Falsa liberdade religiosa trouxe todo tipo de espírito imundo para dentro da IASD




Irmão Elias Joanã comenta sonho em que três espíritos imundos semelhantes a rãs (espiritismo, catolicismo e protestantismo apostatado) se unem ao poder poder político para perseguir o povo remanescente, que permanece fiel a Deus apesar da liderança da IASD também se juntar a eles, tendo uma suposta “liberdade religiosa” como pretexto. Esses líderes que promovem parcerias com a bruxaria, feitiçaria, espiritismo, catolicismo, e com o Estado, são “jesuítas disfarçados de pastores”.

Mais uma vez, cumpre-se a Palavra: “Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes. E Deus escolheu as coisas insignificantes do mundo; e as desprezadas, e aqueles que não são, para reduzir a nada as que são” (1 Coríntios 1:27,28).

Pregação nas ruas: Irmãos leigos em ação!
















Veja também:

No Brasil, adventistas defendem candomblé, macumba e espiritualismo africano

Ganoune Diop: O infiltrado pelo Papa esteve no Unasp e região

8 comentários em “Falsa liberdade religiosa trouxe todo tipo de espírito imundo para dentro da IASD”

  1. Sim, Hermano, com certeza eles são livres para pregar e professarem o que quiserem.
    Assim como terraplanistas e afins. A liberdade inclui a todos. Só lamento o opróbrio que esse tipo de apresentação dos vídeos traz para o evangelho. Sinto pelos irmãos que se colocam nessa situação.

  2. Pluralismo religioso é a liberdade para todas as religiões cultuarem o seu Deus ou os seus deuses. Exercerem seus rituais, sem serem cerceados por pessoas que condenam sua cultura, suas tradições. Antes de liberdade religiosa, é preciso ter liberdade de consciência. infelizmente essa irmã não entendeu o que é liberdade, muito menos o que é a liberdade religiosa. Mas é reflexo do rombo educacional no Brasil, pouca leitura, pouca capacidade de interpretação, pobreza de argumentos e uma visão contraditória, pois se o outro não tiver a liberdade de expressar sua crença e efetivar seu culto, com que direito vou cultuar meu Deus e expressar a minha crença? o Direito de crer, ou não crer, é o mesmo para todos. ou não é direito, é privilégio. Sou mais santo do que tu… e nesse espirito, condenarei a eterna separaçao meu irmao kardecista, hinduista, budista, umbandista, católico ou ex -adventista, por compreender que o Direito deve beneficiar somente a mim e a quem concorda comigo. aos outros, a discriminação, o silêncio, a exclusão, o ataque, a satanização. APROXIMAR HORIZONTES, perspectivas e aprender a dialogar, comunicação não violenta- é a base e expressão do amor de Cristo.

    1. Liberdade é livre-arbítrio.
      Ninguém nunca viu na Bíblia Jesus atacando as religiões, mas nunca deixou de falar claramente que só existe um Deus verdadeiro e um Salvador.

      Essa é a obrigação de todo aquele que se diz fiel a Deus, falar a verdade, sem medo das consequências. Falar que só existe um Caminho que é Jesus. Portanto, não existe Maria, nem Maomé, Alan Kardec ou Buda.
      O problema é que hoje, o povo quer ouvir somente o que lhe agrada os ouvidos, e os pegadores teem medo da reação do povo.

      Por que vocês acham que os apóstolos e os reformadores foram assassinados? Porque não sabiam colocar suas falas? Em qualquer tempo, em qualquer geração, aquele que pregar o verdadeiro Evangelho será odiado, perseguido, desprezado até por seus “irmãos” da Igreja.
      Esse ódio que as pessoas nutrem contra aquele que fala a verdade, é ódio contra a Palavra de Deus, pois não foi o pregador que escreveu a Bíblia, foi o Espírito Santo. Portanto, o ódio deles é contra o Espirito Santo, contra Deus, e Ele sabe disso.

      Abraço.

  3. Por favor, ninguém conseguiu até hoje PROVAR essa tal infiltração jesuíta. Liberdade religiosa é para TODOS, não só para adventistas. Temos o direito e dever de pregar nossa mensagem, mas as pessoas são LIVRES para professarem o que quiserem. Apoio o trabalho de Liberdade Religiosa promovido pela Igreja, e sou contra esse tipo de pregação que utiliza imagens anacrônicas de supostos profetas bíblicos, com roupas descontextualizadas e pregações alarmistas, que mais afastam que aproximam as pessoas do evangelho.

    1. A “liberdade religiosa” que o irmão defende, deve incluir evidentemente também a liberdade para “esse tipo de pregação que utiliza imagens anacrônicas de supostos profetas bíblicos, com roupas descontextualizadas e pregações alarmistas”. Afinal, como o irmão mesmo disse, “as pessoas são LIVRES para professarem o que quiserem”.

      1. E, qual é a pregação que os senhores puritanos estão fazendo???!!!
        Onde estão fazendo suas pregações???!!!
        Quantos estão sendo “convertidos” aos seus redis???!!!
        E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim. Mateus 24:14
        Em quantas nações os senhores puritanos já pregaram o evangelho???!!!
        Se depender dos senhores puritanos pregarem o evangelho será que Mat 24:14 se cumprirá???!!!

        1. A pregação nas igrejas, nos convites para estudos bíblicos, no testemunho pessoal (face a face), na difusão da pregação pelas redes sociais, na TV que potencializa o alcance da mensagem, etc. São vários os meios. Mas lamento por aqueles que acham que, simulando roupas dos tempos bíblicos e usando alto falantes nas praças, acham que trazem algum impacto na vida das pessoas. O impacto que trazem é opróbrio à mensagem do evangelho.

          1. O que eu tenho visto é que esses puritanos que só sabem atacar quem faz alguma coisa, mesmo que não seja de forma politicamente correta, não estão fazendo nada para o cumprimento de Mateus 24:14.

Deixe um comentário