PROTESTANTES ATÉ HOJE! 95 Teses do Adventistas.Com nos últimos 18 anos — Parte 1

1. Apoio a Hitler: A IASD em péssima companhia! A doutrina da reforma da saúde levou os Adventistas do Sétimo dia da Alemanha a endossar o regime nazista no verão de 1933. Eles se regozijavam com o fato de que a nação estava agora nas mãos de um homem “que recebe esse ofício das mãos de Deus e reconhece ser responsável diante dEle.” Na verdade, Adolf Hitler recebeu apoio explícito de clérigos cristãos, católicos e luteranos. Entre as pequenas seitas, os Adventistas do Sétimo Dia e as Novas Igrejas Apostólicas estavam entre os mais ardorosos defensores do Nacional-Socialismo, desde muito antes que Hitler chegasse ao poder. No povoado adventista de Friedensau, o Estado parlamentar Nazista obteve 99,9% dos votos. Quando alguns adventistas se recusaram a saudar a bandeira suástica e usar a saudação de Hitler, o presidente da Associação Alemã Oriental, W. Mueller, argumentou que essa atitude não faria bem à imagem da igreja. Ele concluiu que ‘sob nenhuma circunstância o adventista tem o direito de resistir ao governo, ainda que o governo o obrigue a contrariar sua fé.’

2. Racismo vergonhoso! A IASD decidiu incentivar o fim da separação entre brancos, negros e latinos nos cultos em igrejas dos Estados Unidos somente em outubro do ano 2000, a pedido do governo norte-americano. “Aceitamos a sugestão do Presidente Clinton. Agora, estamos orando e despertando interesse pelo assunto em nossa congregação tão diversificada racialmente. Queremos melhorar nossas relações raciais e preparar nossos membros para uma vida e ministério mais frutíferos no século 21,” garante o presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia na América do Norte, pastor Alfred McLure. Prevista para durar quatro dias, a programação do encontro inclui um café da manhã “ecumênico” com a participação de lideranças comunitárias e políticas além de clérigos de várias denominações, sessões plenárias, oficinas, grupos de estudo, um grande debate sobre a questão racial e, no encerramento, a realização de um culto para celebrar a diversidade racial adventista.

3. Estrategistas da IASD Tentam Melhorar o “Evangelho Eterno” com Idéias do Budismo, Hinduísmo e Islamismo. Pode parecer incrível, mas desde janeiro de 98 os estrategistas responsáveis pela chamada “Missão Global” da Igreja Adventista estudam como “tornar o Evangelho relevante” para pessoas de diferentes culturas e tradições. O pastor Mike Ryan, secretário desse departamento, anunciou que a estratégia da Igreja vai ser “apresentar a Bíblia e a salvação em termos mais compreensivos para as pessoas.

4. Autores da seleção de textos da Sra. White, que recebeu o título Eventos Finais, incluíram citações muito claras quanto à apostasia da liderança da IASD. Também evidenciam que a evangelização da humanidade não será terminada pela Organização adventista, o que por dedução nos autorizaria a deixar de entregar o dízimo a ela e administrá-lo conscienciosamente segundo a vontade de Deus.

5. Ao que indicam os fatos, parece que nossos líderes estão copiando o modelo dos cardeais da Igreja Romana — os fiéis ficam no patamar de baixo e os administradores da Igreja no patamar de cima. Houve uma espécie de separação entre clero e laicato (leigos). A função de servir e apascentar o rebanho de Deus perdeu o sentido exemplificado por Cristo.

6. Uma senhora adventista morreu logo depois que funcionários do Hospital Adventista de Takoma Park, Maryland, EUA, recusaram-se a atendê-la por causa da cor de sua pele. O incidente ocorreu em 1943, mas é mencionado na edição digital da Adventist Review desta semana porque o pedido oficial de desculpas ocorreu agora, 56 anos depois, quando a Organização Adventista decidiu discutir a possibilidade de adventistas negros e brancos freqüentarem as mesmas igrejas e reuniões no território da Divisão Norte-Americana.

7. Organização Usa Bullón para Conter Insatisfação de Leigos em Goiás. Um sermão sob encomenda proferido pelo Pastor Alejandro Bullón durante um congresso foi a solução encontrada pela Associação Brasil Central para tentar recuperar o prestígio perdido em recentes disputas com leigos insatisfeitos. O congresso “Volta Para Casa, Filho” com duração de apenas dois dias iniciou-se na noite de sexta-feira, dia 5 de novembro, e foi encerrado na manhã de sábado.

8. Leigos Usam Parte do Dízimo no Evangelismo Local e Obtêm Resultados Positivos: “Contratamos seis obreiros, que trabalham em nossa região e se dedicam em dar estudos bíblicos, ministrar classes bíblicas e visitar regularmente os membros de nossa igreja. Resultado: 110 pessoas estão recebendo estudos bíblicos e mais 40 estão recebendo estudos por correspondência. Muitas destas pessoas já decidiram se batizar.”

9. Intolerância da Organização Contra Ex-Adventistas Fez 80 Vítimas em Waco nos EUA. David Koresh e seus seguidores foram vítimas de bombas de gás tóxico e incendiário, tortura psicológica e, indiretamente, da intolerância da Associação Geral contra ex-adventistas. A Organização forneceu as informações distorcidas de que as autoridades dos Estados Unidos precisavam para condenar e executar os davidianos por suas crenças e práticas religiosas. Vance Ferrell, que pesquisa o assunto desde 93, assegura que as investigações foram iniciadas oito meses antes da tragédia pela ATF e o Waco Tribune-Herald. “Nós sabemos, diz ele, que Shirley Burton, da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia, foi o instrumento responsável pelo início de toda a ação policial.

10. Ainda há pastores e até administradores fiéis a Deus apesar de tantos desmandos e abusos. Em número bem reduzido, como espécie em extinção, mas existem. Por isso, particularmente acredito que não haverá necessidade desse rompimento radical, uma vez que os poucos homens de Deus remanescentes na Obra logo deverão criar coragem e chamar o pecado por seu nome exato, sob pena de serem considerados coniventes. Se consagrarem-se a Deus, rogando por Sua força, nem as portas do inferno prevalecerão contra eles! Essa é uma promessa de Cristo. O que não podem fazer é continuar de braços cruzados, preservando seu emprego e a comodidade de sua família.

11. SDA Kinship Cita Ministro Ordenado da Associação Geral como “Colaborador”. A equipe do www.adventistas.com teve acesso nesta semana a exemplares da revista Connection, folhetos e ficha de inscrição da associação de gays e lésbicas adventistas do sétimo dia, conhecida pela sigla SDA Kinship. Para nossa surpresa, embora tanto a entidade quanto a Organização neguem a existência de qualquer vínculo oficial entre ambas, na edição de julho-agosto de 99, da revista Connection, um ministro ordenado que presta serviços diretamente à Associação Geral é citado no expediente como “colaborador”.

12. “Mariolatria” em Homepage da Associação Paulistana Surpreende Leitor. Você que se preocupa com a Mariolatria e vê nela uma preparação para o último grande engano quando Satanás personificará a Cristo, dê uma chegada até o site da Associação Paulistana. Logo abaixo fala-se de uma Sinagoga adventista… Agora pense comigo, você acha mesmo que um judeu, que, por natureza, detesta a idolatria, seria levado para a IASD vendo aquelas figuras? Por favor, não ponha meu nome em sua página. Vou deixar a poeira baixar um pouco, porque a coisa está ficando feia por aqui.

13. Leitores brasileiros têm direito de saber toda a verdade sobre a IASD e Redator da Casa Publicadora Brasileira pode escrever editorial sobre a Igreja de Seus Sonhos (sem ser mandado embora por isso!). “Eles também guardavam o sábado, descriam da imortalidade da alma e esperavam o iminente retorno de Cristo, que ocorreria após o término de Seu ministério no santuário celestial. Mas os costumes daquela congregação eram um pouco diferentes dos adotados por outras que conheço. Havia líderes, mas estes eram apenas escolhidos por todo o grupo. E exerciam atividades paralelas, das quais obtinham seu sustento. Desse modo, não podiam ser acusados de trabalhar por amor ao salário ou por não servirem para outra coisa. Além disso, ninguém tinha autoridade sobre eles; e eles não dominavam sobre o grupo. Apenas coordenavam os trabalhos.”

14. Associação Geral Confirma Participação Adventista em Eventos Ecumênicos do Jubileu 2000. Como parte das celebrações no Jordão para marcar este ano do Jubileu Cristão, adventistas do sétimo dia juntaram-se a outras denominações cristãs para uma cerimônia no lugar em que supostamente ocorreu o batismo de Jesus. O Pastor Kamel Haddad, ministro da Igreja Adventista em Amã, Jordânia, estava entre os quinze mil visitantes do local no dia 7 de janeiro. Também no atual Wadi Kharrar, o local do antigo povoado conhecido como “Betânia além do Jordão” havia representantes das Igrejas Ortodoxa Grega, Cóptica, Evangélica, Católica Grega e Católica Romana no que o jornal Jordan Times considerou “um raro e corajoso exemplo de unidade.”

15. Livro de Praxes da DSA Permite Que Pastor Alugue Sua Casa Própria Para Si Mesmo. Você sabia que o obreiro (pastores e administradores se incluem neste grupo) que tem casa própria pode alugar a sua casa para si mesmo e receber o aluguel da Associação? A legalidade deste auxílio é detalhada na página 332 do Livro de Praxes, sob o código Y 20 10 S Auxílio Aluguel de Casa Própria. O capítulo Y do Livro de Praxes apresenta os benefícios a que os obreiros têm direito. O Livro de Praxes diz o seguinte: “Pode-se conceder auxílio de aluguel ao obreiro que possui, compra ou constrói uma casa para sua própria moradia e cujo compromisso de compra e venda ou escritura esteja em seu nome ou no da esposa, na cidade onde exercer sua atividade.”

16. Superbom Pertence à Kellogs desde 1997. A curiosidade de um atento leitor que observou que os Skarchitos Superbom são fabricados pela Kellogg Brasil & Cia levou-nos a uma curiosa “descoberta”. Essas imagens revelam uma estranha ligação entre a conhecida fábrica de alimentos adventista Superbom e a multinacional Kelloggs pertencente à família do falecido Dr. John H. Kellogg, que costuma ser citado como exemplo de apostasia e revolta contra a Igreja Adventista do Sétimo Dia.

17. Equipe de Tércio Sarli Importa Ênfase na “Celebração” para Igrejas da UCB. A ênfase nos cultos louvor, mentalização da presença invisível de Cristo, “coração em chamas”, liturgia interativa e emocional, além de outras práticas do carismatismo adventista norte-americano deveriam estar sendo adotadas com maior intensidade nas igrejas da União Central-Brasileira a partir deste ano. Detalhes de todo o chamado “Planejamento da Igreja 2000” podiam ser obtidos aqui mesmo na internet, no endereço http://esperanca2000.ucb.org.br/planejamento_ig.html. Após nossa denúncia, as páginas que nos serviam de comprovação foram retiradas do ar pela direção da União, que espalhou o boato de que teria sido vítima de um hacker que teria plantado aqueles textos no site. Mentira! Não há outra palavra para definir essa consciente decisão de não dizer a verdade nem assumir a própria responsabilidade. Mas você ainda pode confirmar tudo que demonstramos abaixo na cópia que fizemos do arquivo em formato doc do Word, disponibilizado no site da União Nordeste Brasileira, que também adotou o programa.

18. Deus Dirige a Igreja, Embora Não Pertença à Família Sarli. A gente esperou tantos dias pela chegada da Revista Adventista de março, apenas para folheá-la ansiosamente e concluir que deveria constar no expediente a frase: “Órgão Oficial da Família Sarli”…

19. Desespero 2000: UCB Renegou Plano da Associação Geral. Surpreendida pela reação contrária de pastores durante concílios realizados neste início de ano, a direção da UCB (União Central-Brasileira) retirou imediatamente do ar o site http://esperanca2000.ucb.org.br, que continha uma cópia do documento “Esperança 2000 – O Guia de Atividades para o Próximo Milênio”. Sem saber como explicar cultos de celebração a morcegos, cálice repleto de nojeiras para a Santa Ceia e referências pouco elogiosas ao “chulé” dos apóstolos, entre outros absurdos, a saída mais fácil foi atribuir a postagem do material à ação de um hacker impiedoso que pretendia prejudicar a imagem da Igreja Adventista do Sétimo Dia e dar tempo ao tempo, esperando que o assunto caia no esquecimento.

20. Ecumenismo Macabro: Católicos, Protestantes e Adventistas Envolvidos no Genocídio de Ruanda. Fiéis ruandeses acusam padres católicos e pastores protestantes, inclusive adventistas, de terem estimulado e até participado da matança… Funcionários ruandeses e representantes internacionais agora discutem medidas para punir esses religiosos e o papel que suas igrejas deveriam desempenhar – ao admitir sua responsabilidades em tais episódios.

21. Pastor Adventista é Preso por Estupro de Garota de 13 Anos. O distrital de Valparaíso, GO, Edivando C. Damasceno, poderá ser excluído da igreja e do ministério nos próximos dias por causa de sua prisão em flagrante no momento em que tentava estuprar sua cunhada D.S.S., de apenas 13 anos. Além da transgressão do sétimo mandamento e do opróbrio que trouxe à Causa, Edivando terá ainda que se defender perante a Justiça humana. A notícia de sua prisão foi publicada neste sábado (11/03/00) pelo jornal Correio Braziliense. Segundo informações que nos chegaram de Brasília , o “pastor” Edivando C. Damasceno integrava o G-7, um grupo de sete pastores que se apóiam e se revezam no poder à frente da Associação do Planalto Central. Edivando teria sido mesário da Associação e atuado como delegado na quinqüenal da União.

22. Novo Ministério Homossexual Adventista Propõe União Gay Sem Sexo. O ministério Arco-Íris de Deus (www.godsrainbow.org) para gays e lésbicas da Igreja Adventista do Sétimo Dia central, da cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, recebeu na última semana autorização para figurar entre os ministérios divulgados pela igreja em sua página na internet: http://www.tagnet.org/sfcentral/ministries.htm. Segundo Steve Gungl & Howard ‘duke’ Holtz, responsáveis pela “inovação”, a Central California Conference (Associação Central da Califórnia) “colocou seu selo de aprovação sobre o trabalho, fazendo uma contribuição financeira para o ministério”.

23. Advogados Católicos Defendem Organização Contra Pastor que Prega a Tríplice Mensagem Angélica. De um lado, advogados católicos – guardadores do domingo – defendendo a Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Do outro, advogados judeus — guardadores do sábado — defendendo a Igreja do Evangelho Eterno Adventista do Sétimo Dia. O julgamento ocorreu no mês passado (13/03/00), em Miami. A liderança maior da IASD quer impedir que a igreja de West Palm continue a usar o nome “adventista do sétimo dia”, que se tornou marca registrada da Iasd em 1980. Anúncios de jornal e de rádio veiculados pela Eternal Gospel Church of Seventh-day Adventists denunciam católicos e a maioria dos protestantes por observarem o domingo, relacionando-os aos satanistas e pagãos. Os textos são extraídos do livro O Grande Conflito e de antigas séries de folhetos denominacionais.

Obs. Esta série de artigos registrou detalhes de todo o caso:

Série – Silêncio no Tribunal (O Caso Eternal Gospel)

24. O Que Você Faria se Sua Filhinha de Três Anos e Meio Fosse Molestada pelo Filho do Pastor? Minha filha foi molestada pelo filho de nosso pastor adventista do sétimo dia. Nossa menininha tem três anos e meio. O agressor (a quem chamaremos Joca) tem onze. Aconteceu em nossa casa enquanto o pastor e sua esposa nos contavam em nossa sala de visitas quão habilidoso era seu filho Joca com crianças mais novas! Somente mais tarde soubemos que o pastor já havia sido alertado por seus superiores quanto a comentários inadequados e comportamento violento de seu filho contra dois garotos menores. O pastor teria respondido que os meninos menores é que deveriam ser os culpados pelo ocorrido. Nessa ocasião, os coordenadores de Lar e Família do Campo foram notificados, mas nenhuma investigação posterior foi conduzida. O pastor foi imediatamente transferido daquela igreja para a nossa, sem que ninguém fosse avisado sobre o que acabara de acontecer em seu distrito anterior.

25. Se você fosse desenhar ou aprovar um emblema para sua igreja certamente não iria permitir que, tanto objetiva quanto subjetivamente, estivesse ali, por exemplo o número seis, porque esse número repetido três vezes é o que identifica a Besta do Apocalipse… A mudança do antigo logotipo dos três anjos para esse que não nos identifica como o movimento descrito em Apocalipse deu-se de forma gradual, transformando primeiro os anjos em três pombas e posteriormente estilizando a pomba em forma de chama. E é no mínimo curioso que a Organização esteja fazendo tanto esforço para que as igrejas comprem letreiros de metal, com esse símbolo padronizado, para exibi-lo em frente ao templo. Até um manual já foi impresso para normatizar o uso desse símbolo como se fosse algo quase sagrado! Recentemente, soubemos de um irmão que foi chamado à Associação para dar explicações por causa de uma declaração contrária à adoção desse logotipo. Ele ouvira durante a pregação de um irmão estrangeiro em São Paulo que essa logomarca teria sido um presente da igreja católica para nossa organização. Por isso, seja essa última informação verdadeira ou não, fica aqui o nosso protesto e desejo sincero de que nos devolvam a marca dos três anjos e rejeitem para sempre esse logotipo comprometedor.

26. Professor do IAE-2 Diz que Deus Necessita de Homens que Enfrentem os Reis do Adventismo. “E aí está um dos grandes desafios do pastorado dos senhores. Lutar contra a falsa piedade. Contra o mal da aparência do bem. Contra o pluralismo religioso e sincrético da atualidade. Contra o relativismo, conceito popular demoníaco de que não existe verdade absoluta. De que cada sociedade ou cultura, define o que é verdade para si. Estas e outras produzirão dias amargos para os pastores que defendem a verdade absoluta; a autoridade das Escrituras Sagradas; as orientações do Espírito de Profecia dos escritos de Ellen G. White; as crenças ‘anti-sociais’, ‘fundamentalistas’ e ‘antiquadas’ do Adventismo do século passado. ‘Deus necessita de homens… que não se comprem nem se vendam…’ (EGW, Ed. pág. 57) Homens que como Elias, tenham coragem de enfrentar, se necessário, os reis do Adventismo. No nome do Senhor apontar-lhes os pecados e, agüentar as conseqüências como Elias agüentou. Homens que não tenham medo de ‘se queimar’, em defesa da verdade.”

27. Deu no Los Angeles Times: Correntes de Mudanças Rondam os Adventistas do 7º Dia. “Onde a princípio havia estrita obediência à hierarquia da igreja multibilionária, agora são levantados problemas, algumas vezes entendidos como rebeliões, onde a mesma não hesita em demitir pastores que desafiam o ‘status quo’. Numa denominação em que os fundadores resolviam reservadamente os conflitos, hoje alguns membros estão expondo sua dissensão em várias publicações e websites em que acusam os líderes da igreja de toda forma de autoritarismo e manobras escusas para fraudar e cometer abusos financeiros. Alguns professores das faculdades adventistas têm-se insurgido, da maneira como podem, contra os líderes da igreja acusando-os de estarem os cooptando, juntamente com seus alunos ao plano ‘Comprometimento Total com Deus’, com relatórios anuais e avaliações externas. Algumas mulheres, estão levantando suas vozes objetando contra a postura da igreja, co-fundada por uma mulher, em não permitir que sirvam como pastoras, limitando seus cargos e recusando a ordená-las…”

28. Pastor Denuncia que Acordo com Igreja Católica Proíbe Ênfase Adventista no Sábado Bíblico. Nossa igreja tem se amarrado a si própria pelos acordos com outras igrejas e com o Vaticano em não pregar o Sábado Bíblico tão abertamente! Isto é espantoso! Devido a este acordo secreto entre igrejas, estamos privando a igreja de suas crenças e padrões únicos. Ao invés da palavra de Deus, a Mensagem dos Três Anjos, o Espírito de Profecia, as últimas advertências para a humanidade nestes últimos dias, e o chamado para pôr de parte todo o pecado e obedecer aos mandamentos de Deus; a atenção de nosso povo está sendo dirigida para as reuniões de entretenimentos, mulheres pastoras, e shows musicais. A mensagem é viver como você é, a intercessão acabou na cruz, e você não pode parar de pecar. É tempo de celebrar.

29. As primeiras cobaias para as armas biológicas dos Estados Unido foram soldados adventistas, incentivados pela Associação Geral a participar como voluntários… O assunto voltou à tona com a veiculação no dia 20 de agosto de 2000 pelo canal de tevê a cabo TV History de um documentário da série Missões Suicidas, intitulado “Human Guinea Pigs” (Porquinhos-da-Índia Humanos, ou Cobaias Humanas). O Projeto Whitecoat foi desenvolvido pelas Forças Armadas e não por algum departamento do Ministério da Saúde americano, o que logo despertou suspeitas e, no final da década de 60, surgiram denúncias de que esses jovens estavam sendo, de fato, cobaias de experiências com protótipos de armas químicas e biológicas. Mas o silêncio da liderança adventista teria sido obtido através da garantia de apoio financeiro multimilionário do governo americano às ações humanitárias da Adra pelo mundo afora. Por isso, “Operação Judas” em lugar de Projeto Whitecoat, talvez, fosse um nome mais apropriado. 2.300 sacrifícios humanos!

30. Se houvesse ido à reunião da Associação Geral em Toronto, que reação teria contra as esculturas de Jesus Cristo, Anjos, “Anjas” e os Santos dos Últimos Dias? O conjunto de imagens de escultura feito para a Sessão Mundial 2000 da Igreja Adventista do Sétimo Dia e inaugurado no dia 29 de junho, ficará permanentemente instalado no saguão de entrada da Sede Mundial da Igreja Adventista em Silver Spring, Maryland, depois do encerramento da reunião em Toronto. Intitulado “O Rei está Vindo” o trabalho feito em bronze, em tamanho natural, representaria segundo seu autor a segunda vinda da Jesus. Mais detalhes neste link.

31. Imagens de Escultura Adventistas Receneral Culto e Foram Inauguradas na Sede da Associação Geral. “Não farás para ti imagens de escultura,” diz o texto bíblico. E a ordem divina não deixa dúvida de que o mandamento proíbe a confecção de imagens tridimensionais da divindade. “Não farás” e ponto final. Apesar disso, recentemente, em 30 de agosto de 2000, houve cânticos, solos instrumentais e orações diante de uma imagem de escultura, na capela da Conferência Geral dos Adventistas do Sétimo-Dia em Silver Spring, Maryland, EUA. Um culto solene em adoração a Jesus, simbolizado por uma imagem feita de barro ou gesso! Não importa o material e é irrelevante discutir se era “adoração” ou “veneração”. O fato é que, naquele culto adventista, realizadona capela da sede mundial da igreja, uma imagem de escultura ocupava o lugar de Jesus. Eu, Ennis Meier, estive lá e as fotos que ilustram este texto comprovam o que digo.

32. O Senhor sempre deu a primeira oportunidade aos líderes, mas é lamentável dizer que, quando surgiu a crise perante a igreja no começo da Primeira Guerra Mundial em 1914, encontrou-os despreparados. A grande maioria dos membros na Europa foi incapaz de enxergar que seus líderes, levando os membros a participar dos combates na Guerra, estavam conduzindo a igreja a uma direção errada.
Durante essa ardente prova, a liderança dos ASD expediu declarações instruindo os irmãos a tomarem parte nos combates. Esses escritos trouxeram muita confusão nas igrejas. Milhares de adventistas do sétimo dia na Europa foram lançados em grande sofrimento e perplexidade, os quais, para evitar a perseguição e possível morte, consentiram em renunciar à guarda do Sábado para portar armas e agir como outros patriotas agiam. A grande maioria procedeu em conformidade com as decisões de seus líderes. Foi somente uma pequena minoria de objetores de consciência (não-combatentes) que tiveram fé e coragem necessárias para defender a verdade e a justiça. Não eram desordeiros; eram adventistas sinceros que permaneceram em defesa da Lei de Deus num tempo de crise, em que a igreja vacilava entre a lealdade e a transigência. Seu ponto de vista, porém, conflitava com a decisão dos líderes, cujo desejo era que a igreja não perdesse o favor do governo. Por isso os poucos que se mantiveram fiéis às suas convicções foram excluídos da comunhão da igreja.

33. Distrital Paulista Obriga Membros a Declarar Fidelidade Incondicional à Organização Adventista. No último sábado, o Pr. Axel Rennevart Waegele, distrital de São João Clímaco, SP, reuniu os membros batizados da igreja e após 2 horas de discurso unilateral, entregou um formulário para ser assinado pelos membros. O papel que deveria ser preenchido com o nome do membro, assinado, datado e entregue na hora, com as seguintes informações:

MEU COMPROMISSO COM DEUS

Eu, ____________________, quero reafirmar aqui meu voto incondicional de fidelidade a Deus, uma vez feito por ocasião do meu batismo. Também reafirmo minha confiança na IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA como a Igreja Remanescente de acordo com o cumprimento das profecias bíblicas e do Espírito de Profecia, bem como em sua Administração como movimento mundial. Declaro-o publicamente, assinando este documento.

São Paulo, ____/____/_____

Assinatura:

________________________________

34. Pastor Condenado por Estupro e Seu Advogado Estariam Sendo Pagos com Dízimo. A APlaC – Associação Planalto Central, por orientação da UCB, está pagando o advogado para defender, o Pr. Edivando Damascena. Esse cidadão foi condenado a quinze anos de prisão, por estuprar durante quatro anos sua cunhada de apenas 9 anos de idade. Apesar do flagrante feito pelos vizinhos e pela polícia, apesar do escândalo ter sido manchete no Correio Brasiliense — jornal de maior circulação do Distrito Federal, apesar de envergonhar a Igreja Adventista e denegrir o ministério, ele continua recebendo normalmente seus salários e demais auxílios! Isso só, já seria uma vergonha, mas isso não é tudo, agora a igreja está bancando as custas judiciais para defendê-lo. A descoberta provocou grande revolta entre os obreiros e membros da igreja da Capital Federal. O pior de tudo é que Associação Planalto Central, está situada ao lado da DSA, Divisão Sul Americana, separadas apenas por um muro, com portão interligado.

35. Internauta Sugere Reflexão sobre Romarias Adventistas… Será que a “romaria” que fazemos a Conferências Gerais, CASA’s Abertas, Aniversários de Colégios, Dias de Ex-Alunos, Grandes Encontros com determinados pastores, a peregrinação atrás destes mesmos pastores e os gastos que são efetuados nestas situações, não podem ser comparadas com as romarias e gastos dos romeiros católicos? Será que de uma forma menor e por motivos diferentes, nós também não estamos promovendo uma espécie de “romarias adventistas”? É claro que podemos argumentar que não fazemos isso como uma devoção, ou mesmo como uma obra salvífica. Que “perseguimos” um determinado pastor pela sua mensagem e não por ele. Que as vendas são para o financiamento da obra, etc, etc, etc. Mas até onde vai esse paralelo entre as nossas atitudes e a de nossos irmãos, católicos? Será que eles não têm o direito de nos acusar de fazer o mesmo?

Continue lendo…

Uma ideia sobre “PROTESTANTES ATÉ HOJE! 95 Teses do Adventistas.Com nos últimos 18 anos — Parte 1

  1. Interessante é pegarem um assunto claramente local – separação entre brancos e negros nas igrejas dos EUA (provavelmente em algumas partes dos EUA) – e querer apresentá-lo como se fosse um comportamento mundial da Igreja Adventista.
    A questão racial nos EUA (entendam: em alguns estados) é uma discussão que já dura séculos. E a solução não passa apenas pela vontade das igrejas adventistas desses locais.
    Este site ficou desonesto. E não é de hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *