Assista e descubra qual foi o pecado grave de Daniel Silveira…


O pastor Martinez do CACP (Centro Apologético Cristão de Pesquisas) analisa, com isenção, a exclusão injustificada do irmão Daniel Silveira do cadastro de membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia, do Unasp Engenheiro Coelho. Ele comenta também o papel de garotos-propaganda de comunicadores como o pastor Leandro Quadros e o ex-pastor, agora só “doutor”, Roderigo Silva, usados pela Organização Adventista para atrair novos membros (mantenedores com seus dízimos e ofertas), iludindo-os com uma versão mais açucarada e ecumênica do adventismo. Assista e comente abaixo.

2 comentários sobre “Assista e descubra qual foi o pecado grave de Daniel Silveira…”

  1. oscar Scheid disse:

    Pobre moço… teve o destino de todos os que tem coragem de falar a verdade terão… serão perseguidos… excluidos… para se camuflar no meio adventista hoje, basta calar e consentir com tudo… mesmo sabendo de tudo o que se transformou essa mega empresa multinacional, criadora de mitos e de dinâmicas ultra modernas de coaching e motivação. vendendo esperança e muitos … mas muitos livros…que aprendem sempre e nunca chegam ao conhecimento da verdade… pois já acham que são donos da verdade…e um copo cheio não pode receber mais água limpa…

  2. disse:

    “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?” Mateus 7:3 NVI
    Interessante que esses que gostam de apontar o dedo para os outros, que se julgam perfeitos, imaculados, não sei o que estão fazendo aqui na terra que não foram ainda trasladados.
    Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.
    Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Mateus 5:27,28 ACF
    Aquele que sabe tudo, e que é o juiz do todos, não estava se referindo só ao 7º mandamento, mas disse que não só os atos, mas também as intenções são julgadas com o mesmo critério.
    Portanto pensem nisto antes de estar julgando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post