EM DEBATE: Rim de porco em humano… Será a volta dos nefilins?




Em 2017, cientistas criaram embriões híbridos de porcos e humanos

Essa Criação foi descrita como passo importante em direção ao desenvolvimento de órgãos para transplante. Ideia alimenta controvérsias e levanta questões éticas.

Por France Presse

26/01/2017 20h31 Atualizado há 4 anos

Foto divulgada pelo Instituto Salk mostra um embrião de porco com 4 semanas que teve células-tronco humanas injetadas. — Foto: Salk Institute via AP

Cientistas criaram pela primeira vez embriões que contém uma combinação de células-tronco de duas espécies grandes e muito diferentes – humanos e porcos -, um passo importante em direção ao desenvolvimento de órgãos para transplante, revela um estudo nesta quinta-feira.

No entanto, a pesquisa ainda está em uma fase muito precoce e mostrou ser mais difícil do que o esperado, relataram os pesquisadores na revista científica Cell.

“Este é um primeiro passo importante”, disse o autor principal, Juan Carlos Izpisua Belmonte, professor do Laboratório de expressão genética do Instituto Salk para Pesquisas Biológicas, na Califórnia.

“O objetivo final é desenvolver tecidos e órgãos funcionais e transplantáveis, mas estamos longe disso”, acrescentou.

Cientistas implantaram células-tronco adultas humanas – conhecidas como células-tronco pluripotentes induzidas – em embriões de suínos e permitiram que elas crescessem por quatro semanas.

Mais de 150 embriões se desenvolveram em “quimeras” – como a mistura humano-animal é conhecida, em referência à figura híbrida da mitologia grega – que eram principalmente suínos, mas com um pequena contribuição humana.

O trabalho envolveu cerca de 1.500 embriões de porcos e levou quatro anos, muito mais tempo do que inicialmente estimado, devido à natureza complicada das experiências.

A ideia de criar misturas entre humanos e animais alimenta controvérsias e levanta questões éticas, particularmente porque os experimentos poderiam teoricamente levar à criação de animais com qualidades humanas, e possivelmente inteligência.

Mas segundo Jun Wu, cientista do Instituto Salk, o nível de contribuição humana para os embriões de porcos foi “baixo” e não incluiu precursores de células cerebrais.

‘Emocionante’

Bruce Whitelaw, professor de biotecnologia animal da Universidade de Edimburgo, que não participou do estudo, descreveu-o como “emocionante” porque este “abre caminho para avanços significativos”.

De acordo com Darren Griffin, professor de genética na Universidade de Kent, o “trabalho também nos ajudará a entender melhor a evolução, o desenvolvimento e as doenças” e pode eventualmente levar a uma solução para a escassez de órgãos.

“Neste estudo, os autores seguiram as diretrizes legais e éticas existentes, permitindo que os embriões se desenvolvessem pelo tempo máximo permitido”, acrescentou.

“É importante que qualquer pesquisa futura seja conduzida com total transparência, de modo a permitir o escrutínio público e o debate”, disse Griffin.

Fonte: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/cientistas-criam-embrioes-hibridos-de-porcos-e-humanos.ghtml

Humanos são fruto de acasalamento entre chimpanzé e porco, diz geneticista

Hipótese de especialista americano foi publicada em um site científico

2 dez 2013

Cientista sugere que uma pele sem pelos e com gordura subcutânea seria explicada por ancestrais suínos. Foto: Daily Mail / Reprodução

A espécie humana começou como a cria híbrida de um porco macho e uma chimpanzé fêmea – pelo menos é o que sugere um geneticista americano. A afirmação foi feita por Eugene McCarthy, da Universidade da Geórgia, detentor de um pós-doutorado na área e considerado uma autoridade na “hibridização” de animais. Ele argumenta que, enquanto os humanos têm muitas características em comum com os macacos, também têm um grande número de atributos distintivos que não são encontrados em outros primatas. As informações são do Daily Mail.

O geneticista afirma que essas características são muito provavelmente resultado de uma origem híbrida em algum ponto no início da história da evolução humana. Além disso, ele sugere, há um animal que conta com todos os traços que diferenciam os seres humanos dos “primos” primatas no reino animal. “Qual é o outro animal que possui todas essas características? A resposta é: Sus scrofa (domesticus), o porco comum.”

Cientistas concordam que os chimpanzés são os animais vivos com mais semelhanças com os humanos, uma teoria que conta com grande evidência genética. No entanto, há muitas características anatômicas entre as duas espécies. A pele sem pelos, uma espessa camada de gordura subcutânea, olhos claros, narizes protuberantes e cílios pesados seriam atributos suínos, segundo McCarthy.

A hipótese foi recebida com relutância pela comunidade científica. Em primeiro lugar, porque McCarthy é um especialista em pássaros, e nunca publicou um artigo sobre genética em mamíferos. O texto em que ele defende a tese foi publicado em um site organizado por ele, o Macroevolution.net. Além disso, o geneticista lançou um livro no ano passado chamado The Department, que – em tom de sátira -, mistura suspense, ciência e poesia em uma trama cujo personagem principal é um híbrido entre porco e chimpanzé. O romance, em formato de e-book, está disponível na Amazon. Também se questiona, afinal, como seria possível um chimpanzé acasalar com um porco.

Fonte: https://www.terra.com.br/noticias/ciencia/humanos-sao-fruto-de-acasalamento-entre-chimpanze-e-porco-diz-geneticista,365545f1dd2b2410VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

Deixe um comentário