Martinho Lutero “paga mico” em Roma, graças a Igreja Adventista!

Você acha que Martinho Lutero ficaria feliz se colocassem o nome dele numa praça em Roma? Evidentemente, NÃO! Mas a Igreja Adventista do Sétimo Dia, numa atitude que desrespeita e ridiculariza o grande reformador, foi capaz de sugerir isso e obteve resposta positiva da administração municipal romana. Martinho Lutero tornou-se motivo de piada, deboche e zombaria em Roma, graças a essa iniciativa adventista.

A notícia foi publicada no portal oficial da IASD na internet:

Adventistas ajudam renomear uma praça em Roma, com o nome de Martinho Lutero

Por mais de 6 anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia na Itália desempenhou um papel fundamental para o reconhecimento oficial.

Ao aproximar-se o aniversário de 500 anos da Reforma Protestante, a Igreja Adventista do Sétimo Dia na Itália liderou com sucesso uma petição em Roma, Itália, para reconhecer Martinho Lutero, que desencadeou a Reforma Protestante.

Em 31 de outubro de 1517, Lutero, um monge alemão, afixou 95 teses numa porta da igreja em Wittenberg, e ao fazê-lo, lançou os fundamentos para o maior cisma que já abalou o cristianismo ocidental.

Em 3 de janeiro de 1521 Lutero recebeu a bula papal de excomunhão, emitida pelo Papa Leão X. E agora, quase meio século depois da ação revolucionária, um reconhecimento oficial será concedido a Lutero pela cidade de Roma.

“Em 2009, sem saberem do caso entre si, a Igreja Adventista do Sétimo Dia e a Igreja Luterana emitiram um pedido à Cidade de Roma, solicitando dar a uma praça da cidade o nome de ‘Martinho Lutero’, disse Dora Bognandi, ex-diretora do Departamento de Relações Públicas e Liberdade Religiosa da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Itália, com sede em Roma.

Bognandi tenazmente lutou pelo reconhecimento. “Graças ao empenho de Dora Bognandi, um importante jornal italiano ‘La Repubblica’, recentemente atribuiu aos adventistas toda a iniciativa”, disse David Romano, atual diretor de relações públicas e liberdade religiosa na Itália.

No início do processo, o escritório responsável pela estrutura rodoviária urbana de Roma respondeu positivamente, mas não conseguiu levar o processo adiante.

“O Conselho de Estado de Todas as Igrejas no território romano, de que os adventistas são membros fortes e sábios promotores, tomou a frente no caso”, comentou Bognandi. “Reunimo-nos várias vezes com os conselheiros municipais, com o escritório responsável. Escrevemos várias cartas, até ao final do ano 2014, quando fomos informados de que o pedido tinha sido concedido e teve de ser finalmente aprovado pelo Conselho da Cidade”.

Seis anos se passaram desde que o primeiro pedido “avançou para o Capitólio pela Igreja Adventista do Sétimo Dia, feito em junho de 2009, perante o dedicado Comitê de Roma, em vista dos 500 anos da histórica visita a Roma feita por Lutero”, de acordo com o “La Repubblica”.

A nomeação oficial da praça no Parque de Colle Oppio, que fica perto do Coliseu, terá lugar no dia 16 de setembro, a fim de permitir ao prefeito de Roma, Ignazio Roberto Marino, estar presente para prestigiar o evento.

“Creio que vai ser um lugar onde os evangélicos e protestantes se sentirão em casa e promoverão atividades importantes”, disse Bognandi.

Representantes de várias denominações cristãs, incluindo a Igreja Católica Romana, e representantes de religiões não-cristãs estão planejando assistir à cerimônia. “Porque este é um momento importante para todas as minorias”, disse Romano. “Vamos apresentar-nos, e também espero que muitos membros de nossa Igreja Adventista estejam lá comigo”.

Fonte: https://news.adventist.org/pt/todas-as-noticias/noticias/go/2015-09-02/adventistas-ajudam-renomear-uma-praca-em-roma-com-o-nome-de-martinho-lutero/

5 ideias sobre “Martinho Lutero “paga mico” em Roma, graças a Igreja Adventista!

  1. Faltou citar na matéria acima qual foi o motivo pelo qual Martinho Lutero tornou-se motivo de piada, deboche e zombaria em Roma, graças a essa iniciativa adventista. só foi citada a matéria completa do site oficial adventista. caso seja a palavra “piazza”, ela significa praça, e não “piada”, se tratando portanto de um falso cognato. e “tedesco” significa alemão.

    • Caro irmão, pesquise um pouco mais sobre a vida e obra de Martinho Lutero. Aí, com certeza, entenderá a incoerência de dedicar uma praça ou qualquer logradouro público em Roma justamente para Lutero, que via Roma como “cidade do Anticristo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *