Pastor presidente da ACP (Associação Central Paranaense) renunciou depois de vazamento de fotos e vídeos que comprovaram caso extraconjugal homoafetivo







Segundo “live” transmitida pelo canal “Leandro Muito Love”, do Youtube, Paulo Machado, que foi presidente na ACP (Associação Central do Paranaense) por apenas 7 meses, teria dewixado o cargo depois de supostamente se ver forçado a renunciar a função por conta do vazamentos de fotos e vídeos que comprovariam um relacionamento homoafetivo que ele mantinha.

Paulo Machado –Formado em Teologia pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP) começou seu trabalho ministerial na região ocidental do Rio Grande do Sul, mais especificamente como líder espiritual nas congregações adventistas do município de Restinga Seca e adjacências. Logo depois começou a atuar com crianças e adolescentes como capelão do Colégio Adventista do bairro Estreito, em Florianópolis. Ainda em Santa Catarina, Paulo Machado atuou como pastor nos distritos de Porto da União, Joinville e Tubarão quando em 2008 foi chamado para ser o líder Jovem da Associação Mineira Sul, com sede em Juiz de Fora (MG). Em 2012 veio ao Paraná para atuar como diretor do Ministério Pessoal, Escola Sabatina e Ação Solidária Adventista (ASA) da Associação Central Paranaense e após cinco meses já se tornou secretário da instituição. Entre 2013 e 2014 também liderou o Departamento de Comunicação da ACP e a Rádio Novo Tempo de Curitiba (106.5 FM). Em novembro de 2020 foi nomeado presidente da ACP.”

Fonte: http://acp.adventistas.org/blog/lider/paulo-machado-2/

Deixe um comentário