Michelson Borges defende inspiração verbal de Ellen White e a coloca acima dos escritores bíblicos

Apaixonado pela Nasa, Michelson Borges não vê o absurdo de reduzir Moisés e outros profetas, além do próprio Filho de Deus, a meros refletores do pensamento “científico” de sua época. Para ele, apenas Ellen White teve inspiração verbal com direito ao uso das expressões científicas corretas! É vergonhoso e muito estranho ver alguém que se diz “teólogo” — alguém que faz de Deus seu objeto de estudo! — colocar EGW acima da Bíblia.

Veja a íntegra do “último” vídeo de Michelson Borges sobtr o assunto:

6 ideias sobre “Michelson Borges defende inspiração verbal de Ellen White e a coloca acima dos escritores bíblicos

    • O irmão sabe o que Lutero e Calvino disseram sobre o heliocentrismo?

      Na obra Table Talk (coleções de comentários de Lutero sobre uma variedade de tópicos), lemos a seguinte discussão (datada de 04 de junho de 1539) em relação a essas novas ideias:

      Houve menção a um certo novo astrólogo que queria provar que a Terra se move, e não o céu, o sol, e a lua. Isso se daria como se alguém estivesse andando em uma carroça ou em um navio e imaginasse que ele estava parado, enquanto a terra e as árvores estivessem se movendo. [Lutero observou:] “Então é assim que funciona: qualquer um que quiser ser inteligente não pode concordar com nada o que os outros estimam. Ele precisa fazer algo por conta própria. Isto é o que esse sujeito faz, desejando virar toda a astronomia de cabeça para baixo. Mesmo diante dessas coisas que são colocadas em desordem, eu acredito nas Sagradas Escrituras, uma vez que Josué ordenou que o sol parasse, e não a Terra [Josué 10:12].”

      Em suas palestras sobre Gênesis, por exemplo, Lutero escreveu o seguinte, acerca do sol e das estrelas:

      “De fato, é mais provável que os corpos das estrelas, assim como o do sol, sejam redondos, e que eles estejam presos no firmamento, como globos de fogo, para lançar luz à noite, cada um segundo o seu propósito e sua criação.”

      Esta também não era uma visão incomum durante o início do século XVI. Lutero acrescentou a observação de que havia águas acima deste firmamento, na qual o sol e as estrelas estão presos. Em relação às águas acima do firmamento, Lutero escreveu:

      “Nós, cristãos, devemos ser diferentes dos filósofos [i.e. cientistas] na forma como pensamos sobre as causas dessas coisas. E se algumas delas estão além de nossa compreensão (como estas diante de nós, com relação às águas acima dos céus), devemos acreditar nelas e admitir a nossa falta de conhecimento, ao invés de perversamente negá-las ou presunçosamente interpretá-las em conformidade com o nosso entendimento.”

      Bertrand Russell até Thomas Kuhn. Numerosos estudiosos, incluindo Russell e Kuhn, afirmam que Calvino condenou Copérnico com as palavras: “Quem se atreveria a colocar a autoridade de Copérnico acima da do Espírito Santo?”

      Sobre Calvino, há uma declaração feita por ele, em um sermão em 1Coríntios, que é relevante. Ali, Calvino adverte contra aqueles que dizem: “que o sol não se move e que é a terra que se move.” Ele descreve aqueles que têm esta visão como “completamente desvairados e loucos” e como “possuídos” pelo diabo.

      Fonte: https://www.ligonier.org/blog/luther-calvin-and-copernicus-reformed-approach-science-and-scripture/

  1. Tem gente criticando o fato do video do Michelson estar bloqueado para comentarios. Mas eu te pergunto. e qual a diferenca para com este site? os comentarios aqui sao moderados. Duvido que publiquem os meus, que eu ando fazendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *