Teólogo não-adventista defende cosmologia bíblica e existência real da Nova Jerusalém

NATAN RUFINO

O PONTO CENTRAL DO UNIVERSO: Contra o Princípio Copérnico!

A TERRA E OS EXTRATERRESTRES

Vem de longa data as especulações sobre a existência de vida e inteligência extraterrestre. Tais especulações remontam à época do filosofo grego Demócrito (460 a 370 a.C.), que acreditava na existência de um infinito número de mundos, cada um desses com um planeta central, habitado. Demócrito, inclusive, acreditava que também a lua fosse povoada. Todavia, a crença em inteligência extraterrestre não era popular nos tempos antigos, embora a existência de legiões de anjos e demônios fosse reconhecida. Continuar lendo

Doutrina bíblica da Terra Plana estremece Sociedade Criacionista Brasileira

Ao que tudo indica, a publicação de evidências de que teólogos adventistas induziram fundadores e associados da Sociedade Criacionista Brasileira a erro, pode ter provocado o fim da SCB como organização particular.

Após demonstrarmos que a literalidade do modelo bíblico da Terra plana, com uma abóbada (firmamento) que separou as águas de cima das águas de baixo, acima da qual está o trono de Deus em Sua cidade celestial, o fundador e presidente da Sociedade Criacionista Brasileira, Ruy Vieira,
desistiu de estar à frente dela e entregou-a definitivamente à Igreja adventista. Clique para ler a notícia.

Terra Plana: Nova Almeida Atualizada pode ajudar Michelson Borges a entender a Criação

Caro pastor e jornalista, Michelson Borges, Gênesis 1 é a base de toda a nossa fé em Deus como Criador e deve ser entendido literalmente, como o senhor mesmo costuma ensinar. Agora que a linguagem foi atualizada e tendo ficado claro que não se trata de uma paráfrase pedimos que leia estes trechos especialmente, com muita atenção:

GÊNESIS 1 — Nova Almeida Atuallizada

SEGUNDO DIA

6 E Deus disse:
— Haja um firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas.
7 E Deus fez o firmamento e a separação entre as águas debaixo do firmamento e as águas acima do firmamento. E assim aconteceu. 8 E Deus chamou ao firmamento “céus”. Houve tarde e manhã, o segundo dia.
Continuar lendo

Crença na Terra plana reaproxima-nos da Bíblia, restaura a fé em Deus e reconecta-nos a Jesus Cristo

O jornalista Rafael Fagundes Brandt estreou recentemente o canal “Luz Divina” no YouTube. Primeiro, produziu uma série de vídeos terraplanistas, refutando ataque de globalóides contra a doutrina bíblica da Terra plana. Agora, neste vídeo, dá seu testemunho em favor da verdade eterna da Criação.

Caiu a ficha!? Michelson Borges logo irá crer na Terra plana!

Tomara que seja dessa vez! No vídeo acima, Michelson Borges começa a perceber os perigos que advêm da relativização e alegorização dos capítulos iniciais de Gênesis. Fim da observância do sábado, fim do casamento, fim da cosmovisão bíblica… Ele está a um passo de perceber que não pode continuar defendendo a Terra bola, porque não é esse o modelo da Terra, descrito desde o Gênesis ao Apocalipse.

Começa com a criação do firmamento; a delimitação dos limites dos oceanos; Sol, Lua e estrelas no quarto dia; abertura das comportas do Céu e do grande abismo para o Dilúvio universal, que só poderia ocorrer numa terra plana; a Torre que pretendia alcançar o Céu e que fez Deus descer para vê-la de perto; a escada que ligava a terra ao Céu, no fim da qual Deus estava… Continuar lendo

CPB sobe número de mandamentos para 95 e evita novos Luteros na IASD

Faltou sabedoria e malícia ao Frei Lutero em 1517. Ele pisou feio na bola ao publicar aquelas 95 teses da maneira como fez, expondo-as na porta da igreja dele. Se queria fazer críticas ou sugestões à liderança, deveria ter uma conversa particular com o Papa ou escrever-lhe uma carta.

Poderia também ter escrito suas 95 teses de uma outra forma, sem correr o risco de perder a DUPLA boquinha de padre e professor da Universidade de Wittenberg. Se agisse com maior prudência e respeito aos superiores, poderia até ter sido talvez o primeiro Redator da Casa Publicadora Brasileira! Continuar lendo

Leia no Criacionismo.Org: Evangélico resgata o que reformadores disseram sobre a terra plana

A primeira vez que eu lembro de ver algo sobre Bíblia, eu deveria ter uns 8 ou 9 anos de idade e morava em uma pequena cidade da Bahia chamada Antonio Gonçalves. Lembro de alguém em uma praça contando a história de Davi e Golias. Sei que você pode achar estranho eu dizer que lembro de algo ocorrido há mais de 40 anos, mas minha memória é uma coisa estranha. O que importa e que daquele tempo para cá eu sempre participei de igrejas, mais precisamente das Igrejas Presbiteriana e Batista. — Continuar lendo…

Sugestões de sermões bíblicos para o Sábado da Criação 28/10/2017

SERMÃO 1: O Exército dos Céus e Nossa Terra Plana e Estacionária

A ciência moderna tornou-se um ídolo para uma enorme proporção das pessoas instruídas que vivem no mundo ocidental. Elas acreditam que o universo inteiro criou a si mesmo a partir do nada — a assim chamada Teoria da Grande Explosão. Elas acreditam que a matéria então se organizou em estrelas, planetas e outros corpos celestes e que depois produziu a vasta variedade de plantas e espécies animais que encontramos hoje na Terra, tudo isto por meios totalmente “naturais”.

A maioria dos ídolos antigos era feita de pedra, metal ou madeira, mas hoje, os principais ídolos da humanidade são feitos de ideias complexas, fórmulas matemáticas e partículas subatômicas. Podemos olhar com condescendência para um aborígene que se encurva diante de uma estátua de pedra, mas deixamos de ver que qualquer um que atribui poder divino a uma ideia científica complexa é igualmente superticioso e enganado… Ver texto completo do sermão.

SERMÃO 2: Como o Maligno Criou a Falsa Realidade Alternativa

O Senhor criou a Terra para o segundo Adão, Jesus de Nazaré. Em Seu conhecimento prévio, Ele sabia que o primeiro Adão desobedeceria Sua santa vontade e que, como resultado, Seu Filho unigênito um dia herdaria todas as coisas. Quando vemos a obra de Deus sob esta luz, podemos compreender por que nada que Ele faz pode envolver atrasos desnecessários, seja nos céus ou na Terra. Ele quer somente aquilo que é melhor para Seu Filho e não irá tolerará um curso de ação, seja no céu ou na Terra, que faça Seu Filho aguardar mais tempo do que o necessário para herdar a Terra.

Quais são as implicações disso? Bem, a Terra não pode ser mais velha do que é necessário para a realização desse plano. Ela não precisa ter milhões de anos de idade. O reino que o Senhor Deus de Israel criou para Seu Filho não pode ser nada menor que o corpo mais imponente e resplandecente em toda a Criação. Isto somente pode significar que a Astronomia moderna está mentindo, ou está enganada, quando afirma que o “universo” tem bilhões de anos-luz em distância de uma extremidade até a outra, ou que contém galáxias e sistemas estelares de extraordinária magnitude, com corpos celestes que são milhões de vezes maiores do que a Terra… — Ver texto completo do sermão.

Veja também:

SERMÃO 3 — Cosmologia Bíblica X Realidade Alternativa Satânica

TERRA PLANA: Inventando a Santidade do Sábado e a Inquisição Católica

Nenhuma dessas torturas aconteceu, segundo Jeffrey Burton Russell, autor do livro Inventando a Terra Plana. Para ele, a História foi manipulada para denegrir a Igreja Católica medieval.

Se o historiador católico Jeffrey Burton Russell houvesse escrito um livro sobre “A Invenção da Santidade do Sábado” e tentasse provar que a observância do sétimo dia foi substituída pela guarda do Domingo desde as reuniões da Igreja Cristã primitiva, fortalecendo-se e perpetuando-se no Catolicismo durante a Idade Média, imediatamente teólogos e simpatizantes da Igreja Adventista do Sétimo Dia teriam rejeitado e desmentido o livro por se tratar de uma doutrina bíblica que tem como origem o relato bíblico da Criação em sete dias literais de 24 horas. Continuar lendo

Entenda por que poucos criacionistas crêem na doutrina bíblica da Terra plana

“De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” Romanos 10:17.

O texto bíblico acima aponta a razão pela qual a maioria de nós adventistas do sétimo diae, portanto, criacionistas, não aceita a doutrina bíblica da Terra plana como verdade e a enxergamos como uma invenção de inimigos da fé cristã do século XIX, os quais supostamete pretendiam usar essa “ideia absurda e insana” para ridicularizar os cristãos, rotulando-nos como ignorantes. Continuar lendo