Livros adventistas admitem possibilidade de afeto entre anjos e humanos

livro-enttreasasO musical “Entre Asas”, que marcou a comemoração dos 60 anos do Colégio Adventista de Florianópolis Centro (CAF-C), baseia-se no livro Entre Asas, escrito pelos irmãos Paulo Orling e José Ricardo de Abreu, que pode ser adquirido pela internet tanto no Brasil (Editora Saraiva) quanto em Portugal (FNAC). A obra conta história de anjos que estiveram na Terra antes do Dilúvio e… Vale a pena lê-lo antes que seja proibido pela liderança adventista, que parece já ter percebido a idéia por trás da trilogia catarinense. (Perceba o sangue escorrendo da asa…) Os sites entreasas.com e entreasas.com.br já foram tirados do ar. Permanece apenas a conta no Facebook.

p.projeto-sunlilghtngO clássico Projeto Sunlight, de June Strong, também conta a história de um anjo do bem, que desenvolve carinho e afeto muito especias por uma terráquea problemática. Por pouco, ele não se apaixona! “Jader, cidadão do Universo, membro dos Escrivães Celestiais, decidiu acompanhar e descrever a vida de um ser humano e suas reações ao meio ambiente maculado pelo pecado. Quem seria escolhido? Jader optou pela pessoa que virasse a esquina de uma determinada rua em determinada cidade, as 18h de uma tarde de outono. A escolha recai sobre uma jovem divorciada, cheia de mágoas e rancores com o que a vida lhe deu. Tudo pronto para uma história inesquecível, que poderá mudar sua vida.” Se ainda não o leu, clique neste link para baixá-lo no formato PDF.

Leia também em PDF:

La Antiguedad del Futuro: El fenomeno OVNI y el programa extraterrestre a la luz de la Teoria Nefilim, por A. H. Toledo — 2012

5 comentários em “Livros adventistas admitem possibilidade de afeto entre anjos e humanos”

  1. Deixa eu ver se entendi: as obras de FICÇÃO citadas provariam a possibilidade de um anjo se apaixonar por uma mortal ao ponto de manter relação sexual com ela?
    É essa a intenção do post?

    1. Por trás da ficção, existe um conceito que deu origem ao argumento transformado em história. Nos dois casos, fica evidente que os adventistas, nessas obras de ficção citadas, admitem no mínimo a possibilidade de afeto entre seres angelicais e humanos, o que fortalece a interpretação de que os “filhos de Deus” em Gênesis 6 são anjos e não descendentes de Sete.

      1. Hermano

        Obras de ficção atuam na área da imaginação e especulação, não no que é concreto e possa ser demonstrado/provado. Embora contenham elementos concretos, na ficção a estória é fantasiosa.

        Ainda que os autores acreditem piamente que os anjos nutrem sentimentos pelos humanos, isso, de maneira nenhuma, implica que eles defendam que em Gênesis se sugere relações sexuais entre anjos e humanos.

        O ideal seria perguntar se os autores pensam como o editor do site. Obra de ficção não prova nada na Bíblia.

        1. Convém também ler os livros mencionados, especialmente o Entre Asas, que é de autores brasileiros e compõe uma trilogia a ser publicada oportunamente. Lemos o primeiro livro e gostamos, porque nos pareceu ser bem mais do que uma mera ficção. Trata-se de um modo muito didático de ensinar a verdade para uma nova geração de adventistas que logo enfrentarão situações muito desfavoráveis, como nos dias de Noé, para o cristão desinformado e de mente obtusa. Fica desde já o convite aos autores para que se pronunciem a respeito.

Deixe uma resposta para Cristiano Cancelar resposta