Simples assim: Deus, o Pai, é o único Deus a quem devemos adorar

Minha opiniao biblica sobre a trindade é, resumidamente: Deus Pai é o único Deus, a quem devemos diretamente adorar, Iavé, imutável e eterno. Jesus Cristo não é Deus, mas sim um representante de Deus.

Assim como os trinitarianos creem que Jesus “representou” ser filho de Deus, creio, com toda base bíblica, de que Jesus representa ser Deus, mas nao é Deus. Aos romanos Paulo disse que Jesus recebeu o poder de filho de Deus. Portanto, sua autoridade e poder é inferior a Deus Pai. E o mais nao se justifica ao contrário, com o que Paulo disse aos colossenses — que em Jesus habita toda plenitude da Divindade — pois ele disse o mesmo aos éfesios, mas se referindo aos cristaos.

Devemos ter a plenitude de Deus, mas nem por isso seremos Deus. Jesus era o Arcanjo, criado por Deus — Miguel. Enquanto Lucifer se opôs a Deus, Miguel ajudou a Deus durante a nossa criacao. Deus o fez Cristo, o qual recebeu poder e autoridade como que de um filho, e o enviou à Terra. Cristo, o deus (juiz) forte, pai da eternidade (isto é, o que nos faz filhos, eternos, de Deus por adoção) e principe da paz.

Não podemos adorá-Lo como se fosse o Deus Todo-Poderoso, mas adorar Aquele que está diretamente ligado a ele, Deus Pai. Honrando o filho, honra-se o Pai.

Sendo Jesus representante físico de Deus aos homens, mas não o próprio Deus, se o honramos, honramos tambem a Deus, e ele, como nosso irmão digno de ser chamado Senhor, devemos nos “prostrar” perante ele, não para adorar como se fosse o próprio Deus, mas como ato de reverência. Uma prova concreta de que ele nao é Deus, é que ele foi, segundo a Bíblia, ENVIADO por Deus, do céu à Terra. Ora, o que é enviado é menor do que aquele que enviou. Assim sendo, Jesus é inferior a Deus e apenas representa Deus, tanto no céu como na Terra.”

Sobre o Espírito Santo, não preciso dizer muita coisa. Tudo já está claro: É o Espírito Santo de Deus (pois foi enviado por Deus Pai), e de Cristo próprio. Por que encarar com tanta complexidade algo tão simples? — Gleison Elias

73 thoughts on “Simples assim: Deus, o Pai, é o único Deus a quem devemos adorar

  1. ainda bem de JESUS CRISTO DE NAZARÉ, envio o ESPIRITO SANTO, pois so ele nos revelará os misterio da TRINDADE.
    PORQUE; o Espirito Sando convecerá o mundo do JUIZO, DA JUSTIÇA E DO PECADO.

  2. Não se deve confundir distinção por “autoridade”, com “natureza”.
    Os humanos fazem confusão e distinção, considerando “seres” da mesma natureza como sendo “superiores” ou “inferiores” dependendo da dimensão da autoridade ou da posição ocupada.
    Será que Deus faz essa mesma distinção?
    Quem é o Filho de Deus?
    Porventura é um ser inferior ou de natureza diferente do Pai?
    Será que os milhares de exemplares de seres criados por Deus, que não tem nenhuma diferença entre os ascendentes e os descendentes não servem para dar uma lição aos humanos, para que entendam que o Divino Filho de Deus é da mesma natureza do Pai?

  3. O enviado não é maior que aquele que o enviou.

    Po que me chama de bom? Somente Deus é bom.

    Jesus nunca disse ser Deus mas sim Filho de Deus.

    Como pode Jesus ser ao mesmo tempo Deus e Filho de Deus.

    Jesus não é Deus, Jesus é Filho de Deus.

    1. Mais:o mesmo João termina da seguinte forma sua Primeira Epístola:”E no que é verdadeiro estamos,isto é,no seu Filho,Jesus Cristo.Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna,” João 5:20.

    2. Nos humanos parecemos uns com os outros, você já observou que, atitudes, temperamento e gestos carregamos conosco, nos assemelhando aos nossos pais e percebemos o mesmo em nossos filhos? Quando alguém faz algo de muito bom aos nossos filhos temos uma gratidão imensa para com esta pessoa, como se fizesse a nos mesmos, entendemos nossos filhos com mais facilidade quando eles se assemelham a nos.
      Você já pensou que um pouco de nos esta em nossos filhos? Se fosse possível nossos filhos se assemelhassem em totalidade conosco mesmo tendo sua própria personalidade, pai e filho seria uma só pessoa em total comunhão, o pai esta no filho e o filho no pai. Adore a Jesus, fazendo isso você esta adorando a Deus, porque Ele e o Pai são um. As coisas Espirituais se discerni Espiritualmente somente assim é nos relado a verdade.

  4. A paz, quero só deixar meu comentário a respeito da palavra deus,
    que em hebraico é “heloim” ,e o fato de judas ter dito a Jesus meu deus não quer dizer que Jesus é o todo poderoso DEUS! mas que era uma forma dos jedeus se expressarem a quem foi enviado po DEUS TODO PODEROSO, o proprio JESUS chamou seus dicípulos de deus heloin quando os enviou joão10;34
    34 Respondeu-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: Sois deuses?
    35 Pois, se a lei chamou deuses àqueles a quem a palavra de Deus foi dirigida (e a Escritura não pode ser anulada),
    A paz a todos

  5. porque você fica ainda usando o nome da igreja adventista pra falar essas blasfemias, essas tolices, que cheja ate a ser de mais para os meus olhos ler tamanha bobeira, vai ler a biblia mais meu querido.
    que Deus te abençoe e Jesus tenha misericordia de ti…
    orarei por você

  6. quem vem nas nuvens do ceu? o pai ou o filho? com certeza o filho. e ele é chamado de o todo poderoso em apocalipse 1.

    e a quem devemos adorar ? muito simples né?! jesus e o pai é Deus todo poderoso. os dois devem ser adorados.

  7. ” Assim como os trinitarianos creem que Jesus “representou” ser filho de Deus, creio, com toda base bíblica, de que Jesus representa ser Deus, mas nao é Deus”

    você REALMENTE acha que o sacrifício de um ser criado seria suficiente pra libertar a humanidade de pecado?… por favor……

    Jesus É Deus…. e o Espírito Santo também É Deus….

    Observe em Mateus 28:19 e 20 (João Ferreira de Almeida Atualizada):

    19 Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, E do Espírito Santo;
    20 ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.

    Bom… isso é JESUS falando… no verso 19 ele diz pros discipulos irem ‘as nações batizando em nome do Pai E do Filho E do Espírito Santo.

    Porquê Jesus diria pra batizar no nome do Pai, e depois coloca um E para o Filho e depois um E para o Espírito Santo, se eles não estão em pé de igualdade? Seria muuuita pretensão de apenas um ” anjo” tentar ser colocar em lugar igual ao do Pai, não? (já que ele era o filho…) e do Espírito Santo tb…
    A conjunção E indica adição. Portanto todos juntos são Deus. E não venha me falar que é tradução ou outra coisa. Deus não permitiria que seus filhos fossem enganados se só soubessem ler português… correto? Senão Ele nem permitiria que a Bíblia fosse traduzida para tantas línguas… Nos instruiria de alguma forma pra procurarmos APENAS os originais.

    No verso 20 “ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos”

    Bom… ele diz que EU vos tenho mandado… sinal que ele manda alguma coisa né?…. Ele É Deus e tem poder pra mandar…. aliás, tem mais que poder.. tem AUTORIDADE pra mandar….. E pra terminar, disse que estará conosco TODOS os dias, até a consumação dos séculos…. Se ele fosse só homem (ou anjo), como estaria conosco TODOS os dias… pra isso, ele precisaria ser ONIPRESENTE não? .. bom, que eu saiba, o ÚNICO ser onipresente no universo é DEUS.

    Menos achismos… mais Bíblia… e só.

  8. Esta Escrito: ” No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” João 1:1-3

    1. Algo tão simples e ainda o autor desse texto não entendeu, eu e o pai somos um, no principio era o verbo e o verbo estava com Deus e o VERBO ERA DEUS joão 1:1 quem era o Verbo? Jesus, e como você vai dizer que Jesus não é Deus, ha já sei você vai dizer que a tradução está errada ou que foi adulterado o texto, é sempre assim quando eles não conseguem mais ter argumentos eles sempre usam esse.

      1. nossa esta postagem é muito antiga mais vou responder, eu creio pela palavra que Jesus é Deus ou seja ele tambem recebeu o titulo de Deus mais ele não é Jeová Deus o Deus todo poderoso e em hebreu diz claramente que ele foi criado sim por Deus ele pode ter a mesma natureza de Deus mai ele nao é o Pai

  9. Prezado amigo, relembre do verso, “ninguem vai ao pai se nao por mim”. Ninguem adora ao PAI sem JESUS!. Relembre que e Jesus que revindica a minha vida e a sua no dia do juizo e nao o Pai. Como se explica isso? creio que e bem claro que o PAI faz questao da autoridade da pessoa de JESUS CRISTO. E quando JESUS disse que ve ao PAI ve a MIM? Eu e o PAI somos um! Essas palavras valem muito.

    1. o contexto explica este texto muito bem,entender este texto de forma isolada, seria o mesmo que afirmar , que o que entra na boca, não contamina , só o que sai.Quando se usa este texto para ensinar contra o mandamento, todo adventista sincero apela para o contexto, portanto faça o mesmo com este texto meu amigo portanto ele não disse eu e o pai somos a mesma pessoa, mas somo UM, o que por si só e bem diferente, por favor não use de má fé. shalom alecha( paz seja contigo)

  10. Está escrito:
    Todo aquele que não permanece no ensino de Cristo, mas vai além dele, não tem Deus; quem permanece no ensino tem o Pai e também o Filho.
    2 João 1:9 – NVI – http://www.bibliaonline.com.br/nvi/2jo/1
    Aqui está o ensino do discípulo amado sobre tudo que aprendeu sobre Deus, certamente se lembrando das próprias palavras de Cristo, que ele registrou no seu evangelho, capítulo 10, verso 30.
    Deus, é o Pai e o Filho; simples assim, como João declarou em sua segunda epístola.

  11. Lendo e relendo os comentários tenho certeza que Jesus está perto de voltar. Os testemunhas de Jeovás devem estar felizes com tantos comentários dizendo que Jesus foi criado, que nao é Deus etc. Realmente era só o que faltava… agora ainda vem aqueles dizendo o nome de Jesus (Yahushua) em hebraico como se isso fosse absolve-los de todos os pecados. Estou ancioso pela nova teoria da conspiração…rsrs Como sempre o foco de tais doutrinas vem em detrimento das crenças adventistas. Já era de se esperar, afinal nos últimos dias satanás iria espalhar toda sorte de descoverbas fazendo-nos desviar das verdades a muito reveladas.

    1. não estamos dizendo que falando o nome , simplesmente, estamos salvos, mas deixando de falar demonstramos falta de zelo, com os dez mandamentos, não leste o que diz o exodo 23:13 nome de outros deuses ,nem vos lembreis e nem se ouça de vossa boca…..respeitar o nome também é mandamento , e não somente o sábado,tanto o sábado, como o nome sagrado, é importante, você é cheio de ant semitismo, odeia o povo judeu, e diz que guardas os mandamentos , vai orar e se converter ,meu irmão, shalom!!!!!!!!

  12. Jesus é Deus. Com todo o respeito, o Sr. Gleison Elias devia de lar mais a Bíblia para não ter de ser surpreendido com versículos como estes:

    Criação: Colossenses 1:16-17 + Hebreus 1:1-1 + Efésios 3:8-9 + Genesis 1:1
    “No princípio criou Deus os céus e a terra.”
    “porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.”
    “nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo”

    Um discípulo reconhece Jesus como Deus:
    “Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu, e Deus meu!” (João 20:28)

    João também o confirma:
    “Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.” (1 João 5:20)

    o Rei David e Paulo confirmam que Jesus é Deus:
    “Mas do Filho diz: O teu trono, ó Deus, subsiste pelos séculos dos séculos, e cetro de equidade é o cetro do teu reino.” (Salmo 45:6 e Hebreus 1:8)

    E claro, João 1:1-3 também o diz embora alguns cepticos o não vejam.

    Para além disso Jesus tem todos os atributos do Pai – nenhum humano nem anjos o têm.
    A lista era longa mas não me vou alongar.

    Atentamente,
    Nuno Venâncio

    1. o contexto explica este texto muito bem,entender este texto de forma isolada, seria o mesmo que afirmar , que o que entra na boca, não contamina , só o que sai.Quando se usa este texto para ensinar contra o mandamento, todo adventista sincero apela para o contexto, portanto faça o mesmo com este texto meu amigo portanto ele não disse eu e o pai somos a mesma pessoa, mas somo UM, o que por si só e bem diferente, por favor não use de má fé. shalom alecha( paz seja contigo)

  13. Para quem não sabe, o chamado “prólogo” do Evangelho de João, João I versos 1 ao 18, não foi escrito por João. Esse “prólogo” é muito posterior a João. Ele foi escrito dentro de controvérsias a respeito da natureza de Cristo. Para uma corrente primitiva do Cristianismo, não bastava Jesus ser Filho de Deus e, por isso, o elevaram a categoria de Deus. Quem usa o prólogo de João para fundamentar o Dogma da Trindade, infelizmente não sabe o que está fazendo. Aconselho a procurar bons livros sobre Crítica Textual e se informar melhor.

    1. acho que vc precisa atualizar um pouco suas ideias, desde o inicio do séc XX a ideia de que o pologo de joão é algo posterior ao final do primeiro século foi abandonada. existem varias evidencias arqueológicas que datam o evangelho como um todo no primiero século. essas ideias defendidas rincipalmente por rudolf bulltman, atualmente só são defendidas por Bart Ehrman, uma pessoas que não tem o minimo reconhecimento academico e é um sensacionalista ateu e inimigo da religião. se você quer saber mais procure os artigos sobre a arqueologia ajudando na datação do evangelho de joão

    2. Sr. Elpídio da Cruz,
      O primeiro capítulo de João faz parte da Bíblia. Se começarmos a descreditar passagens inteiras de um livro que é considerado inspirado por Deus então um dia não temos Bíblia. Por isso aceite o texto santo senão acontece-lhe a si o que ficou profetizado em Apocalipse: “e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro.” (Apoc. 22:19)
      A propósito sabia que acredita-se que o último Capítulo de Marcos também foi ajuntado posteriormente ?!

    3. fico triste com tantas pessoas tentando anular a palavra de Deus que tanto precisamos levar a corações despedaçados pelo mal. SE EU PRECISASSE DE OUTRO LIVRO PARA COMPROVAR A VERACIDADE DA TRINDADE DEUS O TERIA ME APRESENTADO MAS CREIO QUE NÃO PRECISO MAIS DO QUE A BIBLIA. JOAO 1:1A18. JESUS ESTAVA COM DEUS E JESUS ERA DEUS. SE FEZ HOMEM PARA VOCÊ CRER QUE SÓ O SACRIFICIO DO SEU CRIADOR PODERIA TI SALVAR DESSES PECADOS.

    4. Olá,

      Quais são as fontes históricas que você pode citar para confirmar sua afirmação!? OU VOCê RECEBEU DO AL´EM?! Quais livros de Crítica Textual você pode citar!?

      Fico no aguardo!

    1. Caro João, NÃO.
      Pelo contrário: Ter fé é crer. Se crermos ou não em algo, isso não interfere em nada, na divindade única de Jesus Cristo. Crer é diferente de adorar como único Deus. Se crer significasse adorar, então não seria necessário João descrever ‘mandamentos de Deus’ e ‘fé em Jesus’, pois nos ‘mandamentos de Deus’ já se descreve a adorar somente a Deus.

      1. Achei incompleta a ideia dessa resposta “Crer é diferente de adorar como único Deus. Se crer significasse adorar, então não seria necessário João descrever ‘mandamentos de Deus’ e ‘fé em Jesus’, pois nos ‘mandamentos de Deus’ já se descreve a adorar somente a Deus.”

        Primeiramente, o termo crer, apresentado aqui por João, reflete o termo crer do Antigo Testamento, que vai muito além de acreditar, e inclui sim adoração. Para exemplificar:
        Romanos 4:3 diz que “Contudo, Abraão creu, e isso lhe foi imputado como justiça” – contexto de sacrifício de Isaque -> ADORAÇÃO
        2 Cron. 20:20 “crede nos seus profetas, e prosperareis” – crer nos profetas é crer no próprio Deus – adoração verdadeira

        A segunda parte da sua resposta, ” ‘mandamentos de Deus’ já se descreve a adorar somente a Deus.” inclui uma falta de compreensão da revelação como um todo. De acordo com João, ninguém jamais viu o Pai (1:18) o que implica entender que no Antigo Testamento, todas as vezes que Moisés se “encontra” com Deus, é o Filho. Inclusive quando O vê na fenda da rocha, e quando Deus pronuncia os mandamentos, é o Filho que o faz.

        A implicação que isso representa é a seguinte: (Isso foi pronunciado pelo Filho, falando sobre Ele mesmo.)
        Êx 20:1-3 “Então, FALOU Deus todas essas palavras: Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim.”

    1. Também concordo com a opinião de Roniel. Jesus veio para «salvar o mundo» segundo S.João. Não se trata de dar mais ou menos importância a Deus do que a Jesus.. Deus e Jesus são essenciais à humanidade. Os dois complementam-se para um único objectivo: conduzir os homens para o Reino de Deus. Jesus ajuda a conhecer o Pai; sem ele, a visão de Deus seria incompleta e deturpada. Para além de que João Batista confirma com as suas palavras « Aquele que crê no Filho tem a vida eterna» o papel coadjuvante de Jesus na redenção dos homens.

  14. Essa discussão é inócua!
    Discutir a origem do Filho de Deus, equivale a discutir a origem do Pai.
    Não há resposta! E, possivelmente nunca haverá!
    Agora, dizer que o Filho Unigênito de Deus, seja uma criatura equivale a decretar sua origem!
    E, pior, Deus, o Pai, não teria feito nenhuma vantagem em relação ao patriarca que Ele escolheu para representá-Lo, Abraão.
    É bom lembrar que, Deus lhe havia prometido um filho, e quando Abraão, pela sua incompreensão da palavra de Deus, apresenta a solução para o enigma, um servo chamado Eliezer, Deus disse que não!
    Depois, o patriarca apresenta outra alternativa, um “filho”, fora do plano Divino, Ismael, Deus também disse: não!
    Mas, Abraão amava a Ismael, e ele era seu “filho”!
    Deus disse: NÃO! Essa alternativa não serve para me representar, nem representar o verdadeiro sacrifício!
    Abraão não fez maior sacrifício do que o Criador! Não porque o sacrifício de Isaque não tenha se consumado, mas a qualidade do sacrifício não seria suficiente para salvar a vida de Abraão, nem do próprio filho!
    Ninguém menor do que o Divino poderia salvar a si mesmo!
    Assim como um filho por idealização humana (Ismael) não poderia representar a relação perfeita para se compreender o sacrifício Divino, como se poderia estar imaginando e dizendo que o que o discípulo amado, compreendeu e escreveu: Porque Deus amou… que deu seu filho amado… João 3:16
    Seria que deveria ter escrito: … que deu uma criatura que resolveu chamar de “filho” amado…?
    Agora, como certa vez alguém perguntou: Então, e a mulher de Deus?
    Pensar que Deus precise de algo pré existente para seus propósitos, é simplesmente ignorar a ONIPOTÊNCIA!
    Querer traduzir o poder de Deus, em palavras humanas como o verbo “gerar”, que é carregado do conceito limitado para explicar a “origem” do Filho Unigênito de Deus é querer aquele conhecimento “pleno” oferecido à primeira mãe, que pelo desejo de conhecer “tudo”, desconfiou de Deus, e, assim introduziu o pecado em nosso mundo.
    Devemos abandonar a ideia de querer achar a origem de Nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus, e mais: NEM DEVEMOS ESPERAR QUE NOS SEJA REVELADO, NA ETERNIDADE, A ORIGEM DO FILHO, COMO DO PAI.

  15. Como eu disse, João impos FIGURADAMENTE que Jesus era Deus. Isso, para deixar claro que Jesus participou da obra criadora. Seria como se Joao dissesse “Jesus era como Deus, e estava com Deus”.
    Em relacao à adoracao de Jesus, nao fui eu que entitulei o artigo. No proprio artigo, eu escrevi que adoramos “quem está diretamente ligado á ele (Deus)” e “se honrarmos o filho, honramos o Pai”. Note que em todos contextos onde Jesus foi adorado, nas Escrituras, ele é chamado de Filho de Deus, de Anjo do Senhor, ou de Cordeiro. Em nenhum momento, foi exaltado ou adorado como fosse o proprio Deus_mas sim, como uma “unica imagem de Deus” aos homens, nao de madeira ou prata, mas de carne e espirito.
    Em relacao à salvacao, note que Jesus tem uma funcao salvifica diferente do Pai. Durante sua morte, o Pai atuou como um sacerdote e seu filho como um cordeiro. Seria cabível o sacerdote se auto sacrificar? Nao! Quem o ressuscitaria? Deus? Nao! Pois esse sacerdote é Deus! E poderia ser qualquer cordeiro? Nao! Deveria ser perfeito! Já leu EvJoao 3:16? Lá diz porque que teve que ser Jesus.
    Em relacao ao titulo “Deus Pai”, tambem te pergunto: Porque Paulo o chamava de “Abba Pai”?
    Abba Pai pois abba vem do aramaico “papai” e Pai pois vem do grego (pathros) “pai”. Abba Pai significa a intimidade paterna de Deus para com os judeus e tambem gregos.
    Por que “Deus Pai”? Para enfatizar de que Deus é o único Deus, e que esse Deus é nosso único Pai. Em meio a tantos deuses, é muito plauzível identificar o deus dos cristaos_Deus Pai. E te pergunto mais: Onde nas Escrituras Jesus é nosso Pai? Onde, os cristãos o chamaram de Pai? Ele é Nosso Senhor, Amigo, Irmão, e FILHO DE DEUS, amém.

    1. discordo de vc Jesus foi adorado como Deus em joão após a sua ressureição, por tomé.
      Jesus não é chamado de pai, pq ele e o pai são seres diferentes.
      e desculpa novamente, o texto do prólogo do evangelho de joão CLARAMENTE diz que Jesus é Deus.

    2. Se Jesus não é Deus então adorá-lo significa quebra do primeiro mandamento.
      Se Jesus era uma imagem de Deus aos homens apenas, como vc diz então adorá-lo é idolatria.
      Nem anjos nem homens aceitaram adoração apenas Deus e Jesus, porque apenas eles são criadores.

      1. Bom, se Cristo foi criado, já deixa de ser o Criador.
        Cristo ajudou na criação do homem, nada mais!
        Cristo merece todo respeito e admiração, mas nunca adoração, pois ele mesmo disse em João 4:23. que os Verdadeiros Adoradores adorarão o Pai, em Espírito e Verdade. Se é ao Pai, é ao Pai e fim de papo!

        Seja Deus Adorado por todo sempre!

      2. Exacto.Leiam Hebreus 1:6:” E ao introduzir o Primogénito no mundo diz ; e todos os anjos de Deus O adorem.”Sem esquecer que esta citação é extraída de Deuteronómio 32:43, segundo a versão grega dos LXX,onde os anjos são exortados a adorar o próprio Jeová.

  16. Caro irmão!

    Se Jesus não é Deus, porque o próprio Deus escreve por meio de seu servo que:
    Filipenses 2:

    9) Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome;10) Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,11) E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.

    O próprio Deus diz para adorarmos Seu Filho Jesus Cristo…então adoremos a Deus Filho!

    E também, está escrito Deus Pai se Deus é um só, então estaria escrito somente Deus.

    E mais, por que tinha que ser Jesus vir morer na cruz? Se Ele era um anjo como os outros podereria ser quarquer um…mas não teve que ser o Filho de Deus…o Deus Filho, caso contrá o sacrifício jamais seria aceito e todos nos estariamos perdidos. O próprio Deus teve que se tornar homem e vencer o pecado em forma de homem pois só assim a vitória seria possível, afinal a causação do diabo era de uma lei injusta.

    E mais, de quem aguardamos a vinda? De Jesus, certo? Então estas são as palavras de Jesus que o servo escreve:
    Apocalípse 22

    12) E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.13) Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.

    Que a paz de Cristo esteja com vocês.

    1. Vejam bem, ser exaltado por Deus não é a mesma coisa de Ser Deus.
      Eu posso receber autoridade do meu patrão, ser exaltado por ele e mesmo assim continuar sendo o Servo do meu patrão, o fato de ser reconhecido, ou exaltado não me faz patrão, nem mesmo se eu usasse o cartão de crédito dele, isso não me faz ser ele. Pois ele é uma pessoa e eu outra que o sirvo.

      Nada justifica adorar a primeira das criaturas como se fosse o Criador Eterno, o único que possui imortalidade. 1 Timoteo 6:16.

      1. Mais uma vez não leu com atenção o citado texto.Este hino cristão primitivo a que Paulo se refere em Filipenses 2:5-7 e que termina com a apoteose do próprio Jesus é uma citação de Isaías 45:23 na qual o próprio Deus Jeová é objeto de confissão e de adoração por parte de toda a criatura, o que sucede semelhantemente com o Cristo glorificado de Paulo.O Jeová de Isaías 45.23 é sem margem para dúvidas o Jesus de Paulo.

  17. Achei interessante seu texto a primeira leitura, mas acredito mesmo que a trindade ou a falsa sobre a mesma não é algo fácil de se discutir, e ainda sim acredito que a Bíblia é o maior meio pelo qual nós podemos “entender” esse assunto e não com discussões filosóficas, aonde nós erroneamente tentamos defender nossas “verdades” com falácias.

    Acredito fielmente que tanto trinitarianos e quanto anti-trinitarianos, tem errado ao discutir esse tema bíblico, como um tema filosófico.

    No argumento, “ERA Deus” e não “É Deus” existe um problema, porque ERA é igual a “deixar de ser”, exemplo, “Ronaldo era jogador de futebol”, isso não quer dizer que ele nunca foi, isso quer dizer que ele deixou de ser, você só pode deixar de ser, se você já foi, então o argumento seria valido para dizer que Jesus ERA Deus, mas deixou de ser, mas nunca para afirmar que Ele nunca foi.

    Ai temos um problema, então o texto ou quer dizer que Jesus escolheu não ser mais Deus ou que Ele ainda é Deus.

    Mas isso tudo é apenas falácia humana, e acredito mesmo que isso não prova de fato se Jesus é Deus ou não.

    Mas antes de discutir sobre o assunto, gostaria de entender mais sobre o texto de Ap. 14:12, que é pelo visto é o texto base do site. A fidelidade a Jesus não quebraria o primeiro mandamento se Ele não fosse Deus?

  18. Alguns comentarios sobre o texto.
    vc diz que só Deus (YHWH) pode ser adorado, mas e o anjo do senhor quando é adorado e aceita adoração, pq ele aceitou e o anjo de apocalipse não. E porque Jesus (Yeshua) aceitou, diferente de todos os outros homens. A resposta é clara somente o criador pode ser adorado.
    Pai da eternidade o contexto hebraico claramente define que “pai da eternidade” representa alguem que é maior que a eternidade, não que gerará filhos eternos, pq a palavra “olam” (eternidade) representa algo que não tem começo ou fim, nós tivemos começo, logo não seremos eternos.
    E quanto a João 1:1 o verbo eimi nunca siguinifica como sempre é ser ou era, a tradução literal é ” E Deus era o verbo”
    Se jesus não é Deus como explicar João 1:18- quem é que apareceu no sinai o pai ou o filho?

  19. Luis, deixei claro que o Verbo, Logos, Miguel, Yeshua, ou como prefere chamar, foi criado no principio da criacao. E logo nesse principio, Deus o CONSTITUIU HERDEIRO, Deus disse que SERIA por Pai e ele por Filho.Logo, nesse principio, Deus, o ‘gerou’ figuradamente falando.
    Ok irmao? Yeshua já existia desde o principio da criacao. Nao foi criado antes mas no inicio. Espero que ficou bem esclarecido.

  20. Caro Ygor, entenda:
    Joao disse aquilo como forma de dizer simplesmente que:
    O Logos (verbo) fez parte da criação, assim como Deus.
    Estava extremamente ligado à Deus, ajudava Deus e tinha poder, ainda que fosse inferior, mas tinha, poder criador assim como Deus.
    Se Joao apoiasse a trindade ele diria: O Verbo é Deus.
    Mas como ele disse para dar outro sentido, ele disse: ERA Deus. E tambem por contexto cultural, a filosofia falava muito de um tal ‘logos’, que seria o mesmo, para os filósofos, que ‘sabedoria’. Seria o mesmo que eu começasse uma biografia dizendo: “Água mole, pedra dura. Tanto bate até que fura. A água nasceu, como…”
    É simplesmente uma comparação de Jesus, como o Logos da filosofia.
    Se Joao enfatizou nesse trecho a trindade, porque ele disse no verso 3ro “todas as coisas foram feitas POR MEIO dele”? Joao deveria ter dito entao que “todas as coisas foram feitas POR ELE”. Estude mais as cartas de Joao, o contexto historico de sua epoca e tambem todo o contexto de sua escrita.

    1. João usou o verbo no passado pq ele se referia a um tempo passado. “NO PRINCIPIO”
      João estava claramente falando de Gn 1, não da filosofia, estude um pouco mais do contexto histórico da epoca e verá que o logos de João é completamente diferente do logos da filosofia.
      bereshit (no principio) muitos rabinos interpretavam como sendo o messias, pois temos Quatro interpretações.
      No principio, pelo principio, com o principio e para o principio.
      estudando a polissemia hebraica vemos que todas as interpretações remetem a Jesus. e a palavra principio pode ter outros signficados como, primogenito, cabeça, primeiro, primazia e o apostolo paulo da todos estes significados a Jesus (Colossenses)
      João 1:1-3 nos fala sobre a eternidade e divindade de Jesus.

    1. Na verdade, biblia diz:
      και Θεος ητο ο Λογος e não και Λογος ητο ο Θεος
      E Deus era como e não O verbo era Deus
      Parece que existe alguma coisa errada com a traducao, pois quando se leva as duas ao tradutor, a resposta é a mesma.
      Mas é lógico que João está comparando YAHUH e YAHUshua pela divindade tanto do Pai quanto do filho, pois se o Pai gera o filho, logo, os dois são divinos pois o filho herda o ruach (espirito) do Pai.
      O texto nao fala tem o cargo do Pai.
      Assim como quando comparamos o filho do presidente com o presidente, não estamos a dizer que o filho do presidente também é presidente, helo!!!!
      Nem quando comparamos O rei com seu filho, a rainha com sua filha, o prefeito com seu filho.
      A palavra Deus = Cargo.
      Por isso só existe umsentado nele. Yahushua é o mais supremo auxiliador do Pai YAHUH, isso não o coloca no cargo.

      1. θεος ην ο λογος
        Em João 1:1 quer dizer o que quer dizer mesmo, favor não contradizer a gramática e regras léxicas do grego.
        Que o google tradutor não seja a palavra final no seu argumento.
        “Deus era o Logos”
        No princcípio – Referência direta à Gen. 1:1. No princípio, antes de qualquer coisa criada, Jesus era Deus. Segundo João, nesse princípio, o Logos já existia.
        A palavra Logos no prólogo de João se refere o Jesus, nunca mais essa palavra é usada no resto do Evangelho de João….interessante notar que ao contrário de outros elementos presentes no prólogo e no restante do evangelho (existe continuidade / dependência) que exprimem continuidade isso não acontece com o Logos.
        João escreveu o termo logos a propósito, para se comunicar com os gregos, ao mesmo tempo em que fazia referencia à Sofia judaica e a dabhar Yahweh…
        O veiculo era grego (termo logos) mas o conceito é bíblico e judaico – o logos se faz carne.

        Agora, dizer que Theos é um cargo, não tem base bíblica nenhuma.

          1. de maneira alguma, só um é LOGOS mas os dois são THEOS.
            “no principio era o LOGOS , e o LOGOS estava com THEOS” LOGOS e THEOS são dois distintos.
            “e o logos era THEOS”
            os dois são diferentes, mas o LOGOS é THEÒS.

  21. Srs.
    O Pai Celestial, é Deus. Jesus, é Deus. Então temos uma dualidade. Jesus disse: “…um outro Consolador…” O Espirito Santo é Deus. Temos então uma Trialidade (podemos assim dizer).
    Feliz sábado!

  22. Prezados Irmãos Gleison Elias, Luis, e Elias
    Que maravilha! Estamos falando a mesma linguagem, apenas, com alguns sotaques, mas a mesma linguagem, SÓ EXISTE UM DEUS, O PAI, JESUS NÃO É DEUS, É O ÚNICO FILHO DE DEUS GERADO, mas consequentemente veio depois do Pai, logo houve um momento na eternidade que existia somente o Pai! Jesus é o UNIGÊNITO DE DEUS, segundo os estudiosos o único da espécie, e como o apostolo Paulo, eu diria, o Primogênito de todas as coisas e seres, assim como Deus é único, Jesus é o único da sua espécie (GERADO DE DEUS, duas vezes gerado). Jesus recebeu poderes do Pai, é claro, para criar o universo (com estes poderes qualquer um de nós seria capaz de criar o universo, ainda mais que a bíblia diz que Jesus estava com Deus quando criou todas as coisas!). A bíblia diz que Deus ordenou até aos anjos para que adorassem a JESUS, e quem sou eu para não adorá-Lo também! Lembremo-nos que tudo que Jesus fez, faz e fará é no poder do Pai. Não tenhamos medo! Estes conceitos em nada diminui a pessoa do Filho! “Mas Jesus respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. João 5:19”

    1. Ótimo entendimento. A Bíblia é a palavra de Deus e nela não há desarmonia. Deus é o Pai de Cristo, Cristo é o Filho de Deus e o Espírito Santo é a presença e o poder de Deus e de Cristo. Simples assim. Trindade é dogma católico romano. Pronto!

          1. Creio que isso foge ao tema central da divindade e eternidade de Cristo, mas aqui estão alguns dos dogmas católicos, que não só têm base bíblica, mas nós cristãos protestantes compartilhamos em crença (não por ter vindo da igreja católica):

            1. A existência de Deus
            2. Deus é eterno
            3. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e filho de Deus por essência
            4. Jesus Cristo, ainda que homem, é Filho natural de Deus
            5. Cristo imolou-se a si mesmo na cruz como verdadeiro e próprio sacrifício
            6. Cristo nos resgatou e reconciliou com Deus por meio do sacrifício de sua morte na cruz
            7. Ao terceiro dia depois de sua morte, Cristo ressuscitou glorioso dentre os mortos
            8. Cristo subiu em corpo e alma aos céus e está sentado à direita de Deus Pai
            9. Tudo o que existe foi criado por Deus a partir do Nada
            10. Caráter temporal do mundo
            11. Conservação do mundo
            12. O homem caído não pode redimir-se a si próprio
            13. A morte é consequência primitiva do pecado
            14. O fim do mundo e a Segunda volta de Cristo
            15. A ressureição dos mortos no último dia
            16. O juízo final

            http://pt.wikipedia.org/wiki/Dogmas_da_Igreja_Cat%C3%B3lica

  23. Luis, se for compreendido ao literal o salmo 2:7, fica sem uma conclusao sábia: Se Deus literalmente o gerou, por que disse ‘tu és meu filho, eu hoje te gerei?’ por acaso Deus disse a Adao: ‘tu és minha criatura, eu hoje te criei’?
    Deve-se ver o contexto para analisar um texto e nao criar um pretexto. Nesse segundo salmo, se ‘simula’ ou se prevê um conflito entre nações e essa foi a soluçao apresentada por Deus: “RECITAREI UM DECRETO: YHWH me disse: Tu és meu filho; eu hoje te gerei.” Esse ‘gerei’ foi uma maneira figurada de dizer que YHWH fez com que Miguel se tornasse seu Rei da nacao escolhida e ‘filho’. Da mesma maneira, qual seria a reacao das nacoes em pleno conflito, ao ouvir o Rei de uma dizer que Deus o deu poder como Filho?
    Miguel já tinha sido criado antes da “segunda fase” da criacao, e foi privilegiado por Deus como um filho. Fica bem claro com o que Paulo (provavelmente Paulo) disse aos hebreus, sobre Yeshua: “A quem CONSTITUIU HERDEIRO de tudo, por quem fez tambem o mundo. O qual, sendo resplendor da glória [de Deus], e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra de seu poder, havendo feito por si mesmo a purificaçao de nosso pecados, assentou-se à destra da Majestade, nas alturas; feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Porque a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe SEREI POR PAI, E ELE ME SERÁ POR FILHO?” (Heb 1:2-5)
    Portanto, Miguel nas foi gerado por Deus literalmente, mas tempo depois de tê-lo criado, Deus o FEZ, o TORNOU, o CONSIDEROU, como Filho. Como Paulo tambem disse aos Romanos: “DECLARADO Filho de Deus em PODER, segundo o Espírito de santificacao” (Rom 1:4)

    1. Concordo com o irmão em varios aspectos, mas temos também que enxergar dentro de vários versiculos, nao só o contexto temporal, como também o profetico.
      Com base em que então satanás e seus demônios reconheceriam Yahshua como sendo filho de Deus aqui dentre os homens? Somente pelos acontecimentos terrenais, acredito que não.
      E se Yahshua ainda não existia, como nas escrituras ele diz que veio do céu, viu a Deus e dá testemunho do que viu?
      Ele mesmo conversava com o Pai como se já o conhece e não como se fosse conhecer.
      A propósito, é pela bíblia TODA é que se diz que ele já existia nos céus, e não por um único versiculo. Toda ela, a bíblia, fala da pré existencia de Yahshua.
      Por quem e para quem tudo FOI feito e se fez.
      Grande Abraco, ir.Gleison Elias.

  24. Não, a bíblia diz que YAHUH gerou YAHUHsha duas vezes.
    Uma nos céus (Sal.2:7) Como foi isso a bíblia não detalha.
    E outra na Terra (Mat.1:18 e Luc.1:35) bem detalhado, YAHUH sentadão em seu trono engravida Maria através de seu ruach, pois ele não precisa de corpo presente para realizar nada.
    Que fique bem claro, Yahushua é filho gerado por Deus duas vezes.
    Por isso é tao divino quanto o Pai, pois herdou Seu santo espirito (ruach). Só não é Deus pois nesse cargo só se senta um, o Pai.
    Assim como seu filho herda seu espirito de homem, Yahushua herda o ruach de YAHUH.
    O resto sim, são todos criados.

    1. Soa bem, mas não faz sentido.

      “Herdar o Espírito”, “Possuir o Espírito”, ou como quiser chamar, não faz da criatura um criador, ou o próprio Deus. Todo o conceito da falsa adoração é colocar a criatura no lugar do criador. Se Cristo é criatura, primogênito, primeiro Ser criado, o 1º mandamento já seria contraditório. Jesus aceita adoração, não porque o Pai outorga “direito” de ser adorado. Nenhuma criatura deve ser adorada.

      Ele não é o primogênito, mas único (João 3:16 – monogenes) – Não é o único GERADO mas o único do tipo.
      O termo primogênito no conceito hebraico tem direta relação com autoridade, não implica num “início”. Exemplos:
      1 – 1º Samuel 16:10-13 Davi não era o primeiro filho, mas foi chamado de primogênito.
      2 – Êx. 4:22 – Israel não era a primeira criação de Deus, mas foi chamado primogênito.
      3 – Gên. 25:25-26 – Jacó era o 2º a nascer
      4 – Jer. 31:9 – Efraim era o 2º filho
      5 – Col. 1:18 – Jesus também aparece como primogênito dentre os mortos (?)
      Portanto, quando aparece essa expressão novamente em Heb. 1:5 como devemos entender? Qual o princípio de aplicação? A simbologia do NT se entende pelo AT:
      Salmo 2:7 – Sentido figurativo, na entronização, o rei era “gerado” por Deus. O conceito de “hoje te gerei” parece ser mal compreendido na sua interpretação. Essa era a expressão usada como entronização no A.T.

      A expressão “Filho de Deus” não tem significado genético, mas consubstancialidade Divina, participar da mesma natureza. (Filho do trovão, filho da iniquidade, etc.)
      Jesus não se refere ao Pai como “nosso Pai”. Apenas Ele compartilha comunhão divina.

      1. estes debates cheios de filosofias de homens GREGOS ,Não pode mudar somente uma coisa, a tentação, fora de qualquer debate, o messias foi tentado, porem, a tentação só existe se houver possibilidade do individuo pecar,não havendo tal possibilidade, tudo se torna novela, teatro presente de grego, dizer que cristo é deus, é uma grande mentira, pois anula a tentação de jesus, e nega que ele morreu, e foi ressuscitado,, não me apego a traduções fraudulentas, da biblia, pois roma mudou e adulterou muitas coisas, cumprindo Daniel cap 7 :25. portanto sejamos sinceros, e paremos de tantas filosofia DO DIABO. O messias nunca orou a si mesmo, ,e não fingiu que morreu , e não fingiu que foi tentado, shalom!!!!!!!!!!!!!!!

  25. Que fique bem claro: Jesus disse ‘eu e o Pai somos um’ da mesma maneira que ‘o homem e a mulher se unirão e se tornarão uma só carne’ e como Jesus orou certa vez dizendo ‘faz deles (discípulos) um, assim como nós somos um’.

    Também, nos primeiros versos do evangelho de João, devemos lembrar que Jesus era considerado a sabedoria de Deus, e Salomão em seus proverbios deixou claro que a ‘sabedoria (pessoal) de Deus’ estava com ele durante a nossa criação. Portanto, Joao apenas queria enfatizar que Jesus era um ‘criador intermediário’, se é que essa expressao se adequa, quando disse, figuradamente, que Jesus é Deus.
    Vale lembrar também, que antes da criação detalhada do Genesis, houve uma anterior, onde apenas os céus, águas e Terra foram criados. E logo no primeiro dia da ‘segunda fase’ da criação, Deus em primeiro criou a Luz, que segundo João, ela é Jesus. Essa luz ajudou em todo resto da criação.

    Não há nada de se encabular, se for tudo bem contextualizado.

    1. Quando da criacao dos céus e terra, Yahuh já havia gerado seu filho Yahusuha de si mesmo. Então Yahushua ajudou seu Pai legitimo em tudo que foi criado.
      Ai, Deus fez uma surprasa ao filhão dizendo:
      ”Filho, nascido de mim mesmo, tudo isso ai que foi criado é seu, mas ainda não está pronto, pois ainda teremos que realizar um PLANO DE RESTAURACAO, pois como tu bem sabes, surgirá no meio dela, aqueles que a profanarão. Então teremos que redimi-la com sangue.
      Só que o sangue não é de animais, mas sim o seu, pois te gerarei novamente emtre os homens, caidos e pecadores.
      Está preparado meu Filho?”

      Esse é o grande PLANO DA REDENCÃO. Parece bem simples, mas é DIVINO, não é?

      1. Olá,

        Por gentileza, você pode me informar onde leu este diálogo entre o Pai e o Filho?!
        Isso só pode ter sido uma “surprasa” mesmo!
        Fico no aguardo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *