ONU e Vaticano premiam Ganoune Diop como “sumo pontífice” adventista

“A crença de que todos os seres humanos foram criados à imagem de Deus é a razão mais poderosa para construir pontes de entendimento entre as religiões.”

“Esta foi a mensagem do orador principal, Dr. Ganoune Diop, para comunicadores religiosos na convenção anual da Associated Church Press. Diop, que é Diretor de Relações Públicas e Liberdade Religiosa para a Igreja Adventista do Sétimo Dia em todo o mundo, falou em um almoço de convenção…”

“Diop comparou os construtores de pontes inter-religiosas de hoje à união de nações após a devastação da Primeira e Segunda Guerras Mundiais. As Nações Unidas foram fundadas, disse ele, por pessoas que decidiram: ‘Em vez de lutarmos uns contra os outros, vamos construir algo’.

“Para construir uma ponte, acrescentou, ‘precisamos saber quem está na outra margem’. Isso significa ir além de rótulos como judeus, muçulmanos, hindus, etc., para entender ‘as pessoas por trás dos nomes’. — Fonte: https://www.theacp.org/2017/05/01/bridges-between-faiths-are-more-necessary-than-ever-dr-ganoune-diop-tells-religious-communicators/

Diop, o sumo pontífice adventista

“Pontífice” vem do latim: pontifex, literalmente “construtor de pontes”. Pontífice é um termo que provém do latim, que significa “o que constrói pontes” pela união de pons (ponte) e o sufixo –ífice que quer dizer “aquele que constrói”.

Na antiga o pontífice era um dos cargos mais magistrados que tinha determinada tarefa a cumprir. Como seu próprio nome indica, o pontífice era responsável pela construção de pontes (um elemento central no projeto urbano do império) assim como sua supervisão. Entre religiosos, “pontífice” é o sacerdote que constrói ou serve de ponte entre homens e seu deus e entre homens e homens.

O próprio Ganoune Diop, entrevistado por jesuítas, disse que se vê como um pontífice adventista, construtor de pontes, ou “homem-ponte”, entre os adventistas e o Catolicismo, e entre os adventistas e outras denominações e religiões:

“Percebi um ponto central em minha vocação neste mundo, que é a solidariedade humana, um profundo respeito pelas escolhas dos outros que deixa de lado nossas diferenças. Isso é liberdade de consciência: consciência de acreditar ou não acreditar. Se eu realmente acredito nisso, então isso significa que devo genuinamente abraçar os outros… Tenho certeza de que, através da minha jornada, Deus me colocou para ser uma pessoa de reconciliação, uma pessoa que reúne pessoas, uma pessoa que respeita e abraça genuinamente a humanidade de outros. ”

“…Essa, eu acho, é uma das razões pelas quais, providencialmente, estou posicionado para estar lá como secretário de uma das maiores organizações cristãs, a Conferência de Secretários de Christian World Communions, a quem foi confiado o privilégio de encontrar os principais líderes de todas as denominações, desenvolvendo amizades, com genuíno interesse por todos. Também fui convidado para fazer parte do conselho do Global Christian Forum, que, novamente, reúne diferentes correntes cristãs: Ortodoxa, Católicos, anglicanos e muitos outros cristãos.”

“Meu compromisso principal é com Deus. Também tenho um compromisso mais profundo com toda a família humana. O compromisso com Deus também se materializa no abraço do ser humano ao qual Deus se solidariza. Quando me tornei o diretor de relações públicas e liberdade religiosa, também fui chamado para ser o secretário-geral da Associação Internacional de Liberdade Religiosa. Cole Durham, por exemplo, e muitos outros de diferentes tradições religiosas vêm às nossas reuniões.”

“‘Ellen White descreve o ministério de Cristo na Terra como ‘mesclando-se com os homens como alguém que desejava o seu bem'”, diz Diop. ‘Misturar-se – ser sal e luz no mundo – é o cerne de nossa missão como adventistas do sétimo dia. Para o nosso departamento, isso significa construir pontes com pessoas de influência na sociedade, seja na arena política ou religiosa, compartilhar quem são os adventistas e como somos uma bênção para a sociedade de muitas maneiras diferentes ‘.” — Fonte: https://www.adventistliberty.org/leader-brings-distinctly-adventist-voice-to-international-christian-gathering

Veja o vídeo:




Dr. Ganoune Diope, pastor da Igreja Adventista nos EUA e DIRETOR MUNDIAL DE RELAÇÕES PÚBLICAS RELIGIOSA. Recebeu 2 grandes prêmios por sua grande contribuição pela liberdade religiosa como grande construtor de pontes mensageiro da paz. Ele também tem orientado líderes de outras religiões acerca da paz e da fraternidade humana,tornando-se grande agente do Papa Francisco para difundir sua mensagem.

VÍDEO ORIGINAL




CONSULTE OS LINKS ABAIXO:

Dr. Ganoune Diop é Diretor de Relações Públicas e Liberdade Religiosa da Igreja Adventista do Sétimo Dia em todo o mundo

https://www.adventistliberty.org/dr.-ganoune-diop

LINK DA ENTREVISTA:
Departamento de Relações Públicas e Liberdade Religiosa, Igreja Adventista do Sétimo Dia

https://berkleycenter.georgetown.edu/interviews/a-discussion-with-ganoune-diop-director-of-the-public-affairs-and-religious-liberty-department-seventh-day-adventist-church

2 comentários em “ONU e Vaticano premiam Ganoune Diop como “sumo pontífice” adventista”

  1. Sumo-Pontífice ASD – Dr. Ganoune Diop. Com todo o respeito, mas o senhor e a sua Organização religiosa são grandes hipócritas. Fazem média com o Vaticano / ONU mas não conseguem construir pontes dentro da sua própria igreja. Quantos membros e pastores ja foram lançados fora da IASD simplesmente porque expuseram suas opiniões contra o sistema ditatorial ASD e também contra as crenças mescladas com a mentira.
    Dr. Diop, vá fazer evangelismo de casa em casa. Vá ministrar estudos bíblicos e pare com essa baboseira toda de “Liberdade Religiosa” defendida por vocês – uma verdadeira hipocrisia.

  2. Paz em Jesus!

    Sou ex-pastor ordenado da IASD, e antes de me condenar por algum pecado que possa ter me tirado do Ministério Pastoral na IASD leia minha história completa neste link https://exmembroadventista.blogspot.com/

    Além da minha formação em Teologia com ênfase em Grego e Hebraico, também sou formado em Pedagogia e Psicopedagogia, além de Ciências da Religião. Quando estudei Ciências da Religião na FURB, tive professores doutores que eram na maioria padres católicos da ICAR. Todos eles falavam do diálogo inter-religioso como ferramenta para alicerçar o Ecumenismo, ou seja, adequação de todas as crenças comuns aos dogmas da ICAR, e a supremacia da ICAR como única igreja cristã legítima e verdadeira.

    O que a IASD está tentando fazer é um erro muito grande, o qual terá um preço em apostasias dos marcos da fé adventista. Se você colocar um círculo sobreposto exatamente em cima do outro que espaço sobrará? Nenhum, é isso que a ICAR quer fazer por meio do ecumenismo disfarçado de diálogo inter-religioso. Mas se você colocar um círculo afastado do outro, mas ainda conectando um espaço entre eles, haverá um espaço em comum entre os dois, que são os pontos de convergência, todavia cada círculo manterá seu espaço sobre o que eu creio e o que o outro crê sem imposições.

    https://cienciasdareligiao.blogspot.com/

Deixe um comentário