LEI DOMINICAL ANTECIPADA: Decretos de quarentena contrariam o quarto mandamento…

…Mas a Igreja Adventista finge que não percebe que o governo mundial da OMS e suas leis se opõem a ordem de que devemos trabalhar nos seis primeiros dias da semana e (cessar) descansar somente no sétimo, o sábado. A quarentena e isolamento impostos pela Organização Mundial de Saúde, destroem o ciclo semanal estabelecido na Criação e dificultam a adoração coletiva para o povo (assembléia, igreja) de Deus.

Na Colômbia, por exemplo, quem sai às ruas pode ter os pés presos. A prefeitura municipal de Tuchín, em Córdoba, na Colômbia, está aplicando um castigo em quem desrespeita o isolamento social em meio à pandemia do novo coronavírus. A revista Época noticia que aqueles que são flagrados nas ruas podem ser presos pelos pés em uma estrutura de madeira conhecida como cepo.

Os moradores de Tuchín que desrespeitaram a quarentena, presos pelos pés

Na última semana, a prefeitura municipal de Tuchín, em Córdoba, na Colômbia, aumentou a punição aos moradores que desrepeitam as regras de isolamento social decretadas para evitar o avanço do novo coronavírus na região. Agora, aqueles que são flagrados vagando pelas ruas sem motivo, infringindo a quarentena obrigatória, podem receber o castigo de serem presos pelos pés em uma estrutura de madeira conhecida como cepo em uma das praças públicas da cidade.

“Aumentamos a base de força no município, juntamente com a Guarda Indígena, o Exército e a Polícia. Pessoas que não estão cumprindo as medidas obrigatórias de isolamento estão sendo punidas”, explicou, em seu Facebook, o prefeito Alexis Salgado.

No primeiro dia da utilização do cepo, pelo menos uma dúzia de pessoas ficaram presas por meia hora

De acordo com Salgado, apesar de não utilizada há alguns anos, a medida é prevista em lei e já fazia parte da tradição do povo indígena Zenú, da qual a população de Tuchín é descendente. Ele explica que a aplicação desse tipo de sanção permite que os moradores mantenham sua identidade.

“Para preservar a estrutura institucional e respeitar os usos e costumes do povo Zenú, essa articulação está sendo realizada. Queremos ser um exemplo de respeito e demonstrar que, apesar da diversidade existente em nosso território, as instituições estão se unindo para proteger a saúde de todos”, disse ao jornal local “El Tiempo”.

A punição, apesar de não ser usada há anos, está prevista na legislação

O prefeito afirmou que, em poucas horas da aplicação do castigo, os resultados foram favoráveis e o tráfego de pessoas nas ruas diminuiu. “Se impusermos uma sanção econômica, a grande maioria não terá como pagá-la, mas se recorrermos a essas práticas típicas de sua cultura, as estamos fazendo com que cumpram as leis e mantenham vivas suas tradições.

Segundo o site oficial da Prefeitura, Tuchín tem cerca de 35 mil habitantes. Em uma entrevista a rádio local “Blue”, o coordenador da Guarda Indígena Zenú, Misael Suárez, disse que no primeiro dia que o cepo foi usado para punir os que não estavam cumprindo a quarentena, pelo menos uma dúzia de pessoas tiveram os pés presos por meia hora numa espécie de “socialização”. A intenção é aumentar o tempo desse castigo.

O tempo de meia hora com os pés presos deve aumentar nos próximos dias

Fonte: https://epoca.globo.com/sociedade/na-colombia-cidadaos-sao-presos-pelos-pes-por-desrespeito-quarentena-24356824

Pelo Twitter, Donald Trump disse hoje que, apesar de “largamente financiada pelos Estados Unidos”, a Organização Mundial da Saúde “é muito centrada na China”.

“A OMS realmente estragou tudo. Por alguma razão, largamente financiada pelos Estados Unidos, mas muito centrada na China. Vamos dar uma boa olhada nisso. Felizmente, rejeitei o conselho deles de manter nossas fronteiras abertas à China desde o início. Por que eles nos deram uma recomendação tão defeituosa?”, questionou o presidente americano.

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Segundo presidente dos EUA, Organização Mundial da Saúde está errada “em muitas coisas” em relação ao coronavírus
  • Trump afirma que repasses de seu governo chegam a ultrapassar US$ 58 milhões
  • Os EUA lideram o número de casos no mundo (401.146), segundo dados oficiais americanos
  • Total de mortos por covid-19 no país passou de 3.154 para 12.857

O presidente norte-americano Donald Trump afirmou hoje, durante coletiva de imprensa na Casa Branca, que pode suspender temporariamente o envio de dinheiro para a OMS (Organização Mundial de Saúde) em meio à pandemia do novo coronavírus.

Segundo ele, a organização vem cometendo uma série de erros e está centrada muito em medidas “pró-China”. Uma das críticas do presidente americano é o pedido da entidade que os países mantivessem as fronteiras abertas para a China.

Trump diz que se trata de repasses que ultrapassam US$ 58 milhões. “Às vezes, é mais que isso. Às vezes, é para programas em desenvolvimento. Se os programas são bons, ótimo. Mas vamos analisar isso, porque eles cometeram erros. Colocaremos uma suspensão muito poderosa e veremos”, completou.

Em 31 de janeiro, a agência de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU) aconselhou os países a manter as fronteiras abertas, apesar do surto, embora tenha observado que os países tinham o direito de tomar medidas para tentar proteger seus cidadãos. Nesse mesmo dia, o governo Trump anunciou restrições às viagens vindas da China. Os conservadores norte-americanos vêm criticando cada vez mais a OMS durante a pandemia, dizendo que a organização se baseia em dados falhos da China sobre o surto de coronavírus.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2020/04/07/trump-diz-que-vai-suspender-dinheiro-enviado-para-a-oms.htm

Veja vídeo da irmã Paula Marisa, ex-adventista, excluída da IASD por denunciar opção marxista da Rede Novo Tempo:

Assista também:

Olavo diz que Mandetta deveria ser preso e critica passividade dos generais

O escritor Olavo de Carvalho, considerado o guru da família Bolsonaro, afirmou hoje que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, deveria ser “preso” e que ele está escondendo remédios para uma suposta cura do coronavírus. “Uns escondiam a cloroquina e outros proibiam de usar. O Mandetta proibiu o negócio. Eles [governadores e Ministério da Saúde] querem fabricar mortos. Esse Mandetta, eu não daria meu cachorro para ele cuidar. É um sujeito pueril, boboca, metido. Não vou nem falar do [governador de São Paulo, João] Dória, [governador de Goiás, Ronaldo] Caiado… esses caras não merecem atenção”, disse Olavo, em live para o canal conservador Terça Livre.

Para ele, o plano de Mandetta e dos governadores é de manter as pessoas em quarentena para destruir a economia nacional e, consequentemente, o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O escritor também falou sobre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). Chamando o deputado de ‘Nhono’, Olavo disse que ele é a prova da debilidade da nossa cultura como brasileiro e criticou a passividade dos generais. “Chegou ao ponto que qualquer bunda-mole como esse Nhono manda. É uma coisa absurda. E esses generais estão vendo a criminalidade desses camaradas e não fazem nada, e ainda ficam exaltando esses caras em vez de defenderem a nação”.

Olavo ainda criticou o coordenador do Centro de Contingência ao Coronavírus de São Paulo, David Uip, que alegou razões pessoais para não falar se tomou hidroxicloroquina como tratamento para a covid-19. “Esses médicos foram curados e escondem o nome do remédio, para ninguém mais tomar. Você acha que isso é compatível com o juramento do médico? E esse ministro de merda também devia estar na cadeia também, está escondendo remédio. Ele podia salvar milhares de pessoas”, completou o escritor.

Fonte: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2020/04/07/olavo-de-carvalho-diz-que-mandetta-deveria-ser-preso.htm

Deixe uma resposta