#exposedsda: Vítimas de pastor adventista acusado de assédio/estupro decidem falar em “live”

https://youtu.be/hmr3sa2nOlo?t=2851

Pelo menos duas das dezenas de jovens mulheres assediadas e abusadas pelo ex-diretor da “Agência de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais” no Estado de São Paulo, território da União Central-Brasileira (UCB), decidiram mostrar o rosto e, “QUEBRANDO O SILÊNCIO”, contar sua triste história durante transmissão “ao vivo” de uma web conferência, organizada pelo pastor Anderson Silva, líder do projeto @nossashistóriascuram, da Igreja Vivo por Ti, com sede em Brasília.

Ao lado de outras vítimas desse mesmo tipo de crime em outras igrejas, uma psicóloga e uma assistente social adventistas forneceram detalhes sobre a terrível experiência de terem sido abusadas por alguém que durante quarenta anos atuou como pastor adventista e, mesmo depois de denunciado em setembro do ano passado por mais de vinte vítimas, conseguiu ser simplesmente aposentado (jubilado) como pastor.

O caso foi registrado como ocorrência policial e segue em segredo de justiça, sem que a Organização adventista tenha se manifestado publicamente contra os crimes praticados pelo pastor e circulem rumores de que estejam pressionando e ameaçando as vítimas, a ponto de apenas sete delas até o momento terem comparecido à delegacia para depor.

Uma petição online de maior transparência na denominação adventista ao tratarem de casos que envolvam esse tipo de denúncia contra pastores e líderes administrativos, já reuniu mais de 16 mil assinaturas e deverá ser encaminhada à Associação Geral, uma vez que a liderança da Divisão Sul-Amaricana omitiu-se em relação ao caso. Aliás, colocar sob panos quentes acusações gravíssimas como essa têm sido a prática mais comum na DSA.

Nosso irmão, digital influencer, “Leandro Muito Love”, retransmitiu a LIVE no facebook de seu canal:

https://www.facebook.com/watch/?v=3851380611601893

Retransmissão no YouTube do irmão Leandro: https://youtu.be/DxlteoC34mQ?t=2461

1 comentário em “#exposedsda: Vítimas de pastor adventista acusado de assédio/estupro decidem falar em “live””

  1. Que vergonha! Esses pastores canalhas que se aproveitaram das irmãs. Imaginem quantas vítimas que temos por aí, que ainda não se decidiram abrir a boca. Cadeia para esses pastores!

    A IASD se assemelha com o mundo, talvez até pior.

    Será que o bigodudo da UCB foi excluído da igreja? Porquê ele protegeu o “amigo”, aposentando-o compulsoriamente? Essa é a a elite podre da IASD. Não venham com o ditado indecente de que a igreja é santa, mas é administrada por seres falíveis.

    Irmãos, vamos parar de devolver o dízimo e as ofertas. Utilizem esse dinheiro para ajudar os pobres. Enquanto nós continuarmos mantendo está “Obra”, estaremos mantendo o luxo, comodismo e principalmente o nepotismo desses pastores. Esse povo tem que trabalhar, o que a maioria não faz. Virou uma profissão muito rentável.

    Agora, que a Organização ASD é especialista em proteger pastores pedófilos e adúlteros, isso é notório.

    Sugiro à deputada estadual (SP) Dra. Damares que também crie um projeto de lei com os dizeres: “Não fique em silêncio – denuncie seu pastor”.

Deixe uma resposta