Por que Não frequento mais a Igreja Adventista

Nasci e cresci na igreja católica, e aos 25 anos me tornei adventista. Freqüentei a igreja de Moema por 9 anos e também a Nova Semente por 1 ano, mas me decepcionei muito com a igreja., e deixei de freqüentar há 2 anos. Hoje costumo visitar a igreja Batista, não por concordar com a doutrina, mas porque as vezes sinto necessidade de ir à igreja, e me sinto bem na Batista. Não faço questão de ser membro, porque estou cada vez mais convencida de que o relacionamento pessoal com Jesus vale muito mais do que frequentar esta ou aquela igreja.

A igreja adventista arrogantemente se intitula de “igreja verdadeira”, mas na verdade pratica as mesmas coisas que dizem condenar em outras denominações. Assim como os religiosos da época de Jesus, os adventistas se acham superiores, pois julgam ter a verdade. Impõem um monte de regras sem sentido e fazem seus membros carregarem esse fardo.

Conheço pessoalmente alguns que levam uma vida paralela. São homossexuais, bebem, fumam, são pervertidos mas aparecem como santos diante da igreja. Estes são os piores pois vestem a capa de religiosos e fazem tudo de errado por trás. Tem também os que não seguem as regras de não usar jóias, não tomar café, não dançar, não freqüentar cinemas, mas que na frente dos “irmãos” fingem que observam todos esses absurdos. Observando esse tipo de comportamento, cheguei a conclusão que a igreja adventista possui muito mais hipócritas do que qualquer outra igreja que eu já freqüentei.

Na Nova Semente era um pouco diferente, porque era permitido usar jóias, calça comprida e outras coisas que a igreja adventista proíbe não sei em nome de quem. Mas depois de algum tempo me dei conta de que a igreja que oferecia uma “experiência real com Deus”, estava preocupada demais com o dinheiro que arrecadava com as ofertas. Participei uma vez de uma reunião onde este era o assunto principal: como fazer as pessoas doarem mais dinheiro?

Mesmo que esse dinheiro fosse para a pregação do evangelho (sem ter que sustentar as ostentações dessas duas igrejas em particular) creio que a oferta é algo espontâneo, e que não deveria haver nenhuma pressão da igreja nesse sentido.

Mas cada vez mais me convenço de que boa parte desse dinheiro, doado pelas pessoas de boa fé, é mal utilizado pela igreja. Os adventistas condenam outras igrejas evangélicas de usufruírem do dinheiro de seus membros, mas será que também não fazem a mesma coisa? Quantos pastores são sustentados (e muito bem sustentados) com o dinheiro dos fiéis? Como é que um pastor tem condições financeiras de mandar os filhos estudar nos Estados Unidos? Não é para qualquer um, não é verdade? Mas tem pastor da igreja adventista que consegue.

Como uma igreja pode dizer para um casal de membros: “vocês não são bem vindos aqui”, só porque houve um boato (atenção: boato) de traição entre o casal? Foi exatamente isso que aconteceu com uma amiga minha na Nova Semente. Ela e o marido foram literalmente expulsos dessa maneira, porque correu um boato na igreja que “poluiu” a imagem dos dois!!! Essa é a “experiência real com Deus”? De qual “deus” eles estão falando?

Por tudo isso, não freqüento mais a igreja adventista. Não suporto hipocrisia, fanatismo e regras idiotas que nada tem a ver com os ensinamentos de Jesus. Muitos de seus membros e pastores são como os túmulos caiados dos quais Jesus falou: bonitos por fora e podres por dentro.

Ana Lucia Ferreira


Fico triste...

 

Fico triste em saber que ainda hoje existem pessoas discutindo doutrinas, ou perdendo tempo procurando apontar os erros das religiões opostas à sua, enquanto deveriam estar espalhando mensagens de amor e de salvação. Se continuarmos com isso não chegaremos a lugar nenhum, muito menos ao céu, ficaríamos todos debatendo e procurando ter mais razão que o outro.

 

Tenho consciência de que nem todas as pessoas tem intenções boas, e que em todo lugar e em toda religião haverá o TRIGO e o JOIO.  Não quero defender religião alguma, mas o que sei é que os adventistas não se recusam a ajudar necessitados no sábado, soube até de campanhas que arrecadam alimentos no sábado para ajudar aos carentes, afinal Cristo realizou tantos milagres no sábado!

 

Não tenho pretensão nenhuma de dizer que o amor PASSOU LONGE de povo algum, afinal quem sou eu?! Deus é quem sabe o que vai dentro de cada um de nós . E nem pretendo acusar a nenhum representante de qualquer que seja a religião, afinal essa é uma tarefa de Satanás, a qual ele próprio desejou fazer.

 

Creio que Deus NÃO virá buscar TEMPLOS, DENOMINAÇÕES ou RELIGIÕES. Ele virá buscar seus filhos, que tanto esperaram por Ele, e que com fé, com a ÚNICA FÉ VERDADEIRA a fé em Cristo Jesus, acreditaram na Sua segunda vinda.

 

 Querido leitor, Deus não te escolherá pela placa da sua igreja mas, pelo amor e pela fé que encontrar dentro de você. Busque a Deus tenha uma comunhão diária com Ele, e Ele concerteza te guiará ao caminho certo, o caminho rumo ao céu!

 

Priscila Oliveira’

Para entrar em contato conosco, utilize este e-mail: adventistas@adventistas.com