Walter Veith e Michelson Borges buscam síntese satânica entre Criação e Evolução




Tentando se equilibrar com um pé na Arca e o outro lá fora, seguidores de Walter Veith, Michelson Borges e outros teólogos queridinhos das mídias sociais adventistas no Brasil, ainda não perceberam que o chamado “Criacionismo Científico” por eles defendido é, em verdade, um perigoso sincretismo entre o que Deus diz, através da Bíblia, sobre a Criação e o que supõe a falsamente chamada Ciência sobre a  origem da vida no Universo. 

Com base em termos da filosofia hegeliana, frequentemente citada pelo conferencista Walter Veith, a Criação seria a tese e a Evolução a antítese, e o “Criacionismo Científico” a síntese defendida por Veith, Borges e outros. Ora , não pode haver comunhão entre Moisés, que falava face a face com Deus e dEle recebeu a revelação sobre a Criação, e Darwin, inspirado pelo Diabo para escrever sobre a evolução das espécies.  Antítese impossível entre a Verdade de Deus e as Mentiras de Satanás, incluindo a teoria do “big bang”, hipótese satânica expressa pelo jesuíta belga, Georges Lemaîtres, que jamais pode ser confundida com o “Haja Luz” do Gênesis, apesar da vinheta de abertura dos vídeos de Michelson Borges no YouTube.

No vídeo acima, Walter Veith chega a perceber que o estado de mornidão da igreja no período de Laodiceia, equivale à tentativa inútil de promover uma síntese entre os valores de Deus e as alternativas do Diabo para os homens, concluindo que essa situação é inaceitável para Deus e favorece ao Diabo.

Contudo, Veith e seu colega de estúdio não avançam para o entendimento de que ou aceitamos a literalidade de 100% do relato bíblico de Gênesis, incluindo-se aí a semana de 7 dias de 24 horas, com a terra plana que surge das águas e é coberta pelo domo do firmamento por ordem de Deus, ou aceitamos 100% da literalidade da  suposta evolução da vida e expansão do Universo iniciada há bilhões de anos. Não dá para acreditar 50% na Bíblia e 50% na Ciência, isso equivaleria a ingerirmos o conteúdo de um copo com metade de água e metade de veneno.  

“Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência, a qual professando-a alguns, se desviaram da fé.” 1 Timóteo 6:20,21

E perceba a ênfase que o Filho de Deus dá ao aspecto da literalidade do relato da Criação, executada por Ele, em Sua repreensão à igreja de Laodiceia: 

“E ao anjo da igreja de Laodiceia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus: Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente [50% criacionista e 50% evolucionista, adepto do “criacionismo científico”], vomitar-te-ei da minha boca.” Apocalipse 3:14-16. 

O Criador da Terra plana é o próprio Filho unigênito de Deus; a cosmologia da Terra plana é mencionada no próprio Decálogo escrito em pedras pelo dedo de Deus; e a guarda do sábado do sétimo dia da semana é um memorial da criação da Terra plana, em 7 dias de 24 horas. Não pode haver meio termo. Ou cremos em Gênesis 1 literal e totalmente, ou rasgamos e abandonamos imediatamente a Bíblia já no primeiro capítulo.

“Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” João 1:3.

“Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.” Êxodo 20:4.

“…Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar [abismo, profundezas] e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou.” Êxodo 20:11.

Strong 3220הַיָּם֙ (hai · yam) mar como “debaixo da terra” Salmo 24:2, Gênesis 1:10, Gênesis 7:11, Êxodo 20:4 e Deuteronômio 5:8.

“E Deus disse: — Haja um firmamento no meio das águas e separação entre águas e águas. E Deus fez o firmamento e a separação entre as águas debaixo do firmamento e as águas acima do firmamento. E assim aconteceu. E Deus chamou ao firmamento “céus”. Houve tarde e manhã, o segundo dia. E Deus disse: — Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num só lugar, e apareça a porção seca. E assim aconteceu.
Deus chamou à porção seca “terra” e ao ajuntamento de águas chamou “mares”. E Deus viu que isso era bom.” Gênesis 1:6-10,

“— Não faça para você imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.” Deuteronômio 5:8;

“Do Senhor é a terra e tudo o que nela existe, o mundo e os que nele vivem; pois foi ele quem a estabeleceu [a terra] sobre os mares e a firmou sobre as águas.” Salmo 24:1-2.

“Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste. Com base nesta palavra também o mundo daquele tempo foi destruído, afogado em água.” 2 Pedro 3:5.

“No ano seiscentos da vida de Noé, aos dezessete dias do segundo mês, nesse dia romperam-se todas as fontes do grande abismo, e as comportas dos céus se abriram,” Gênesis 7:11.

Neste ponto, recomendamos aos irmãos seguidores de Walter Veith e Michelson Borges que leiam agora o texto abaixo:

Artigo diz que o criacionismo é essencialmente uma teoria da conspiração

 

Em 4 de fevereiro, Snopes.com publicou um  artigo  na seção de “notícias” que chamava de criacionismo, ou uma visão de um dilúvio literal e uma terra jovem, uma “teoria da conspiração totalmente desenvolvida”. Esta é uma empresa (Snopes) que o Facebook tem usado por vários anos para encerrar o que eles chamam de ‘desinformação’.

O autor do artigo, o professor de química Paul Braterman, que se descreve como um “anti-criacionista”, afirmou no artigo que os criacionistas – aqueles que abraçam a história da criação de sete dias conforme descrito na Bíblia – “vão longe para demonizar os proponentes da evolução. ”

Particularmente frustrante para Bratemen é a noção de que a Terra tem 10.000 anos ou menos. Braterman lamentou o fato de que 40% dos americanos, de  acordo com uma pesquisa Gallup de 2019 , acreditam na visão criacionista da origem da humanidade, que é que descendemos dos primeiros humanos que Deus criou, Adão e Eva, “aproximadamente no passado 10.000 anos. ”

“Essas crenças derivam da doutrina da infalibilidade bíblica, há muito aceita como parte integrante da fé de numerosas igrejas evangélicas e batistas em todo o mundo”, escreveu ele. “Mas eu diria que o movimento criacionista atual é uma teoria da conspiração totalmente desenvolvida.”

Ken Ham, fundador do ministério apologético Answers in Genesis , rebateu os escritos de Braterman, descrevendo o professor aposentado como “um ateu ardente” que trabalhou ativamente para bloquear o ensino do criacionismo nas escolas, principalmente no Reino Unido

Ham disse que Braterman “tem uma agenda contra os cristãos”, observando que ele não mediu esforços para vincular todos os cristãos àqueles que defendem a teoria da conspiração QAnon, bem como ao número relativamente pequeno de radicais marginais que invadiram o Capitólio dos EUA em 6 de janeiro.

“Isso é típico do que essas pessoas fazem”, explicou o fundador da AiG. “Eles tentam demonizar os cristãos ao nos alinhar com grupos com os quais não temos absolutamente nada a ver.”

A decisão de Snopes de republicar o artigo (que apareceu pela primeira vez em The Conversation ) é na verdade eles fazendo exatamente o que dizem para não fazer: passar informações falsas. “Por que eu iria confiar em Snopes novamente?” Ham perguntou. “Por que eu confiaria na verificação dos fatos?” Isso é fácil. Não.

Para onde isso vai?

Para os quase 40% que acreditam na Bíblia, devemos entender o que é isso. O conselho editorial de Snopes.com e este autor em particular que trabalha com theconversation.com discordam da Bíblia. Neste artigo, eles afirmam que aqueles que acreditam na Bíblia são “perigosamente opostos à ciência”.Snopes . com e este autor em particular que trabalha com

Isso coloca os criacionistas na categoria de pessoas perigosas que, se tiverem permissão para acreditar nessas coisas, prejudicarão  o mundo – assim como os céticos da mudança climática e aqueles que não desejam tomar uma vacina COVID ou usar uma máscara.

Observe cuidadosamente onde isso coloca o cristão que crê na Bíblia. Se você acredita na Bíblia – que descreve a obra de Deus como sobrenatural – incluindo uma criação literal de seis dias há cerca de 10.000 anos, então você é perigoso para o seu vizinho. Este autor não diz (ainda) o que ele acredita que deveria acontecer com você; no entanto, isso é parte de uma opinião crescente entre os ímpios de que discordar deles não deveria ser permitido.

A lógica é semelhante em muitos aspectos a alguns no debate da Teoria Crítica da Raça:

Novamente, acreditar em algo diferente simplesmente não é permitido – até mesmo perigoso para a humanidade.

Portanto, se você acredita no criacionismo, provavelmente odeia toda a ciência e deseja que as pessoas morram. Porque? Porque acreditar no criacionismo é simplesmente negar a ciência. Se você vai negar a ‘ciência’, então você se coloca em uma posição para ferir seus semelhantes.

Entenda aonde isso vai logicamente … se você for rotulado como um conspiratório perigoso, eles podem pressionar os sites de mídia social para expulsá-lo das redes sociais, já que o que você acredita é perigoso para os outros ao seu redor. E não vai acabar aí.

Fiel até a morte

 Como Paulo escreveu: “Mas saiba que nos últimos dias virão tempos perigosos:” (2 Timóteo 3: 1). Ele ainda escreve:

12 Sim, e todos os que desejam viver bem em Cristo Jesus sofrerão perseguição. 13 Mas os homens maus e impostores ficarão cada vez piores, enganando e sendo enganados. 14 Mas tens de continuar nas coisas que tens aprendido e de que tens a certeza, sabendo de quem as tens aprendido, 15 e que desde a infância conheces as Sagradas Escrituras, que podem torná-lo sábio para a salvação pela fé que é em Cristo Jesus.

16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e é proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir na justiça, 17 para que o homem de Deus seja completo, perfeitamente equipado para toda boa obra. ( 2 Tim 3: 12-17 )

Nós, como seguidores de Jesus Cristo que acreditam na Bíblia, devemos entender que as pessoas nem sempre gostarão de nós. Jesus ensinou a Seus discípulos que as pessoas irão odiá-los como o odiavam ( João 15:18 ).

Como Paulo disse a Timóteo, “continua nas coisas que aprendeste …” Devemos obedecer à Bíblia. Obedecer significa procurar viver de acordo com ele de todas as maneiras possíveis, tão consistentemente quanto possível e tão graciosamente quanto possível. Permitimos que a Bíblia nos instrua, nos torne cientes de lugares onde vivemos erroneamente de acordo com o mundo e não com Deus, corrija nosso comportamento e nos ajude a viver uma vida disciplinada que honra a Deus. A Bíblia deve ser nosso guia para o que acreditamos e como vivemos como aqueles que trazem a imagem de Jesus Cristo como seus embaixadores nesta terra cada vez mais hostil.

Como Paulo escreveu em Colossenses,

“Ande com sabedoria para com os que estão de fora, remindo o tempo. A vossa palavra seja sempre com graça, temperada com sal, para que saibais como deves responder a cada um ”( Cl 4, 5-6 ).

Aqueles de nós que desejam ganhar o mundo para Cristo devem estar preparados para entrar em conflito com ele no processo. Ao nos envolvermos com aqueles de quem discordamos e que não conhecem a Bíblia nem aceitam seus ensinos, devemos ser muito sábios. Devemos falar com graça.

Só porque somos tratados de uma maneira particular, não significa que devemos tratá-los da mesma maneira. Em vez disso, devemos graciosamente falar a verdade, independentemente de como eles nos tratam. Quando respondemos como Paulo sugere em Colossenses, então nós, como cristãos, seremos conhecidos por nossa unidade e amor ( João 17: 20-26 ) – mesmo por aqueles que discordam de nós.

A verdade bíblica por si só é suficiente para ofender aqueles que não seguem a Cristo; não queremos aumentar essa complexidade com uma feiura de espírito que falha em refletir o Senhor a quem servimos.

Ande com o Rei e seja uma bênção.

****

“Sim, e todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus sofrerão perseguição. Mas os homens maus e impostores ficarão cada vez piores, enganando e sendo enganados. Mas você deve continuar nas coisas que você aprendeu e tem a certeza de, sabendo de quem você as aprendeu, e que desde a infância você conhece as Sagradas Escrituras, que podem torná-lo sábio para a salvação pela fé que está em Cristo. Jesus ”(2 Timóteo 3: 12-15).

Fonte: https://www.fulcrum7.com/news/2021/2/25/snopes-article-says-creationism-is-essentially-a-conspiracy-theory

Veja também se tiver algum tempo a perder:

Tradução de artigo citado por Walter Veith:

Por que o criacionismo tem todas as marcas de uma teoria da conspiração

Nos Estados Unidos hoje, até 40% dos adultos concordam com a afirmação do criacionismo da Terra jovem de que todos os humanos descendem de Adão e Eva nos últimos 10.000 anos.

Publicado por The Conversation. em 4 de fevereiro de 2021

Este artigo sobre o criacionismo foi republicado aqui com permissão da The Conversation . Este conteúdo é compartilhado aqui porque o tópico pode interessar aos leitores do Snopes; ele não representa, entretanto, o trabalho de verificadores de fatos ou editores de Snopes.

Muitas pessoas ao redor do mundo ficaram horrorizadas ao testemunhar o dano causado por teorias da conspiração como QAnon e o mito da eleição dos Estados Unidos roubada que levou ao ataque ao edifício do Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro. No entanto, embora essas idéias sem dúvida desaparecerão com o tempo, pode-se dizer que existe uma teoria da conspiração muito mais duradoura que também permeia a América na forma do criacionismo da Terra jovem . E é algo que não podemos ignorar porque se opõe perigosamente à ciência.

Nos Estados Unidos hoje, até 40% dos adultos concordam com a afirmação do jovem criacionista da Terra de que todos os humanos descendem de Adão e Eva nos últimos 10.000 anos. Eles também acreditam que as criaturas vivas são o resultado de uma “criação especial” ao invés de evolução e ancestralidade compartilhada. E que aquele dilúvio de Noé foi mundial e responsável pelos sedimentos da coluna geológica (camadas de rocha acumuladas ao longo de milhões de anos), como as expostas no Grand Canyon .

Essas crenças derivam da doutrina da infalibilidade bíblica , há muito aceita como parte integrante da fé de numerosas igrejas evangélicas e batistas em todo o mundo, incluindo a Igreja Livre da Escócia . Mas eu argumentaria que o movimento criacionista atual é uma teoria da conspiração totalmente desenvolvida . Ela atende a todos os critérios , oferecendo um universo paralelo completo com suas próprias organizações e regras de evidência, e afirma que o estabelecimento científico que promove a evolução é uma elite arrogante e moralmente corrupta.

Essa chamada elite supostamente conspira para monopolizar o emprego acadêmico e as bolsas de pesquisa. Seu suposto objetivo é negar a autoridade divina , e o beneficiário final e o principal motor é Satanás.

O criacionismo ressurgiu dessa forma em reação à ênfase de meados do século 20 na educação científica. Seu texto principal é o best-seller de longa data, The Genesis Flood , de John C Whitcomb e Henry M Morris. Isso serviu de inspiração para o Instituto de Pesquisa da Criação de Morris e seus desdobramentos, Answers in Genesis and Creation Ministries International .

Ken Ham, fundador e executivo-chefe da Answers in Genesis, também é responsável pelo altamente lucrativo parque temático Ark Encounter e pelo Creation Museum em Kentucky. Como uma visita a qualquer um desses sites irá mostrar, seu criacionismo é completamente hostil à ciência, enquanto paradoxalmente afirma ser científico.

Demonizando e desacreditando

Essas são táticas comuns da teoria da conspiração em jogo. Os criacionistas não medem esforços para demonizar os proponentes da evolução e para minar as evidências esmagadoras a seu favor.

São inúmeras as organizações, entre elas a Biologos , a American Scientific Affiliation , o Faraday Institute e o Clergy Letter Project , que se autodenomina “um esforço destinado a demonstrar que religião e ciência podem ser compatíveis”, ou seja, promover a ciência da evolução dentro do contexto da crença religiosa. Mesmo assim, os criacionistas insistem em unir os tópicos separados da evolução, filosofia materialista e a promoção do ateísmo .

De acordo com o Answers in Genesis, a ciência da evolução é uma obra de Satanás , enquanto o ex-congressista americano Paul Broun a descreveu como “ uma mentira direto do abismo do inferno ”. Quando ele disse isso, aliás, ele era membro do Comitê de Ciência, Espaço e Tecnologia da Câmara dos Deputados .

Como outros teóricos da conspiração , os criacionistas se imunizam da crítica baseada em fatos. Eles rotulam o estudo do passado como baseado em suposições improváveis, desqualificando assim de antemão a evidência clara da geologia.

Eles então atacam outras evidências focando em fraudes específicas, como o homem de Piltdown – um esqueleto falso supostamente um elo perdido entre humanos e outros macacos que foi desmascarado há mais de 60 anos – ou o amálgama pássaro-dinossauro “Archaeoraptor”, desacreditado por cientistas perspicazes antes mesmo de entrar na literatura revisada por pares (embora não antes de entrar na National Geographic ).

Um dos alvos favoritos é Ernst Haeckel, cujas fotos de embriões, publicadas em 1874, são agora consideradas seriamente imprecisas . No entanto, eles chamam corretamente a atenção para o que mais importa aqui: as características compartilhadas durante o desenvolvimento por diferentes organismos – incluindo humanos – como arcos de guelras, uma cauda longa e olhos nas laterais em vez da parte frontal da cabeça, confirmando que eles têm uma ancestralidade comum.

O nome de Haeckel aparece no site Answers in Genesis 92 vezes. Ele também é o assunto de um longo capítulo em Ícones da evolução de Jonathan Wells Ciência ou mito? . Este livro, que até tem seu próprio guia de estudo do ensino médio , foi o que primeiro me convenceu , em 2013, de que o criacionismo era uma teoria da conspiração.

É um exemplo esplêndido de táticas criacionistas, usando deficiências há muito corrigidas (como aquelas nos primeiros estudos sobre a evolução darwiniana em mariposas salpicadas , em resposta à mudança de cores após poluição reduzida) para implicar que toda a ciência é fraudulenta. Wells tem um verdadeiro PhD em biologia, um PhD adquirido com o objetivo específico de “ destruir o darwinismo ” – ou seja, a ciência da evolução – por dentro.

Wells é um membro sênior do Discovery Institute , um thinktank conservador que promove o criacionismo sob a bandeira do ” Design Inteligente “, e também está ligado a outras teorias da conspiração, como alegações de que o consenso sobre as mudanças climáticas é falso , e que em novembro passado A eleição presidencial dos EUA foi roubada .

Qual o proximo?

As teorias da conspiração são sempre movidas por alguma preocupação ou agenda subjacente. A teoria de que a certidão de nascimento de Obama foi uma falsificação , ou de que a eleição de 2020 nos EUA foi roubada, tem a ver com legitimidade política e vai desaparecer à medida que os políticos que as promovem desaparecerem da memória. A ideia de que COVID-19 não existe está se provando um pouco mais difícil de desalojar, mas cientistas, como aqueles por trás da Insolência Respeitosa , estão se organizando para lutar contra a negação da ciência e a desinformação.

Temo que a teoria da conspiração criacionista não terá vida tão curta. É impulsionado por uma luta de poder profundamente enraizada nas comunidades religiosas, entre modernistas e literalistas; entre aqueles que consideram as Escrituras como chegando a nós por meio de autores humanos, embora inspirados, e aqueles que as consideram uma revelação sobrenatural perfeita. E essa é uma luta que nos acompanhará por muito tempo.A conversa

Paul Braterman , Exmo. Bolsista de Pesquisa; Professor Emérito em Química, Universidade de Glasgow

Este artigo foi republicado de The Conversation sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original .

Fonte: https://www.snopes.com/news/2021/02/04/why-creationism-bears-all-the-hallmarks-of-a-conspiracy-theory/

Deixe uma resposta