** ADVANCE FOR FRIDAY PMS, JUNE 16 **Jeffrey Burton Russell, emeritus professor of history at University of California, Santa Barbara, poses in his campus office June 10, 2006 in Goleta, Calif., Calif. Russell is the author of the new book "Paradise Mislaid: How We Lost Heaven and How We Can Regain It."(AP Photo/Michael A. Mariant)

Simpatia pelo Diabo: Autor citado pela IASD para rejeitar doutrina bíblica da Terra plana é “satanólogo”

Simpatia pelo Diabo é o que não falta nas obras de Jeffrey Burton Russell, o historiador católico citado por teólogos da IASD, desde a Conferência Geral, Universidade de Andrews, Unasp, Sociedade Criacionista Brasileira, Dr. Rodrigo Silva, Michelson Borges e Leandro Quadros, como fonte confiável para crermos que a doutrina bíblica da Terra plana seja uma invenção de gente maldosa do século XIX.

No livro Inventando a Terra Plana, Russell atribui o ressurgimento da ênfase na cosmologia tripartite da Bíblia — CÉU, TERRA e SUBMUNDO — a sentimentos “anticatólicos” de autores que pretendiam zombar do Cristianismo, acusando a Igreja Católica de haver crido por séculos que a Terra era plana e o cosmo, geocêntrico. Nem ele nem a IASD perceberam que aquele era o tempo em que Deus restaurava Suas antigas verdades, que incluíam a cosmovisão do modelo de Universo criado em seis dias literais como um presente para os seres humanos e futura herança do próprio Filho de Deus!

Para nenhum desses segmentos teológicos da IASD, mencionados no parágrafo inicial importou o fato de Jeffrey B. Russell ser um teólogo às avessas, mais pra “satanólogo”, apaixonado pelas atividades da feitiçaria e manifestações satânicas. Para perceber sua opção demoníaca de pesquisa, basta consultar a lista de suas obras na Amazon.Com, a maioria delas em inglês, mas com vários títulos traduzidos para o Espanhol e Português.

Você acredita realmente que o autor desse tipo de livros tem mesmo informações privilegiadas e superiores, mais dignas de crédita que as expressas por homens santos que falaram da parte de Deus, movidos por Seu espírito santo, dentre eles Moisés, com quem Deus falava face a face e boca a boca?

Russell se refere ao Diabo como a segunda pessoa mais conhecida do planeta e chega a dizer que para crer em Jesus Cristo é preciso crer também em Satanás. Isso pode parecer lógico, mas revela nas entrelinhas sua fascinação pelo Maligno.

Mais recentemente, J. B. Russell iniciou novas tentativas de “desmitificar” o cristianismo, ensinando, por exemplo, que a Criação pode ter ocorrido por Evolução durante longos períodos, que o Ceu não existe como um lugar geográfico onde Deus “onipresente” está, mas apenas representaria a proximidade com Deus através de atos de amor e generosidade, através dos quais estaríamos reconquistando e reconstruindo o Paraíso na Terra…

E agora, Ruy Vieira? Até quando vocês da Sociedade Criacionista Brasileira pretendem se orgulhar por haver traduzido para o português o livro de um “satanólogo”, para não dizer satanista?

Aprenda mais sobre o Criacionismo Bíblico da Terra Jovem e Plana, no site www.criacionismo.org.                                                           

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *