Áudio e texto oficial da crença adventista na Criação diferem, mas não incluem fé no “globo”


Embora Michelson Borges use citações de Ellen White para exigir que membros da Igreja Adventista creiam no “globo”, ou “mundo esférico” todas as visões e sonhos dados por Deus a ela envolveram o cenário da “cosmologia da terra plana”, inclusive a escalada de uma “parede” ou “muralha alta, lisa e branca”, nos limites onde a terra encontra o céu.

E apesar disso, tanto o áudio quanto o texto oficial da crença adventista na Criação, embora com diferenças, não incluem a fé no “globo”, defendida por Michelson Borges:

6 — A Criação

“Deus comunica por meio das Escrituras o relato autêntico e histórico de sua atividade criadora. Ele criou o universo; e, em uma criação recente, que durou seis dias, o Senhor fez “os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há” e descansou no sétimo dia. Assim Ele estabeleceu o sábado como memorial perpétuo da obra que Ele realizou e terminou em seis dias literais que, junto com o sábado, constituem a mesma unidade de tempo que hoje chamamos de semana. O primeiro homem e a primeira mulher foram formados à imagem de Deus como obra-prima da criação, foi-lhes dado domínio sobre o mundo e atribuiu-se-lhes a responsabilidade de cuidar dele. Quando o mundo foi concluído, ele era “muito bom”, proclamando a glória de Deus.”

Gn 1–2; 5; 11; Êx 20:8-11; Sl 19:1-6; 33:6, 9; 104; Is 45:12, 18; At 17:24; Cl 1:16; Hb 1:2; 11:3; Ap 10:6; 14:7

Fonte: https://www.adventistas.org/pt/institucional/crencas/

No áudio, a criação acontece totalmente em seis dias, seguidos pelo primeiro sábado da história humana. No texto, existe um intervalo entre a criação do Universo (“big bang”) e a criação do mundo em que vivemos, sem menção ao globo nos dois casos…

A expressão bíblica “os céus e a terra”, adotada pela IASD, em sua crença número seis, para referir-se ao nosso mundo, descreve a cosmologia bíblica hebraica do universo, com a terra (solo), jovem e imóvel, sobre as profundezas do mar (abismo), coberta por um domo (raqia’ no hebraico) sólido, ao qual o próprio Deus chamou “céus”, uma vez que separou as águas de cima das águas de baixo, dando origem ao “primeiro céu”, por onde circulam as nuvens e pássaros; um “segundo céu” (face inferior do domo), onde foram fixados o Sol, a Lua e as estrelas no quarto dia; e um “terceiro céu” (mostrado a Paulo), acima das águas de cima, onde está o trono, santuário celestial e a Nova Jerusalém.

Logomarcas

A recente mudança na logomarca registrada da Igreja Adventista do Sétimo Dia eliminou a figura do globo que havia em sua primeira versão:

E conforme já reportamos aqui, a Logomarca de plano de ação da IASD 2015-2020 assume cosmologia da Terra plana:

Além disso, logomarcas regionais de Igrejas Adventistas também começam a incluir referências implícitas à cosmologia hebraica da terra plana, coberta por um domo sólido. É o caso, por exemplo, da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Turlock, na Califórnia, EUA:

2 thoughts on “Áudio e texto oficial da crença adventista na Criação diferem, mas não incluem fé no “globo”

    1. Caro irmão, reescrevemos e adicionamos ilustrações ao texto para facilitar-lhe a compreensão. Por favor, releia-o. E lembre-se que a expressão bíblica “os céus e a terra”, adotada pela IASD, em sua crença número seis, para referir-se ao nosso mundo, descreve a cosmologia bíblica hebraica do universo, com a terra (solo), jovem e imóvel, sobre as profundezas do mar (abismo), coberta por um domo (raqia’ no hebraico) sólido, ao qual o próprio Deus chamou “céus”, uma vez que separou as águas de cima das águas de baixo, dando origem ao “primeiro céu”, por onde circulam as nuvens e pássaros; um “segundo céu” (face inferior do domo), onde foram fixados o Sol, a Lua e as estrelas no quarto dia; e um “terceiro céu” (mostrado a Paulo), acima das águas de cima, onde está o trono divino, santuário celestial e a Nova Jerusalém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *