma voz do céu , “& c. Marcos 1: 10, 11; Lucas 3:20, 22; Matt. iii: 16, 17; João i: 32.

Aqui está o céu que se abre, e a voz de Deus como antes de. Quando Jesus foi transfigurado no Monte, os discípulos viram a nuvem e ouviram a voz de Deus.

Quando o Salvador ascendeu do Monte das Oliveiras, os seus discípulos o viu: os dois mais brilhantes disse: “Varões galileus por que estais olhando para o céu (que deve ter sido? Aberta a sua opinião, ou eles não poderiam ter olhado para o céu ) este mesmo Jesus, que de vós foi elevado ao céu , voltará da mesma maneira que o vistes ir para o céu . ” Atos 1:11. Então, é claro, será do mesmo lugar.

Não sejamos enganados sobre isso, ele ainda não veio.

Mais uma vez, São Lucas diz de Estevão, o mártir, (enquanto ele estava cercado por uma turba sedenta de sangue, rangendo os dentes sobre ele, por causa das verdades ardentes que ele proferiu) “Sendo cheio do Espírito Santo, olhou com firmeza ao céu (a certo ponto) e vi a glória de Deus, e Jesus em pé à direita de Deus; e disse: eis que vejo os céus abertos , e o filho do homem em pé à direita de Deus.” Stephen estava enganado? Acho que não – foi seu testemunho ao morrer.

Mas aqui está um caso mais singular ainda, dois milagres em dois indivíduos de diferentes nações para estabelecer e cumprir a profecia de Daniel da septuagésima semana sobre seu povo (os judeus). A hora havia chegado e algo fora do comum marcaria essa época. Agora olhe além em Cesaréia, há um gentio em uma visão, ele vê um anjo que o dirige a enviar à Judéia um certo judeu chamado Pedro. Onde ele está? Em um lugar chamado Joppa. (o porto marítimo de Jerusalém) deitado em transe, no topo de uma casa, e feito “com muita fome”, (para que ele pudesse mais prontamente e de bom grado seguir os ensinamentos da voz e do espírito de Deus para proclamar a salvação aos gentios, pois ele era um dos teimosos , que se apegava à verdade presente; e talvez não pudesse ser persuadido a ceder de qualquer outra forma.) O mesmo com seus irmãos teimosos , que o cobraram por ter ido aos gentios, mas depois que ele havia ensinado tudo a eles “, então eles acreditaram e glorificou a Deus, por conceder arrependimento aos gentios. ” Mas qual foi o milagre? Pedro diz que “viu o céu aberto e um certo vaso descendo até ele como se fosse um grande lençol tricotado nos quatro cantos e descido à terra. Isso foi feito três vezes (ou três vezes) e o vaso foi recebido novamente para o céu “, e a voz do Senhor veio para ele duas vezes, “dizendo que o que Deus purificou não te chame comum.” Atos x. e xi. CH. Aqui termina a confirmação da Aliança com muitos por uma semana. Danl. IX: 27, Heb. ii: 3.

O apóstolo Paulo, ao relatar sua visão, diz que ele foi “arrebatado ao terceiro céu para o paraíso “. 2 Cor. xii: 2, 4. São João, o “discípulo amado”, em seu confinamento solitário na Ilha de Patmos, não só tem a mesma visão dos Céus que se abrem , e ouve a mesma voz, mas foi chamado lá no espírito, e imediatamente ele estava lá, descrevendo as glórias do céu. Por favor, leia sua descrição da gloriosa imagem antes e ao redor do trono, (de onde os Profetas e Apóstolos já citados, olharam através do telescópio de Deus todo magnífico, e estavam sobrecarregados com o grito: “Esta não é outra senão a Casa de Deus e este é o portão do Céu! “” E eis,“!!” Eu vejo o céu aberto “!!! Ao mesmo tempo e lugar, Deus fala com eles). V: 6 – aqui ele vê o Cordeiro. Também vii: 15; viii: 3, 5 e xii: 5. Jesus, o Filho, foi arrebatado lá, xx: 11 e xxi: 5. A mesma coisa no iv: 8 v. Ele tem a visão de Isaías dos Serafins e usa quase a mesma linguagem para descrevê-los, e diz com Isaías que eles não descansam nem dia e noite, dizendo: Santo, Santo, Santo Senhor Deus Todo-Poderoso, que era, é e há de vir, 8 v., e no quinto capítulo ele diz “E eu vi e ouvi as vozes de muitos anjos ao redor o trono, dizendo em alta voz, digno é o Cordeiro que foi morto para receber o poder “, & c. & c. Os querubins de Ezequiel e os anjos de João são, sem dúvida, os mesmos. Os quatro animais de João , os serafins de Isaías,e os quatro de Ezequielrodas são típicas das quatro grandes divisões do Acampamento de Israel, ao redor do Tabernáculo no deserto, todas organizadas e organizadas pela direção de Deus com seus quatro padrões diferentes, (respondendo aos quatrofaces ou lados da roda de Ezequiel e as faces das quatro bestas de João). Juda com o Leão na frente no Leste, (Num. Ch. Ii.) Tudo pronto para se mover a qualquer momento. Mesmo onde o “pilar de nuvem durante o dia ou de fogo à noite;” que repousava sobre o Tabernáculo, deveria dirigir. Os levitas, os ministros de Deus, todos se movendo em perfeita harmonia, com a Arca contendo os Mandamentos de Deus; fechar depois disso, no meio do acampamento, em colunas sólidas segue o tabernáculo desmontado. Todos se movendo atrás e observando a direção deste “pilar de fogo à noite, “e no momento em que ele parou de mover o acampamento parou. O Tabernáculo foi erguido, e os Mandamentos de Deus, (a guarda dos quais garantirá uma entrada no Anti-tipo, o verdadeiro Tabernáculo Celestial, que deve ser “com os homens”, Apocalipse xxi: 3; xxii: 14.) restaurado ao seu devido lugar abaixo , e sob os cuidados dos querubins, entre os quais seu povo foi direcionado a orar a ele. Êxodo xxv: 22.

João também descreveu nos textos acima mencionados, muitos dos móveis particularizados no antigo Tabernáculo, que Paulo diz serem “modelos da verdade”. Heb. IX: 23,24. Evidência conclusiva de que ele estava no ” verdadeiro (ou real) Tabernáculo que Deus fundou, e não o homem”. Heb. viii: 2. A mesma cidade que Abraão “procurou, cujo construtor e criador é Deus”. O salmista também concorda com Paulo; e diz: “O Senhor preparou seu trono nos céus.” Paulo diz que Jesus está lá. Veja Heb. viii: 1, 2; e IX: 24. Jesus diz: “Aquele que vencer, concederei que se assente comigo no meu trono , assim como eu também venci e estou assentado com meu Pai em seu trono. “Apocalipse 3:21. Agora, não é evidente que Deus tem apenas um santuário, e que seu trono está lá; e um lugar para esse santuário, e aquele lugar no terceiro céu? Por que, então, deveria haver mais do que uma maneira de se aproximar dele, ou para ele vir, a saber, pelos “querubins e espada flamejante, estacionados ali, para guardar o caminho?”

O editor do Day Star pergunta, “por que ficamos olhando para o céu; você pode (significando, eu suponho, qualquer um) dizer de onde esse mesmo Jesus está vindo?” 2d. “Você pode provar que Deus Pai está em um lugar, em maior grau e poder, do que ele está em todo e qualquer outro lugar?”

Se ainda não oferecemos evidência suficiente, em resposta a essas duas questões mais importantes para o verdadeiro crente em Cristo, tentaremos um pouco mais adiante; pois se não podemos entender, nem de forma alguma compreender, os ensinos da palavra divina, a respeito da segunda vinda e reino de Jesus Cristo, a localização do santuário celestial , a nova Jerusalém, a morada de Deus, a não ser figurativamente discernidos, então, eu digo, nós que verdadeiramente cremos em Deus, “somos os mais miseráveis ​​de todos os homens”; e quanto mais cedo içarmos a bandeira do Shaker e colocá-la sob a proteção de seu acampamento , melhor; porque eu deveria desespero sempre de começar minha âncora para baixo “dentro do vale.” Em primeiro lugar, então, dizemos, Jesus ainda não veio pela segunda vez, da maneira que nos prometeu. Pois, ao falar de sua vinda, ele diz enfaticamente: “Então, verão o Filho do homem vindo nas nuvens do céu, “& c. Agora, de acordo com esta descrição, arrisco a afirmação de que não há uma partícula de prova no universo, que um indivíduo solitário o viu. Portanto, eu, pelo menos, estou olhando para o céu olhando , e acreditando inabalavelmente, que esta, sua preciosa promessa, em breve será realizada. Mas você diz, ele veio em seus santos. Bem, eu digo que não há mais prova disso, do que havia de que ele estava em seu apóstolo, 1.800 anos atrás – pois eles certamente operaram muitos milagres maravilhosos e pregaram com tanto poder; e as armas poderosas que usaram foram a morte, ressurreição e segunda vinda de Cristo. Ora, o apóstolo alguma vez ensinou tal doutrina, que Jesus tinha vindo nelesa segunda vez? e, além disso, não posso acreditar que ele será visto antes em Ohio do que na Nova Inglaterra ou Nova York. Novamente, respondemos à primeira e segunda perguntas, combinadas – Ap. iv: 2. Aqui está um trono, com um sentado sobre ele. Existe alguma prova a ser encontrada de que este trono estava na Ilha de Patmos, Roma, ou qualquer outra cidade, ou lugar neste globo? Não será reconhecido por todos os estudantes da Bíblia, que o Senhor Deus Todo-Poderoso, o Pai, está sentado sobre ela? Os serafins que estão continuamente clamando, Santo, Santo, Santo, no versículo oito, não dizem isso? Quem foi considerado digno de vir e tirar o livro da mão direita daquele que está assentado neste trono? Ele o tirou de sua própria mão? Não, não é assim. Quem então? João diz que “era o Cordeiro”. Outros disseram que era “o Leão da tribo de Juda”. Nós dizemos, “aberto no céu, João viu o Pai e o Filho juntos, ao mesmo tempo e em um lugar , negociando negócios; à vista disso, dez mil vezes dez mil e milhares e milhares de anjos gritaram em voz alta: “Digno é o Cordeiro”, & c .; e toda criatura sob o céu reconheceu isso! Versículos 11, 13. Estou ciente de que se dirá que esta é uma linguagem simbólica. Permita-me citar um trecho de um escritor famoso. “Mesmo as partes simbólicas de uma visão têm um caráter misto. Quando pessoas reais, as mais elevadas de sua espécie são mencionadas por seus títulos adequados, não há espaço para símbolos; os objetos representam a si mesmos, Deus e Cristo e os anjos bons; Satanás e os espíritos malignos e os santos redimidos na terra ou no céu nunca são emblemas. Abandone esta máxima, e a profecia simbólica se torna um caos, no qual nada é fixo e onde a fantasia corre solta em seus próprios excessos. “

Mas você diz, Deus é um espírito. (Não há dúvida de que seu espírito permeia todo o espaço, e tudo que nele tem vida.) Mas ao testemunho. “Vocês não ouviram sua voz nem viram sua forma.” João v: 37. Jesus contradisse os Patriarcas e Profetas? Não não! Ele aqui disse a seus perseguidores o que eles não viram nem ouviram; ele não disse que não tinha voz ou forma. Quem fez? 1ª Moisés. “E vou cobrir-te com a minha mão enquanto eu passar; e vou tirar a minha mão e verás as minhas costas , mas o meu rosto não será visto.” Exod. xxxiii: 22, 23. 2d. Os ” olhos do Senhor estão sobre os justos e seus ouvidos atentos ao seu clamor. A facedo Senhor são contra os que praticam o mal: o Senhor ouve . “Salmos xxxiv: 15, 17. Novamente, o” Ancião de dias se sentou , cuja vestimenta era branca como a neve, e os cabelos de sua cabeça como pura lã. “Isso não prova uma forma, características e voz atribuídas a Deus, iguais às do homem.” E Deus disse: façamos o homem à nossa própria imagem, conforme a nossa semelhança; então Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou: homem e mulher os criou ”. Gênesis 1:26, 27. Paulo diz de Jesus:“ Quem é a imagem de Deus (isto pode seja espiritualmente assim) o primogênito de toda criatura; quem está na forma de Deus, pensava que não era roubo ser igual a Deus. “Efésios 2: 5, 6. Agora aos hebreus—” Nos últimos dias falou-nos por seu filho, que sendo o resplendor de sua glória, e a IMAGEM EXPRESSA de sua pessoa. “Agora volte para a história de Roma por um momento – leia como Lentulus descreve o Salvador para o Senado Romano. Aqui ele descreve sua estatura, semblante, seus olhos, lindos cabelos esvoaçantes, sua sabedoria etc. e, finalmente, termina com o seguinte: “Um homem por sua beleza singular excede em muito todos os filhos dos homens.” Paulo diz, ele é a ” imagem expressa ” de Deus . (Eu entendo que ele diga que se parece com ele). diz alguém, este homem é unitarista! Então Paulo era, ou não o citei direito.

E Daniel, o profeta, ensina a mesma doutrina. “Eu vi em visões noturnas: e eis, um como o Filho do homem veio com as nuvens do céu, e veio ao Ancião de dias (descrito no versículo nono) e eles o trouxeram para perto dele; e foi-lhe dado domínio e glória, e um reino, que nunca seria destruído. ”Dn. 7: 13,14. Agora, todos nós admitimos que este personagem foi Jesus Cristo; pois nenhum ser na terra ou no céu jamais teve o promessa de um reino eterno senão ele. E o Ancião de dias não o deu a ele? Não seria absurdo dizer que ele o deu a si mesmo? Como, então, pode ser dito (ou provado) como é por alguns, que o Filho é o Ancião de dias; – esta passagem, e aquela no quinto Apocalipse, provam distintamente que Deus e seu Filho são duas pessoas no céu. Jesus diz: “Eu saí e vim de Deus; nem vim de mim mesmo, mas ele me enviou. “João 8:42.” Eu vim do Pai, e vim ao mundo; novamente, deixo o mundo e vou para o Pai. ”(Ele permanece no mesmo lugar?)“ Estamos confiantes, eu digo, e desejamos antes estar ausentes do corpo e presentes com o Senhor. ”Paulo.

“O testemunho das Escrituras não dá conta de outros espíritos, exceto aqueles vistos na forma de homens.” Um dos três que vieram a Abraão era o Senhor. Gen. xviii. O anjo Gabriel foi chamado de “homem Gabriel”. Danl. ix. O anjo que apareceu a Gideão foi chamado de Senhor. Acho que aqui está uma prova suficiente das Escrituras para justificar o verdadeiro crente de ainda estar procurando por um Salvador pessoal, e que Deus o Pai é uma pessoa, e se parece com Jesus e nós como ele; e Deus tem uma habitação onde habita, como as Escrituras testificam:

“E eu, João, vi a nova Jerusalém da Cidade Santa descendo de Deus do céu.”

Outro escritor do mesmo jornal compromete-se a provar que esta mesma cidade começou a aparecer; vem se desenvolvendo desde o outono de 1844. Quem viu esta cidade? Oh, ele diz, é evidente que são os santos. É possível que os santos tenham descido do céu nestes dezoito meses! Por que, não há a menor partícula de prova de que os justos mortos ainda foram arrebatados? Thes. 4:16, 17. Posso acreditar prontamente que esses dois irmãos têm sido defensores destemidos da verdade, e não duvido de sua sinceridade. Eles provaram claramente que não buscam o aplauso do mundo. Eu sinceramente espero que eles não cheguem tão longe no fogo em um lado da “rodovia” como alguns estão no “lamaçal de desanimado “por outro. A principal tarefa do Diabo agora é fazer com que o povo de Deus mude seu curso, e não importa em que lado da” estrada “eles caem. Em qualquer dos casos, ele se certificará de sua presa. Deus nos ajude a ficar vigilantes. O grande erro aqui surgiu em conseqüência de tomar o significado simbólico e rejeitar o verdadeiro. O autor do Dicionário Apocalíptico, RC Shemeall , diz: ” Cidade Santa, Jerusalém. Usado simbolicamente da atual Igreja visível; Literalmente, aquela cidadepara “cortar seu cabelo e jogá-lo fora”. Ela também é chamada de “mulher menstrual” e “chora e suspira” e “se deixa levar”. Uma “cidade tumultuada”; uma “cidade alegre”; uma “cidade alegre”. “Tu és formosa, ó meu amor, como Jerusalém.” Canções vi: 4. “Ó Jerusalém, Jerusalém, tu que matas”, & c. Agora, esta linguagem nunca poderia ser entendida, a menos que houvesse o primeiro: uma Jerusalém, povo e governo; nem poderíamos entender o que é dito da nova Jerusalém em muitos lugares, sem organização associada, como a “Sião de Deus”, “a Sião do Santo de Israel”. É um. lx: 14. “Como o reino de Deus entre os fariseus.” Lucas xvii: 21. Esta velha Jerusalém em sua segunda vinda seria o lugar para a capital de seu reino; seus discípulos os assuntos; ele é o rei deles. Como também em Daniel Viii: 13 – conectando o “Anfitrião (povo de Deus) e o santuário.” Paulo aos Gálatas diz: “Agar é o Monte Sinai na Arábia e corresponde a Jerusalém, que agora existe e está em cativeiro comseus filhos . Mas Jerusalém que está acima é livre, que é a mãe de todos nós. “Pode este testemunho ser creditado? Não” Abraão procurou uma cidade que tivesse fundações? “Paulo também diz dos peregrinos e estrangeiros sobre a terra, que eles “estavam buscando uma pátria celestial que Deus tem preparado para eles uma cidade “! Heb. XI. no pretérito; então não pode estar se desenvolvendo agora em seus santos, mas eles estão se preparando para entrar na CIDADE .

Quando John estava descrevendo a cidade em xxi. O Rev. ele disse que não viu nenhum templo lá “porque o Senhor Deus Todo-Poderoso e o Cordeiro são o seu templo.” Agora Pedro e Paulo descrevem distintamente os santos (não a cidade) vindo para este Monte Sião e Templo, o que o torna perfeito e completo. Pedro diz de sua “casa espiritual”: “Vós também, como pedras vivas, [edificai-vos ] margem .] Uma casa espiritual.” 1 animal de estimação ii: 5. Para quem vindo como a uma pedra viva. 4 v. Pois, diz o versículo sexto, eis que ponho em Sião a principal pedra angular. (Jesus.) Pedro diz a respeito deste Templo, construam . Paul diz que está crescendo . Leia como ele o descreve de maneira admirável para os efésios. “Companheiros cidadãos dos santos e da família de Deus.fundação dos apóstolos e profetas , “(ver os doze portões de João representando as doze tribos em Apocalipse xxi: 12; e os doze apóstolos do Cordeiro representando os doze fundamentos da parede, versículo 14, que envolve o todo) Jesus Cristo ele mesmo sendo a principal pedra angular, Na qual todo o edifício devidamente enquadrado CRESCE EM um templo sagrado no Senhor ; no qual também vós juntamente sois edificadospara uma habitação de Deus. Eph. 2:19, 22. Sua epístola aos hebreus mostra como eles são reunidos e onde. “Mas vós haveis vindo ao Monte Sião e à Cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial, e a um inumerável grupo de anjos; À assembleia geral e igreja dos primogênitos, que estão (inscritos – margem ) no céu ; E a Deus, o Juiz de todos, e aos espíritos dos justos aperfeiçoados, e a Jesus, o Mediador da nova Aliança. ” Agora, Paulo não descreveu distintamente para onde os santos chegarão . Oh, mas, diga você, nós já viemos. Não, não, amigo, você é muito rápido. Paulo explicará: ” Monte Sião a Cidade a Jerusalém Celestialpara a companhia inumerável de Anjos (ou Querubins) para a Igreja do primogênito e para Deus, e para Jesus “. xii: 22, 24. Agora, onde? Veja 25, 28, quando ele fala do céu. Sua voz uma vez tremeu a terra, mas agora ele está prestes a falar e abalar o céu, pelo que recebemos um reino que não pode ser movido (isto é, depois de tudo o mais ser movido), portanto, espere até que Deus fale na língua de Joel, e “rugir de Sião e proferir sua voz de Jerusalém.” Paulo mostra aos coríntios como isso acabou. Ouça-o: “Que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o Templo do Deus vivo, como Deus disse que habitarei neles e neles andarei, e serei o seu Deus e eles serão os meus pessoas.” Então Deus e Cristo e os santos imortais constituem o Templo nesta gloriosa cidade de Sião.

Tenho sido, portanto, particular ao citar as Escrituras, em resposta às perguntas propostas, para me esforçar, se possível, para dissipar algumas das densas trevas e névoa do Shakerismo, Quakerismo, Swedenborgianismo e todos os Espiritismos que agora parecem estar se estabelecendo por toda parte o mundo moral, e excluindo até a própria luz do horizonte. A meu ver, esse sistema de espiritualização, quando a palavra de Deus admite uma interpretação literal e – de acordo com a regra – a literal primeiro; é, para usar uma frase de marinheiro, como um navio tateando seu caminho para a baía de Boston à noite, em uma neve espessa com a lua cheia. Nada poderia ser mais enganoso para o marinheiro; as nuvens voando em um momento iluminam o firmamento pela finura de seu vapor, (encorajando o marinheiro a acreditar que ele agora verá o farol) no momento seguinte ele escurece, e assim continua a enganá-los, até que de repente as ondas estão rugindo ao redor deles – o navio é atirado contra as rochas – um grito geral se ergue por misericórdia! e toda esperança se foi para sempre – navios e marinheiros espalhados por toda a praia! Bom Deus! ajude-nos a ficar longe dessas interpretações espirituais de Tua palavra, onde fica tão claro que a segunda vinda e reino de Cristo será tão literal e real, como os eventos que ocorreram no primeiro Advento, agora registrados na história.

Quando o Salvador vier pela segunda vez, será com a cidade (a capital de seu reino) sentada em seu trono. Ouça-o: “Quando o filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então ele se assentará no trono de sua glória .” Matt. xxv. 31. “E a cidade não precisava do sol – porque a glória de Deus a iluminou, e o cordeiro é a sua luz.” “Mas o trono de Deus e do Cordeiro estará nele .” Apocalipse xxi: 23 e xxii: 3. Esta glória não é outra senão a cidade dourada. Quando “alguém como o filho do homem veio antes do Ancião de dias”, em Daniel, ele recebeu ” Domínio e Glória ,. “Glória, significa mundano esplendor e magnificência. O que, eu pergunto, será mais esplêndido e glorioso do que esta Cidade de Ouro posicionada a 1.500 milhas nos céus. O salmista clama em vista disso, nesta linguagem sublime: “Seja a tua glória sobre toda a terra!” E assim será; e como seu domínio é de mar a mar e dos rios até os confins da terra, então acredito que sua glória será vista desde a última fronteira. Outras visões da glória de Deus e de Cristo não destroem isso. São João conectou em um, a ” Cidade Santa , Nova Jerusalém , Tabernáculo de Deus , Noiva , Esposa do Cordeiro , descendo de Deus, do Céu para habitar com seu povo .”Prova – “E Deus enxugará de seus olhos todas as lágrimas; e não haverá mais morte, nem tristeza, nem pranto, nem haverá mais dor.” “E aquele que está sentado no trono disse: eis que faço novas todas as coisas e ele disse-me que escrevia, porque estas palavras são verdadeiras e fiéis.” Apocalipse xxi: 4, 5. Não está claro que a cidade , o rei e os santos são descritos aqui distintamente. Por que, então, toda essa gritaria sobre uma realização figurativa, enquanto vocês e o mundo estão tateando na ” tempestade de neve “.

A JERUSALÉM CELESTIAL.

Os antigos profetas olhando para o horizonte do tempo para a vinda desta cidade celestial, falam em linguagem como o seguinte: “E acontecerá que aquele que ficar em Sião e o que ficar em Jerusalém serão chamados de santo , sim, todo aquele que está escrito entre os viventes em Jerusalém . ” “Então a Lua será confundida e o Sol envergonhado quando o Senhor dos Exércitos reinar no Monte Sião e em Jerusalém – (por quê? Porque João diz que eles ‘não terão necessidade do Sol nem da Lua’) e antes de seus ancestrais gloriosamente.” Quem são eles? Noé, Abraão e os Profetas. Novamente: “Olhai para Sião, a cidade de nossas solenidades; Jerusalém é uma habitação silenciosa, um Tabernáculo que não deve ser desmontado; nenhuma de suas estacas jamais será removida. “” Exultai, cantai juntos vós, lugares desertos de Jerusalém, porque o Senhor consolou seu povo, ele redimiu Jerusalém . ” Jerusalém um louvor na terra. “Será que eles se referem à velha Jerusalém? A predição do Salvador é contra ela”, deixada desolada, “seus habitantes” levados cativo e pisado pelos gentios, até que os tempos dos gentios se cumpram. “Lucas xxi. Além disso:” Mas alegrai-vos e regozijai-vos para sempre naquilo que eu crio, eis que crio Jerusalém uma alegria e seu povo uma alegria, e Regozijar-me-ei em Jerusalém e alegria no meu povo, e nela não se ouvirá mais voz de choro, nem voz de clamor. “Isaías iv: 3; xxiv: 23; xxxiii: 20; lii: 9; lxii : 7; LXV: 18, 19. xl leia também: 1; lii: 1; lx: 14, e XXXV: 10. “Naquele tempo chamarão a Jerusalém o trono do Senhor, e todas as nações serão reunidos em não andarão mais segundo a imaginação de seu coração mau. “” Naqueles dias Judá será salvo e Jerusalémhabitará com segurança e este é o nome pelo qual ela será chamada, O Senhor Justiça Nossa . Pois assim diz o Senhor, Davi nunca vai querer que um homem se assente no trono da casa de Israel. “Jr 3:17; xxxiii: 16, 17.” O Senhor também rugirá de Sião e fará ouvir a sua voz desde Jerusalém , então Jerusalém será santa , e nenhum estranho tornará a passar por ela. ”Joel 3:16, 17.

Aqui então, em todos os casos, exceto um ou dois, o povo de Deus está conectado com a ” Sião de Deus”, ” Cidade de Deus”, ” Jerusalém que será nos últimos dias”. O salmista diz: “Coisas gloriosas se dizem de ti, ó Cidade de Deus.” lxxxvii: 3. O registro de João é: “Aquele que vencer, farei uma coluna no templo do meu Deus, e ele não mais sairá, e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade de meu Deus, (que união, e ainda, quão distinta!) que é a nova Jerusalém que desce para fora do céu, do meu Deus, e escreverei sobre ele o meu novo nome “Como poderia o Salvador ter sido mais explícita e clara. ‘A quem vencer,’ Quem Por que, o Santo;..? não o City, o Nova Jerusalém . Novamente: “Bem-aventurados os que guardam os seus mandamentos para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.” Se a cidade são os Santos, o que é isto que entra e tem direito à árvore da vida? A cidade pode entrar na cidade ? Nesse caso, reconhecemos que a cidade são os santos. Mas está escrito, os santos entram lá.

Em Apocalipse xxi: 16, diz-se que a cidade tem quatro quadrados e doze mil estádios; o comprimento, a largura e a altura são iguais. Então, de acordo com o cálculo aritmético, tem 1.500 milhas quadradas. Agora, se a cidade significa espiritualmente os santos de Deus, então, para realizar a figura, os santos devem ficar de pé, ou uns sobre os outros (de acordo com a estatura comum) um milhão e quatrocentos mil de profundidade; ou será afirmado que eles têm mil e quinhentas milhas de altura!

SANTUÁRIO.

Bem, diz um, você vai chamar esta cidade de Santuário também? Se você permitir o testemunho da Bíblia, terá que acreditar que sim, ou procurar mais diligentemente por ele neste planeta do que qualquer outra pessoa que eu já tenha ouvido falar. Mas foi provado pela maioria dos homens capazes e eruditos que é a Terra ou a Terra de Canaã. Bem, vamos olhar de novo. Mas permitam-me, antes de mais nada, recomendar ao seu aviso particular, o artigo de ORL Grosier no Day Star Extra, de 7 de fevereiro de 1846, da 37ª à 44ª página. Leia isso novamente. Em minha humilde opinião, é superior a qualquer coisa do tipo existente.

” Santuário foi o primeiro nome que o Senhor deu ao Tabernáculo, nome esse que abrange não apenas o Tabernáculo com As águas não saem do trono? e não está a árvore da vida em cada lado dela? e não é a promessa ao que vencer, darei a comer da árvore da vida que está no meio do Paraíso de Deus? Bem, continua o objetor, não sei, mas que poderia ter acreditado no seu testemunho das Escrituras sobre a cidade, mas não posso acreditar que Deus tenha tal lugar no terceiro céu, e que descerá a esta terra com um rio de água dentro ou sobre ele. Como pode acreditar então no que está vivenciando todos os dias de sua vida, no planeta em que vivemos? Enquanto ela está voando em sua órbita ao redor do Sol a uma taxa de cinquenta e oito mil milhas por hora, ela está ao mesmo tempo girando como uma bola de leste a oeste, a uma taxa de seiscentas milhas por hora, em seu movimento diurno ou diário,

Como citamos antes, Moisés diz que um rio saiu do Éden para regar o Jardim e se tornou em quatro braços. Gn 2:10, 14. Agora, voltemos à profecia de Ezequiel para uma visão correspondente, como “pela boca de duas ou três testemunhas, toda palavra será confirmada”. No capítulo 43, versículos 1 e 7, ele testifica que isso está de acordo com a visão que ele teve junto ao rio Quebar vinte anos antes, (citado anteriormente). Aqui ele vê a Glória de Deus no lado leste do Santuário , (onde Moisés disse que a espada flamejante e os querubins eram), e sua “voz como o ruído de muitas águas, dizendo-lhe que a casa de Israel nunca mais profanará o nome de Deus”. Depois, no capítulo 47, versos 1 e 5: “Ele me levou novamente até a porta da casa, e eis que as águas corriam sob o limiar da casa para o leste – (observe como é particular mencionar o “lado leste”) – pois a frente da casa ficava para o leste, e as águas desceram de baixomostrando os quatro lados exatamente como o modelo antigo no deserto, e então diz que o Santuário estará no meio dele. Do versículo 30 ao 35, ele descreve a parede e os portões como João faz em Apocalipse xxi: 13, e conclui sua profecia com estas palavras: “E o nome da cidade daquele dia será, o Senhor está lá. ” Agora, deixe o velho profeta Isaías testificar o que ele viu: “Olhe paraSião, a cidade de nossas solenidades, teus olhos verão Jerusalém, uma habitação silenciosa, um Tabernáculo que não será derrubado; nenhuma das suas estacas será jamais removida, nem nenhuma das suas cordas será quebrada. Mas lá o Senhor glorioso será para nós um lugar de rios largos e riachos , onde nenhuma galera com remos, nem navios galantes passarão por ela. “Xxxiii: 20, 21.

O salmista diz, “não é um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o lugar santo do tabernáculo do Altíssimo Deus está no meio dela.” -46: 4, diz 5. Jeremias, ” Um glorioso trono alto desde o início é o lugar do nosso santuário . ” xvii: 12. O salmista responde: “Pois ele olhou desde as alturas do seu santuário ; do céu o Senhor viu a terra.” cii: 19. (Se ele tivesse dito santuário em vez de terra, não teríamos sido facilmente movidos de nossa exposição anterior.) “O Senhor está em seu santo templo, o trono do Senhor está nos céus.” xi: 4. Paulo diz aos hebreus: “Temos um tal sumo sacerdote, que está colocado à direita do trono da majestade, um ministro do santuário e do verdadeiro Tabernáculo, que o Senhor fundou, e não o homem. “Hb. viii: 1, 2.” Pois as coisas invisíveis Dele, desde a criação do mundo, são claramente vistas, sendo compreendidas pelo coisas que são feitas . “Rm 1:20. Paulo diz aos hebreus como eles podem entender essas coisas invisíveis , que ele diz serem vistas claramente . Veja VIII. c., 5 V.” Sombra das coisas celestiais. ” (diz ele) “para que faças todas as coisas conforme o modelo que te foi mostrado no monte.” Agora, então, sempre que quisermos entender sobre o santuário celestial, devemos nos voltar para a descrição de Moisés do santuário no deserto, que ele fez segundo o modelo que Deus lhe deu; que Paulo diz serem sombras das coisas celestiais. Como um homem ousará (em face de todo esse testemunho inspirado) estar aqui na terra de Deus, e afirmar que o santuário celestial com tudo o que diz respeito a ele é uma FIGURA, e espiritualizar isso. Seria dez mil vezes mais fácil para ele espiritualizar o antigo Tabernáculo e o Templo de Salomão, vendo aquele que está por vir ultrapassa em muito o templo de Salomão ou Neemias, (embora seja permitido que nada na terra os exceda) como o mais esplêndido palácio do rei, a guarita de sua guarda. Muito mais seguro seria para ele ensinar que as rochas nunca foram rasgadas, ou ao passar pelas ruas à tarde e ver a sombra dos prédios, insistir que as sombras são reais, mas os prédios, que projetam as sombras, eram espirituais. Tal doutrina deve ser classificada com o maometanismo e o jesuitismo, exceto seu espírito demoníaco; vem do “abismo e irá para a perdição: e os que habitam na terra ficarão maravilhados”. Rev. xvii: 8.santuário . Ezequiel diz em seu capítulo 37, onde Deus prometeu seu espírito e vida a toda a casa de Israel: “Além disso, farei uma aliança de paz com eles; será uma aliança eterna com eles, e os colocarei e multiplica-os, e porei o meu santuário no meio deles para sempre; também o meu tabernáculo estará com eles: sim, eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. E os gentios saberão que eu, o Senhor, santifico a Israel , quando o meu santuário estiver no meio deles para sempre. ” 26-28 v. Agora, aqui está a sagrada promessa de Deus de que seu santuário estará no meio de seu povo ; e eu tenho já citou seu 48º cap. 10 v. Onde ele diz que quando o anjo tinha “medido a terra vinte e cinco mil canas de comprimento e dez mil de largura”, disse, “e o santuáriodo Senhor estará no meio deles. “Agora será insistido que a terra, ou seu povo, é o santuário; antes, submetamo-nos ao testemunho das Escrituras. Na última noite do ministério de nosso Salvador aqui na terra, na companhia de seus discípulos, quando tudo o mais havia falhado em despertá-los, ele, para vivificar seus espíritos abatidos, diz: “Não se turbe o vosso coração: credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu pai há muitos casarões: se não fosse assim, eu teria te contado; e se eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que onde eu estiver, vós também estejais. “João xiv: 1, 3. Acho que agora provei por autoridade inquestionável, que este santuário celestial é o mesmo lugar com mansõesque ele tem preparado, e de acordo com sua promessa está vindo agora para receber seus santos. Mas que afinal não haja uma falha aqui. “O céu e a terra passarão, mas a minha palavra não passará.” Tendo um testemunho como este, nos regozijamos na “esperança da glória que há de ser revelada”.

“Até dois mil e trezentos dias então o santuário será purificado.” Dan. viii: 14.

Este, então, eu entendo, é o mesmo ” santuário celestial , a Nova Jerusalém , o Paraíso de Deusque esta bola terrestre que habitamos está continuamente voando pelas regiões do espaço ilimitado, na mesma direção de todos os outros planetas, vistos ou conhecidos no sistema solar? Pense que este pequeno grão de terra é o única coisa que está contaminada, entre os milhões e miríades de mundos que cravejam o diadema do espaço? Dizem que as “estrelas não são puras aos seus olhos”. “Sim, os céus não estão limpos aos seus olhos.” Trabalho xv: 15; xxv: 5. Não era o santuário na terra que o sumo sacerdote purificava no décimo dia do sétimo mês de cada ano, um modelo da verdade? Paulo não nos diz que Jesus, nosso sumo sacerdote, entrou no verdadeiro santuário , no próprio céu? Veja Heb. ix: 12,24; e viii: 1, 2. Então, nosso sumo sacerdote não está no lugar adequado para “limpar o santuário?” Não consigo ver como o padrão ou tipo pode aparecer de qualquer outra forma. Como então pode a terra (como um na voz da verdade, e muitos outros escritores dizem) ser o santuário; enquanto os espiritualizadores estão dizendo que são os santos. Ó Senhor, dê-nos a verdade!

A prova mais forte já apresentada para provar que a terra ou Canaã era o santuário , é encontrada em Êxodo 17: 17. Agora, que lugar é este que o Senhor fez para habitar? A resposta é: “no santuário, ó Senhor, que as tuas mãos estabeleceram”. Paulo diz que este santuário está nos céus que o Senhor fundou e não o homem. Heb. viii: 1, 2. A única outra passagem para prova da terra é Salmos lxxviii: 54, os quais vão para fortalecer o testemunho antes aduzido. “E ele os trouxe até a fronteira do seu santuário, até esta montanha que sua destra havia comprado.” Ele em algum dos textos diz que a montanha é o santuário? Se eu posso entendê-lo, ele diz que a montanha é a fronteirade seu santuário; assim como Ezequiel mostrou onde seu guia mediu a terra, e então disse que o santuário do Senhor deveria estar no meio dela. Agora, a palavra santuário é mencionada mais de setenta vezes na Bíblia, e todas elas, – com apenas algumas exceções, representam uma morada, um edifício. O salmista diz que o “Senhor olhou desde o seu santuário, desde o céu até a terra.” Não para seu santuário. Mas vamos ver o que Daniel e o anjo Gabriel chamaram de santuário. Dan. viii: 10-12. Não está claro aqui que o papado tirou o diário (isto é, o paganismo destruído) por meio de armas ou exércitos que estavam por sua parte (ou lado do papado) —xi: 31. Tirar seu santuário ou poluí-lo é o mesmo; pois seria absurdo dizer que a terrafoi tirado, (11 v.) ou que por esta transação a terra estava agora poluída – xi: 31. Agora leia IX: 17, 19. Daniel não está orando pela restauração da velha Jerusalém, a cidade e santuário (o templo onde o povo de Deus adorava) que havia sido desolada, queimada , pelo exército do rei da Babilônia, cerca de setenta anos antes ? (ver Jer. lii: 12, 14) e permaneceu um distrito queimado até a ordem de Ciro a Esdras, e depois a Neemias, para construir o templo e a cidade. Agora, em resposta a esta oração, Deus imediatamente despachou o anjo Gabriel da corte do céu, para dar a Daniel “habilidade e compreensão” – 22d v. No versículo 26, ele informa que o Messias será exterminado (crucifique o Salvador) e o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade e o santuário. Como isso foi feito? Josefo, que foi testemunha ocular e historiador, nos informa que Tito, filho de Vespasiano, o imperador de Roma, por volta de 70 DC (quinhentos e sessenta anos após o templo e a cidade terem sido reconstruídos por Neemias) veio com seu poderoso exército romano e tomou Jerusalém, e queimou a cidade e o templo (o santuário) e foi logo depois “arado como um campo” (Miquéias 3:12) “e nem pedra sobre pedra”. Essa, então, era a própria circunstância, Príncipe e povo, a que o anjo Gabriel aludia. Acredito que ninguém se compromete a contestar esse ponto.

Agora aprendemos com isso, que as instruções do anjo Gabriel do céu em resposta à oração de Daniel foram, que era o Templo na cidade da velha Jerusalém , que é o padrão ou figura, ou como Paulo diz “responde ao novo, que está acima, que é a mãe de todos nós. ” Pode algo ser mais claro e explícito do que este é o santuário a ser purificado, “até dois mil e trezentos dias”.

No versículo 11, ele diz: “O cotidiano foi tirado (isto é, o Paganismo) e o lugar do seu santuário lançado fora”. Quão claro é que este santuário perverso (onde ídolos e demônios eram adorados) era um edifício destruído. Como eles poderiam lançar a terra por terra? (12 v.) E (este mesmo papado) lançou a verdade por terra, de forma que a terra não foi destruída; prova clara de que não era o santuário. Bem, mas não acreditamos que Deus jamais limpará o santuário perverso do paganismo.

O santuário deve ser purificado (tornado santo) e os santos também; pois São João diz: “nada impuro ou profano entrará ali”. Então, antes que os santos possam entrar no santuário será purificado, não pelo fogo, mas pelo sangue, (por favor, siga o padrão). Agora ainda será dito que a terra é o santuário? Pode qualquer prova ser aduzida de que a terra deve ser queimada até depois que a imortalidade seja dada aos santos? Basta olhar para Zach. xiv. capítulo; aqui ele nos mostra que os ímpios serão punidos depois de ” Jerusalém(o santuário) será habitado com segurança “(versículos 11 e 12 em diante;) e antes disso, no versículo 8 ao 11, ele nos mostrou que a terra se tornará uma planície; os versículos 8 e 9 mostram quem o faz e como se realiza; e depois do santuário, Jerusalém, como se fosse entendido que isso foi feito com o propósito expresso de fazer um alicerce para o edifício. Aqui, eu acho que qualquer um pode ver, que a fronteira deste santuário celestial se estenderá ao “monte de sua herança” (Êxodo xv: 17; Sl. lxxviii: 54) e esta planície para a localização e as paredes do santuário se tornarão limpas e puras. a purificação da terra receberá, até depois da “grande batalha do Deus Todo-Poderoso”. Então, se a terra é o santuário, O povo de Deus não precisa ter problemas aqui com a purificação, pois eles terão essa obra a fazer na imortalidade; mas acreditamos que o trabalho agora está sendo realizado. Novamente, “por quanto tempo o santuário e o anfitrião serão pisoteados”. Jesus disse que a velha “Jerusalém deve ser pisada pelos gentios até que os tempos dos gentios se cumpram”. Mas é ridículo acreditar que o santuário celestial seja “pisoteado”. É mais assim do que acreditar no que São Paulo nos diz, a respeito do Sumo Sacerdote desses “lugares celestiais” nos céus. Veja Heb. x: 29. “De quanto mais dolorosa punição suponha vós, será considerado digno aquele que pisou o Filho de Deus, e contou o sangue da aliança com que foi santificado, uma coisa profana. “Assim, podemos ver de acordo com a exposição de Paulo, se pisaram o mestre sob os pés, quanto mais o edifício e a casa (” o santuário e host. “) Nos versos anteriores é explicado; apenas leia os versículos 10, 11 e 12; o poder papal de Roma, a abominação que desolou, lançando algumas das hostes e estrelas no chão e pisando nelas; também derrubar o santuário e a verdade por terra, por influência satânica – isso é pisar, conectado com o qual estão todas as outras influências anticristãs ímpias operando contra ele, que deve ser eliminado: assim como o sumo sacerdote aqui na terra limpava o padrão uma vez por ano, que nunca foi literalmente pisado por ninguém além de si mesmo enquanto no ato de purificá-lo.

O anjo não respondeu à pergunta sobre o anfitrião no versículo 13, mas Gabriel em sua segunda visita mostrou a Daniel que setenta semanas foram determinadas para seu povo, deixando 1810 anos a mais para serem explicados em sua terceira e última visita a ele. Veja x: 14; “Agora vim (para quê?) Para te fazer compreender o que acontecerá ao teu povo nos últimos dias.” Por favor, leia até o final do décimo segundo capítulo e veja quão fielmente ele descreveu o anfitrião (o povo santo) e um vestido de linho (o Senhor Jesus; ver x: 21) de cima das águas do rio com o seu mãos levantadas ao céu, jurando por aquele que vive para sempre que todas essas maravilhas, (incluindo a ressurreição no versículo 2d) serão concluídas quando ele, (significando os poderes anticristãos que são conduzidos e estimulados pelo “príncipe do poder de o ar, e se eles passarem e resistirem a toda esta provação ardente e chegarem aos 1335 dias, eles serão abençoados e então serão libertados de um tempo de angústia como nunca houve desde que existiu uma nação. Assim, eu acho, o anjo descreveu como pisotear o exército, e parece-me que toda essa disciplina severa é para prepará-los para entrar na cidade sagrada, pois um anjo clamando com uma voz poderosa mostrou-lhes que eles foram na companhia de demônios, espíritos imundos e todos os pássaros impuros e odiosos; e outra voz diz, sai dela povo meu, para e se eles passarem e resistirem a toda esta provação ardente e chegarem aos 1335 dias, eles serão abençoados e então serão libertados de um tempo de angústia como nunca houve desde que existiu uma nação. Assim, eu acho, o anjo descreveu como pisotear o exército, e parece-me que toda essa disciplina severa é para prepará-los para entrar na cidade sagrada, pois um anjo clamando com uma voz poderosa mostrou-lhes que eles foram em companhia de demônios, espíritos imundos e todos os pássaros impuros e odiosos; e outra voz diz, sai dela povo meu, para e parece-me que toda essa disciplina severa é para prepará-los para entrar na cidade sagrada, pois um anjo clamando com voz poderosa mostrou-lhes que eles estiveram em companhia de demônios, espíritos imundos e toda ave impura e odiosa; e outra voz diz, sai dela povo meu, para e parece-me que toda essa disciplina severa é para prepará-los para entrar na cidade sagrada, pois um anjo clamando com voz poderosa mostrou-lhes que eles estiveram em companhia de demônios, espíritos imundos e todos os pássaros impuros e odiosos; e outra voz diz, sai dela povo meu, paratodas as nações beberam do vinho da ira de sua fornicação. Rev. xviii: 2, 4. E o veneno operou a uma extensão tão alarmante que confundiu a habilidade de todos os Doutores da Divindade no universo, e apesar de todas as suas pregações, jejuns e orações, com a ajuda de os princípios do rebanho, a fome profetizada pelo Profeta Amós, caiu sobre eles. Quão terrivelmente o descreve: “Vagando de mar a mar, e de norte a leste, correndo de um lado para outro em busca da palavra do Senhor e não a encontrará.” Deus nunca chamou seu povo de qualquer outro lugar que não as igrejas; se toda a verdade, a carne na devida estação tivesse sido dada e recebida ali, e o copo venenoso de Babilônia rejeitado, então haveria não houve severidade na disciplina de seus membros. O manuseio da palavra de Deus de maneira enganosa (pois não se admitiria dizer de homens eruditos, por ignorância) conduziu o mundo professado a este labirinto; e os homens agora estão sendo ridicularizados e ridicularizados, não apenas porque eles acreditam e estão esperando que o próprio Senhor desça do céu, porque eles agora estão enviando suas epístolas para (como eles pensam) iluminar seus irmãos e amigos sobre a vinda de Cristo nas “nuvens do céu”, inscrevendo-se “seu, não mais olhando para o céu”; “seu, nas nuvens do céu — encontrando o Senhor nos ares;” enquanto outro no acampamento do Shaker em NH, está gritando e se alegrando por ter encontrado o Monte Sião, (significando, é claro, a cidade sagrada) e que os alemães da Europa estão se reunindo nela; enquanto outro, de outro quadrante, (como eu entendo de pé na “ampla plataforma”) tentou provar que os poderes dos céus foram abalados, e o sinal do Filho do homem no céu foi visto; e outro dizendo que “Deus está tanto em um lugar quanto em outro!” enquanto outro está gritando Aleluia, porque ele acredita que é muito claro que os “santos são a cidade sagrada “; e outro ainda se inscreve como “seu, no reino”. Oh, diz alguém, como essas coisas são alarmantes! eles se parecem com os ” tempos perigosos“São Paulo descreveu a Timóteo para os” últimos dias. “2 Timóteo 3: 4, 5. Jesus também, em Mateus, xxiv: 24. Eu gostaria que os bons ministros ensinassem a eles a sã doutrina; o grande problema seria averiguar em que denominação encontrá-los, pois tenho mentido diante de mim o credo de uma professa igreja ortodoxa de £ 1844, ( opinião correta, crença verdadeira ) deste lugar iluminado, assinado por seus dois ministros e cento e quarenta e sete membros , (um deles um ministro em New-Bedford com um rebanho semelhante) que dizem em seu quinto artigo: “Eu acredito que Cristo veio estabelecer o reino dos céus na terra, queé a igreja visível. “Agora, todas as provas que eles oferecem, as Escrituras são as seguintes:” E eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja; e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. “” E ele reinará sobre a casa de Jacó para sempre; e, do seu reino, não haverá fim. ”Mateus 16:18; Lucas 1:33. Agora, se há uma partícula de prova dessas duas passagens, que Cristo estabeleceu seu reino aqui, e esse reino é o igreja, então eu confesso que não entendo inglês. No segundo artigo, a única prova aduzida para “e Todo-Poderoso Salvador” é Hebreus xvii: 25. Suas portas estão abertas para os membros, mas eles devem concordar com este credo. Por que continuar a orar ” VENHA O TEU REINO? “Desejo ser claramente compreendido, que não quero dizer nada desagradável. Estou apenas declarando a verdade em nome da” palavra de Deus “, pois acredito que todas as igrejas nominais neste lugar, (e todas elas professam ser direito) estão sustentando os mesmos erros antibíblicos ou semelhantes que desviaram o mundo ao seu redor, não porque sejam mais ignorantes do que em outros lugares, pois creio que, para inteligência geral, eles serão comparados com qualquer lugar de seus números no globo habitável. Os ministros também, com uma exceção, creio eu, são todos criados em faculdades. E este credo, lembre-se, é o mais moderno e modesto de todos no lugar, pois creio que é a moda agora, quando a igreja foi remodelada para remodela o credo também, não importa o quão ortodoxoera antes, existem várias maneiras de entender as escrituras, mas quando o credo é publicado, todos os membros, velhos e jovens, devem concordar com a verdade dele como seu padrão, até que alguém, mais hábil neste negócio, propõe uma alteração. Que burlesco sobre a verdade imutável do grande eterno! Por que seguir os passos do papado para atrapalhar a mente? Por que não exigir uma regra para conseguir dinheiro? Então se nósestão destituídos da verdadeira luz da palavra de Deus neste lugar iluminado, onde em nome do Senhor, em qualquer outra aldeia ou cidade, pode ser encontrada? Deus disse que “a luz é semeada para os justos” e “aos retos nasce luz nas trevas”. Salmos. Mas devo continuar – demorei muito mais tempo neste lamentável quadro do que pretendia e, no entanto, mal comecei.

Desejo aqui fazer algumas perguntas sobre um dos maiores erros que o mundo já abraçou, estabelecido pela primeira vez pelo Papa Gregório em 603 DC. Refiro-me à mudança do sétimo dia de Deus, o sábado, (pois é puro sofisma chamá-lo de Judeus sabá, como Jesus nosso divino Senhor diz “foi feito para o homem”) até o primeiro dia da semana.

Paulo diz: “Portanto, resta a guarda do sábado para o povo de Deus”. Isaías nos mostra que nos Novos Céus e na Nova Terra toda carne deve guardar o “sábado”. Algum leitor da Bíblia acredita que isso será em qualquer outro dia diferente do que Deus ordenou. Deixe-nos olhar nos padrões e sombras da verdade. Heb. viii: 5; ix. e x: 1. A verdade não está no estado eterno? Você pensa que Deus mudará a verdade para responder ao padrão do papado, que tem sido o que mais desolou o mundo? Toda mente sincera diz não! O que nós devemos fazer então? Deus vai nos dizer. “Seis dias trabalharás e farás todo o teu trabalho, mas o SÉTIMO É O SÁBADO do Senhor teu Deus; (talvez o ministro lhe diga que ele se referia ao sábado judaico – não acredite nele nem em qualquer outro; eles podem prová-lo pela Bíblia) nele você não fará qualquer trabalho; ” “portanto o Senhor abençoou o dia de sábado e o santificou”. Exod. xx. Por que todo esse arranjo caro para “construir o Tabernáculo e depois o Templo?” Responder, era para colocar a Arca. 2 Sam. 2-7. Ouça David 1 Crô. xvii: 2, 12. O que era a Arca? Um pequeno baú no qual estava uma relíquia preciosa; os mandamentos de Deus; seu testemunho ao homem; (veja Êxodo xxv: 10, 12) como é guardado noite e dia por Querubins. Quais são esses mandamentos para nós? Aqueles que os guardam devem “entrar na cidade pelas portas”. Apocalipse xxii: 14. Você dirá então que o quarto mandamento foi abolido? Em caso afirmativo, cite-nos o capítulo e o versículo. Eu digo que não pode ser encontrado dentro das pálpebras da Bíblia. Você vai responder dizendo que o primeiro dia é o sábado, ou que ele alguma vez foi guardado por Jesus ou seus apóstolos como um dia separado para o culto religioso; em caso afirmativo, onde está o texto? Eu desafio o mundo a produzi-lo! Se não puder ser encontrado, por que violar ainda este mandamento sagrado de Deus e rejeitar toda a luz que é lançada em seu caminho? Deus terá alguns para guardar seus mandamentos, se for apenas “um da cidade e dois da família”. Jer. Alguns se esforçam para limpar sua consciência, dizendo que não há sábado para ser guardado. Isso, para mim, parece infidelidade.

Eu declarei que um escritor afirmou que os poderes do Céu foram abalados e o sinal do Filho do homem foi visto. Gosto muito de seu argumento sobre o dia 24 de Mateus, até que ele comece a provar o que nenhum de nós ainda viu ou ouviu. Se for assim, por que continuar a dizer que “o coração dos homens desfalece de medo e de cuidar das coisas que virão à terra”. Jesus não diz que eles estarão procurando -o , mas, em seguida, eles verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, quando eles têm visto os sinais anteriores. Que argumentos ainda não foram apresentados que alarmarão tanto os laodiceanos igreja, e escarnecedor, para cumprir. É um. lx: 14 e Apocalipse iii: 9. Parece-me que nada menos que a voz de Deus fará isso. Então, eu acho, o sábio entenderá e obterá sua bênção, como em Dan. xii: 12; então eles voltarão e discernirão entre os justos e os ímpios; então eles serão encontrados com o mundo, no tempo de angústia de Daniel; eles então terão passado pela “prova de fogo” e o anjo selador terá feito sua última obra. Este, ao que me parece, será o tempo em que Deus rugirá de Sião e dará sua voz de Jerusalém — e os céus e a terra estremecerão; então Jerusalém será santa. Joel 3:16, 17. Ele então será limpo de toda impureza. Isso, eu acho, será o abalo dos poderes do céu, pois então o povo de Deus saberáque ele habita em Sião (versículo 17) não no acampamento do Shaker, mas em seu Santuário Celestial, e então aparecerá o “Sinal do Filho do Homem no Céu”, a “Santa Jerusalém descendo do Céu de Deus, tendo a glória de Deus; E sua luz era como uma pedra preciosa, sim, como uma pedra de jaspar clara como o cristal. ” Não tenho a menor dúvida de que será visto exatamente como ele o descreveu. A glória e o esplendor daquela visão iluminarão tanto os céus em seu curso majestoso desde os céus abertos, que não teremos mais necessidade do telescópio; mas na linguagem do nosso adorável Senhor que vem, exclame “Eu vejo o céu abertoe os Anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem “! Este, eu acho, será o Sinal do Filho do Homem no Céu. Uma visão telescópica da estrela ardente e brilhante Sirius, no sudeste do cinturão de Orion , nos céus do sudoeste, no início da noite, dará uma visão tênue da descrição acima.

São João viu esta cidade suspensa no ar, portanto ele teve uma visão clara de seus doze fundamentos e os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro, e os doze portões, e os nomes escritos neles, que são os nomes dos doze tribos dos filhos de Israel. “E ele mediu a parede cento e quarenta e quatro côvados”, duzentos e sessenta e dois pés e meio, e estavam cravejados com todos os tipos de pedras preciosas e diamantes das entranhas da terra, enquanto os portões eram adornada com os tesouros do oceano. Agora, esta bela descrição da cidade é dada no capítulo vinte e um, dos versículos 16 ao 18 e 21. Devemos mantê-lo distinto das paredes. Ele diz que mede quatro metros quadrados e mede doze mil estádios. Esta soma, dividida por oito estádios, que perfazem uma milha, ficaria assim: 8/12000 – mil e quinhentas milhas quadradas ou sete milhões novecentos e vinte mil pés em seis lados (sendo uma forma cúbica). tamanho desta Cidade de Ouro, somos de uma vez quase oprimido com a visão de suas dimensões. Mil e quinhentas milhas de altura, comprimento e largura! No versículo dezessete, ele fornece apenas uma maneira de medir a parede, que é sua altura. Se ele tivesse se comprometido a entregar o conteúdo da cidade pela mesma regra, ele teria medido o muro.

Então não temos mais nada a fazer ao fazer um cálculo aritmético, mas seguir a descrição do apóstolo. Jesus disse, na casa de meu Pai há muitas moradas. Agora, permitindo doze pés entre as juntas para uma história, estes sete milhões novecentos e vinte mil pés quadrados dariam seiscentos e sessenta mil histórias, doze pés de altura, (Ezequiel xl: 7) e mil e quinhentas milhas quadradas, quatrocentos e quarenta histórias a uma milha: o que equivaleria a 990.000.000, novecentos e noventa milhões de milhas quadradas em uma superfície plana, doze pés de altura – igual às milhas quadradas contidas em cinco mundos como este, (que é apenas cento e noventa – nove milhões quinhentos e doze mil milhas quadradas), e setenta vezes mais extensa do que o continente da América.Ezequiel ; “lugares”, – John ; ou “mansões” – Jesus . Calcula-se que haja 900.000.000 – novecentos milhões de habitantes agora na Terra. A Bíblia nos informa que houve apenas um, seis mil anos atrás. Admita que havia novecentos milhões no início da criação, e este número tinha morrido a cada trinta anos por duzentas gerações, seu número total seria apenas 180.000.000.000 – cento e oitenta mil milhões, um pouco mais de um terço das mansões neste edifício; quatrocentos e oitenta e quatro para cada ser humano agora na terra. Certamente, isso parece uma “entrada abundante” no reino eterno. Sim, dizem muitos, vejo que há espaço em abundância para cada corpo! O apóstolo nos diz quem eles são. Elediz: “De modo algum entrará nela coisa alguma que contamine, nem tudo que pratica abominação ou faz mentira; mas os que estão escritos no livro da vida do Cordeiro.” Esta então é a espaçosa e gloriosa ” cidade dourada “; a “Nova Jerusalém;” o “Santuário celestial”; a “Noiva, a Esposa do Cordeiro”; a “Mãe de todos nós”; o “Paraíso de Deus”; a capital do reino ETERNO do nosso Senhor vindouro , que agora está prestes a descer do “terceiro céu” pelo caminho da porta aberta, descendo pela “espada flamejante” de Órion. Ó, vamos ver se estamos todos prontos para entrar nesta cidade celestial.

Deixe uma resposta